Significado do 11 de setembro

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana BezerraProfessora de História

O que foi o 11 de setembro:

11 de setembro de 2001 foi o dia do maior ataque militar sofrido pelos Estados Unidos desde a Segunda Guerra Mundial. Na manhã deste dia, quatro aviões de passageiros foram sequestrados por integrantes da organização fundamentalista islâmica Al Qaeda e partiram em direção aos alvos civis e militares.

Dois desses aviões atingiram o World Trade Center, também conhecidos por Torres Gêmeas - os edifícios mais altos dos Estados Unidos à época. O terceiro avião colidiu contra o Pentágono e o último caiu em um campo na Pensilvânia, antes de chegar ao seu alvo.

11 de setembroAs Torres Gêmeas no momento do ataque.

Acredita-se que a motivação desse atentado seja a interferência política dos Estados Unidos nos países árabes, o que tem em suas raízes o interesse norte americano pelas reservas de petróleo da região.

Uma das principais consequências desse atentado foi o endurecimento das regras de aviação, como a proibição da entrada em aeronaves com determinados objetos e uma fiscalização mais rígidas em todas as bagagens. Após o ataque, cresceram o medo e a hostilidade contra imigrantes em diversos países, mas em especial, nos Estados Unidos.

O atentado deixou cerca de 3 mil mortos, entre passageiros, pessoas que estavam nos locais do ataque, bombeiros, policiais, tripulação e os próprios terroristas. Além das vítimas fatais, estima-se que cerca de 6 mil pessoas ficaram feridas.

Como foram os ataques?

O ataque suicida de 11 de setembro se iniciou na manhã daquela terça-feira, quando 19 terroristas ligados à Al Qaeda embarcaram em 4 aviões diferentes e tomaram o controle das aeronaves.

Primeiro avião: Voo 11, da American Airlines. Atingiu a torre norte do World Trade Center aos exatos 8h46, entre os andares 93 e 99 e desabou às 10h28.

Segundo avião: Voo 175, da United Airlines. Atingiu a torre sul às 9h03, que por ter sido atingida no meio, levou menos tempo para desmoronar - às 9h59 o edifício já estava no chão.

Ambas as aeronaves saíram de Boston e tinham como destino a cidade de Los Angeles.

Terceiro avião: Voo 77, da American Airlines. Saiu de Dulles, na Virgínia e também seguia para Los Angeles. Este avião atingiu o Pentágono - sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos - às 09h37.

11 de setembroPentágono após atentado.

Quarto avião: Voo 93 da United Airlines. Tinha como alvo o Capitólio - casa do Poder Legislativo americano. Esse voo atrasou na decolagem, isso permitiu que a informação dos ataques que acabavam de ocorrem chegassem à tripulação e aos passageiros, que tentaram impedir que os terroristas assumissem o controle da aeronave.

Impedidos de completar a ação, os terroristas optaram por derrubar o avião durante o trajeto, que caiu em um campo na Pensilvânia, causando a morte de todos os ocupantes.

11 de setembroParte encontrada do avião da United Arlines no campo, Pensilvânia.

Veja o vídeo dos ataques:

As motivações para o ataque

A ação foi planejada e executada por integrantes do grupo fundamentalista islâmico Al Qaeda, comandada por Osama bin Laden.

Acredita-se que as motivações para tamanho atentado são resultado das interferências políticas dos Estados Unidos no mundo árabe a partir do Século XX. A região é composta por grandes reservas de petróleo e os Estados Unidos - maior consumidor dessa fonte energética - têm interesses econômicos na região.

Para manter seu poder no mundo árabe, ao longo das últimas décadas, os Estados Unidos apoiaram guerras e regimes ditatoriais. A Al Qaeda, que não via com bons olhos a atuação dos Estados Unidos na região, já havia assumido a autoria de explosões de embaixadas americanas na África, dentre outros atentados.

Osama bin Laden, procurado ao longo dos próximos anos, foi encontrado e assassinado somente em 2011, por tropas americanas.

As consequências do 11 de setembro

Além das vidas perdidas e dos enormes prejuízos financeiros, o atentado de 11 de setembro motivou os Estados Unidos, governado pelo republicano George W. Bush, a iniciarem a Guerra ao Terror, uma estratégia de combate ao terrorismo cujos principais desfechos foram a invasão do Iraque e do Afeganistão.

Os Estados Unidos, assim como outros países, endureceram as leis antiterroristas após o atentado. Uma controversa lei foi implementada no país norte americano, o Patriotic Act. Segundo esse ato, as ligações telefônicas e e-mails de organizações e pessoas que supostamente estão relacionadas com o terrorismo podem ser interceptados sem autorização da justiça.

Memorial 11 de Setembro

No lugar onde ficavam as Torres Gêmeas foi construído um memorial dedicados às vítimas dos ataques. Nesse memorial há um museu onde o visitante pode conhecer a história do atentado e também ver objetos encontrados nos escombros. Além disso, há um mural com a foto de todas as pessoas que perderam a vida na ocasião e informações sobre elas.

O novo World Trade Center

No dia 3 de novembro de 2014, 13 anos após o atentado, foi inaugurado o One World Trade Center, no mesmo complexo onde estavam localizadas as Torres Gêmeas.

Com 104 andares e 541 metros, é o maior edifício dos Estados Unidos e o terceiro maior do mundo. Fica atrás apenas do Makkah Royal Clock Tower, de 601 metros, localizado em Meca e do Burj Khalifa, de 828 metros, localizado em Dubai.

One World Trade CenterFoto do One World Trade Center.

Veja também o significado de terrorismo.

Data de atualização: 20/05/2019.

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.