Biometria

O que é a biometria:

Biometria é qualquer medida relacionada a características humanas, sejam elas físicas ou comportamentais. Tecnologias que se baseiam na biometria são utilizadas por empresas ou órgãos do Estado para verificar a identidade de pessoas de forma automatizada. No Brasil, a biometria vem sendo usada pela Justiça Eleitoral na identificação de eleitores nos dias de votação.

Há alguns tipos de identificadores biométricos, entre os quais a impressão digital, a voz, a íris, a face e até o ritmo da digitação. Como cada indivíduo possui características biométricas únicas, o sistema biométrico de reconhecimento é considerado bastante seguro e eficaz.

Devido a sua eficiência, a biometria vem sendo largamente utilizada por empresas, seja para controlar o acesso a espaços físicos ou proteger dados. Muitas empresas utilizam, por exemplo, o ponto eletrônico biométrico a fim de controlar a jornada de seus funcionários. Em algumas corporações, o acesso a determinadas salas só é possível através de identificação biométrica.

A tecnologia biométrica também faz parte de produtos que usamos no dia a dia. Alguns smartphones contam com um sistema de reconhecimento facial para o desbloqueio do aparelho. Não é preciso digitar nenhuma senha ou padrão de desbloqueio. Basta o proprietário do celular olhar para a tela que o reconhecimento é feito imediatamente.

O Estado também faz uso da biometria para identificar cidadãos de forma automatizada. Há muitos anos que a polícia usa dados biométricos (impressões digitais) para identificar criminosos. Mas a biometria é utilizada para muitas outras finalidades, como controle de fronteiras e autenticação para emissão de passaporte.

Desde 2008, a Justiça Eleitoral do Brasil utiliza a biometria nas eleições. O processo envolve o cadastramento biométrico nos cartórios eleitorais e o posterior reconhecimento das impressões digitais dos eleitores nos dias de votação. O objetivo é prevenir fraudes e tornar o processo de votação ainda mais rápido.

Principais tipos de biometria

Impressões digitais

Tipo de biometria bastante antigo, a identificação por impressões digitais é largamente utilizada e bastante segura. Esse sistema se baseia no desenho que formam as papilas (pequenas saliências) na ponta dos nossos dedos. Alguns bancos usam o sistema biométrico por impressão digital em seus caixas eletrônicos.

Reconhecimento facial

Esse tipo de biometria conta com uma tecnologia capaz de “escanear” pontos da face humana, identificando características fixas do rosto (como a distância entre os olhos, o formato da maçã ou a forma do nariz). Esses dados são armazenados e servem de modelo para a identificação. Alguns smartphones contam com essa tecnologia para destravar o dispositivo.

Reconhecimento de íris

O tecido muscular colorido dos nossos olhos (chamado de íris) é único em cada pessoa e não se altera ao longo dos anos. Sistemas de reconhecimento da íris contam com máquinas especializadas para a captura de imagens. Essas imagens são tratadas, armazenadas e posteriormente comparadas com outras imagens a fim de se fazer a identificação. Existem smartphones que fazem a leitura da íris.

Geometria da mão

O sistema de reconhecimento baseado na geometria da mão depende do uso de câmeras e scanners e se baseia em caraterísticas como a largura e o comprimento dos dedos, bem como o perímetro e a área da mão. Esse tipo de biometria é muito usado no controle de áreas restritas.

Características de comportamento

Esse tipo de biometria tem a ver não com as características físicas de uma pessoa, mas com a sua forma única de se comportar. Um exemplo clássico de biometria comportamental é a assinatura escrita, cujo devido reconhecimento é fundamental para se confirmar a autenticidade de documentos, por exemplo.

O reconhecimento da voz é outro tipo bastante utilizado de biometria comportamental. Sistemas biométricos que usam a voz dependem de um recurso bastante utilizado: o microfone. Uma vez captada a voz, essa informação é armazenada no banco de dados. A posterior identificação se baseia nas características da voz, como o timbre e a amplitude vocal. Essa técnica é usada em transações online e smartphones.

Outro tipo de biometria comportamental é a dinâmica da digitação. Parte-se do pressuposto de que cada indivíduo tem uma forma própria de usar o teclado do computador. O sistema é capaz de captar esse padrão e utilizá-lo para verificar a identidade da pessoa que está digitando.

Veja também:

Atualizado em