Significado de Azeite

O que é Azeite:

Azeite ou óleo de oliva é o óleo extraído do fruto maduro da oliveira (olea europaea). O fruto de uma oliveira é conhecido por azeitona ou oliva.

O azeite puro é utilizado em grande parte para fins culinários e na conservação de alimentos. É também utilizado na indústria têxtil para pentear a lã, na fabricação de cosméticos, na indústria farmacêutica para fins medicinais e na fabricação de sabão de alta qualidade.

A maior parte da oferta mundial de azeite é produzida nos países da bacia do Mediterrâneo. Porém, alguns também são produzidos na Califórnia, na América do Sul e na Austrália.

Os produtores líderes na produção de azeite são Espanha, Itália, Grécia e Tunísia.

azeitonaNa imagem, uma azeitona ainda na plantação de Oliveiras.

Os tipos de azeite e as suas diferentes propriedades

Os diferentes graus de acidez do azeite e normas associadas são definidos pelo Conselho Oleícola Internacional. Em resumo, existem quatro tipos diferentes de azeite:

Azeite Extravirgem

Considerado o azeite com o melhor aroma e sabor, a definição de Azeite Extravirgem é muito precisa no que diz respeito aos métodos de produção, sabor e composição química.

Para ser certificado com o rótulo “Extravirgem”, um azeite precisa passar pelos seguintes requisitos:

  • Deve vir da primeira prensagem de azeitonas frescas, normalmente dentro de 24 horas após a colheita;
  • Deve ser extraído por meios não químicos ou mecânicos e sem o uso de calor excessivo;
  • O teor da acidez deve ser inferior a 0,8%;
  • Deve ser livre de defeitos: com sabor e aroma perfeitos.

extravirgemAzeite extravirgem.

Azeite Virgem

Esse tipo de azeite também vem da primeira prensagem e deve ter um nível de acidez inferior a 2%. Por isso, sua qualidade é inferior ao Azeite Extravirgem.

Sua intensidade de sabor pode variar, sendo mais suave que o Azeite Extravirgem.

Azeite Refinado

Esse tipo de azeite é refinado com o uso de agentes como ácidos, álcalis e calor, que servem para extrair a maior quantidade de óleo possível da polpa de azeitona que resta após a primeira prensagem.

O resultado é um óleo mais gorduroso e ácido que não tem sabor e que não possui aroma e antioxidantes naturais.

Por isso, os produtores precisam adicionar um pouco de azeite extravirgem ou virgem ao óleo refinado, para dar um pouco de sabor, cor e aroma à mistura.

Azeite de Oliva Pomace (ou puro)

Conhecido também como óleo de bagaço ou azeite puro, o azeite de Pomace é o grau mais baixo de azeite. É produzido a partir dos subprodutos da produção de um azeite extravirgem.

As cascas de azeitona, as sementes e a polpa são aquecidas e o óleo restante é extraído através de um solvente chamado: hexano.

O resultado é então finalizado através do processo de refinação. Este tipo de azeite é insípido e extremamente pobre em antioxidantes.

Os benefícios do azeite de oliva

  • É bom para a saúde do coração: o azeite extravirgem é uma rica fonte de antioxidantes e gorduras monoinsaturadas, ambas consideradas como responsáveis pela proteção à saúde cardiovascular;

  • Diminui o risco de AVC: alguns estudos mostram que uma dieta rica em azeite ajuda a reduzir drasticamente o risco de acidente vascular cerebral;

  • Ajuda na prevenção de diabetes: o azeite extravirgem ajuda a melhorar a sensibilidade à insulina, o que resulta na proteção contra a diabetes tipo 2;

  • Aumenta os nutrientes de alguns alimentos: cozinhar com azeite extravirgem pode ajudar a reter o número de nutrientes e antioxidantes nos alimentos cozidos, que feitos de outra forma seriam perdidos ou danificados;

  • Inibe agentes causadores do Alzheimer: pesquisas iniciais sugerem que uma dieta rica em azeite extravirgem pode inibir os compostos responsáveis ​​pela doença de Alzheimer e pela demência

Para que todos esses benefícios efetivamente ajudem na prevenção de doenças, o consumo do azeite extravirgem deve ser associado à adoção de um estilo de vida saudável, que inclui alimentação equilibrada e a prática de atividade física.

Caso o paciente seja diabético, hipertenso ou possua problemas cardíacos, o uso deve ser reduzido e orientado por médico ou nutricionista.

Como o azeite é produzido?

Tradicionalmente, o primeiro estágio de produção do azeite é iniciado quando as azeitonas quase maduras são moídas, tornando-se uma pasta.

Esse procedimento era feito com grandes pedras de moinho. Porém, hoje é realizado através de equipamentos de aço.

Em seguida, o óleo precisa ser separado do líquido amargo e aguado que permanece na pasta. Tradicionalmente, a pasta seria espalhada em discos empilhados um sobre o outro, depois pressionados, espremendo o líquido. Essa era considerada a primeira prensa.

A pasta seria então misturada com água quente ou vapor e pressionada mais uma vez. Esse óleo de segunda prensa não seria tão saboroso, já que o calor é considerado um mau agente para a qualidade do azeite.

Atualmente, poucas usinas usam esse processo. Em vez disso, todos os estágios de produção são feitos através dos processos de uma centrífuga: como a água é mais densa que o óleo, o equipamento separa os dois componentes.

centrifugaCentrifugação do azeite.

Veja também:

Data de atualização: 28/03/2019.