Significado de Arquitetura Gótica

Sónia Cunha
Revisão por Sónia CunhaLicenciada em História da Arte

O que é Arquitetura Gótica:

A arquitetura gótica se estende do século XII ao século XV e foi um dos estilos arquitetônicos da era medieval em conjunto com o Românico.

O termo Gótico estava inicialmente apenas ligado à arquitetura, e é através dela que este estilo melhor se expressou, sobretudo com as suas catedrais altas e luminosas, por oposição às igrejas românicas

A arquitetura gótica foi erroneamente vista como o produto de uma era em grande parte rude, caótica e supersticiosa, enquanto na verdade era muito diferente no contexto social.

interiorsaintInterior da basílica de Saint-Denis, na França. Uma das mais importantes obras que representam a arquitetura gótica.

Quando ocorreu o surgimento da arquitetura gótica?

O Gótico nasceu entre 1137 e 1144 em uma reedificação da abadia de Saint-Denis, da imagem acima, conduzida e idealizada pelo abade Suger (sendo que a identidade do arquiteto é desconhecida). Lá são introduzidos elementos inovadores que vão marcar a formação do novo estilo.

Este novo estilo arquitetônico se destacou por apresentar mais luminosidade e uma delicadeza que contrasta que contrasta com a imponente solidez do Românico.

abadiaExemplo de abadia românica.

Em Saint-Denis encontram-se os principais elementos que caracterizam a arquitetura gótica, como o arco quebrado ou a abóbada sobre cruzaria de ogivas (com origem na abóbada de arestas).

Estes elementos arquitetônicos que vão caracterizar o Gótico vinham do Românico, apenas aqui foram aperfeiçoados e usados em conjunto, sendo que também começou a haver uma maior preocupação com as proporções e a matemática.

Além de reinterpretar essas características, a arquitetura gótica também abandonou uma das principais características da arquitetura românica: as paredes grossas.

Os edifícios góticos também são caracterizados pelo seu “verticalismo” e leveza, destacando-se o seu efeito de altura mais do que da altura em si, pois além das paredes serem mais finas que no Românico, há um acentuar das linhas verticais que criam esse efeito.

As 4 principais características da arquitetura gótica

As quatro principais características da arquitetura gótica são:

1. Construções mais leves e luminosas

Como já foi referido, uma das principais características da arquitetura gótica é a sua leveza. Este efeito foi conseguido através da utilização de contrafortes e arcobotantes no exterior com o objetivo de suportarem o peso das abóbadas interiores, dando assim ao espaço interior um aspeto leve.

Esta inovadora técnica de construção tornou assim possível a edificação de paredes mais finas, por contraste com as paredes grossas das igrejas do Românico.

Essas paredes finas do Gótico vão também permitir a introdução de mais e maiores janelas, assim como a proliferação e o refinamento da arte do vitral, conferindo dessa forma mais luz e cor aos espaços sagrados.

Arquitetura Gótica

2. O arco pontiagudo e as abóbadas sobre cruzarias de ogivas

O Gótico vai empregar sistematicamente o arco pontiagudo por oposição ao arco de volta perfeita preferido pelo Românico. Estes arcos são formas geométricas de dois arcos interrompidos (quebrados) unidos, e são também conhecidos como arcos ogivais ou arcos de ogivas.

A utilização do arco pontiagudo vai-se fazer não só nas paredes, mas também nas abóbadas, levando a uma adaptação da abóbada de arestas do Românico para abóbada sobre cruzaria de ogivas do Gótico. Estes arcos permitiam o seu estiramento a qualquer altura e vão por isso permitir maior flexibilidade às abóbadas do Gótico.

arcopontiagudoExemplo de arco pontiagudo, conhecido também como arcos ogivais.

3. Gárgulas

A gárgula (derivada da palavra francesa gargouille, que significa gargarejo) é uma tromba d'água esculpida, colocada para evitar que a água da chuva escorra pelas paredes.

Essas numerosas esculturas de careta dividiam o fluxo entre elas, minimizando possíveis danos causados ​​pela água. As gárgulas foram esculpidas no chão e colocadas à medida que o prédio se aproximava da conclusão.

gárgulasGárgulas da Catedral na cidade de Ley, na Inglaterra.

4. Rendilhado

O rendilhado refere-se a uma série de molduras de pedra finas, embutidas em aberturas de janelas para apoiar o vidro.

O traçado da barra encontrou expressão no período gótico e visava transmitir um design mais sofisticado, além de aumentar a quantidade de painéis de vidro.

rendilhados

Ao contrário do rendilhado de placa, foram usados ​​montantes finos de pedra para dividir a abertura da janela em duas ou mais lancetas.

O rendilhado Y era uma variedade específica de traçaria de barras que separava a cabeça da janela usando barras finas de pedra, divididas em forma de Y.

Esses delicados traços em forma de teia ajudavam a aumentar a sustentação entre o vidro e a pedra das janelas.

Conheça as igrejas que marcaram a arquitetura gótica

Catedral Basílica de Saint Denis

A Catedral Basília de Saint-Denis, localizada em Paris, na França, foi fundada no século VII. Mas foi no século XII que o Abade Suger chegou a reconstruir partes da abadia.

Nessa reconstrução, o Abade usou novas características, tanto na estrutura quanto na parte decorativa, que marcaram a catedral como a primeira abadia a receber efetivamente as características do estilo Gótico.

Saint-Denis2Catedral Basílica de Saint Denis.

Catedral Notre Dame

A Catedral de Notre-Dame foi construída em 1163, em Paris, na França. Hoje é considerada uma das mais famosas catedrais com estilo Gótico.

Ela foi construída por decisão do bispo parisiense Maurice de Sully, em homenagem a Virgem Maria. Notre-Dame, em francês, significa Nossa Senhora.

notredame

Veja também os seguintes significados:

Data de atualização: 06/10/2019.

Sónia Cunha
Revisão por Sónia Cunha
Licenciada em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (2003), e em Conservação e Restauro pelo Instituto Politécnico de Tomar (2006).