Características do Simbolismo

O simbolismo foi um movimento literário que surgiu na França no final do século XIX. Esse movimento também existiu em outras formas de expressão nas artes, mas foi na literatura que teve mais destaque.

Conheça as principais características do simbolismo:

1. Elementos místicos e transcendentais

Na literatura simbolista é muito forte a presença de temas místicos, transcendentais, ocultos e invisíveis. A intuição e os elementos que fazem parte do mundo espiritual também são usados.

A presença de elementos místicos na escrita tem a capacidade de afastar a literatura simbolista da realidade, fazendo com que ela seja mais subjetiva.

2. Subjetividade

A subjetividade se manifesta de várias maneiras no simbolismo. O tipo de linguagem escolhida pelos autores é um exemplo, muitas vezes sendo pouco precisa e com a influência de divagações e delírios.

A presença de elementos que fazem parte da imaginação e dos sentimentos mais íntimos do autor é outro elemento que demonstra a subjetividade no simbolismo. 

Mas a subjetividade simbolista é diferente da subjetividade que existia no romantismo. É mais relacionada aos sentimentos sem lógica ou linha de raciocínio. É diferente do subjetivismo romântico porque tem origem no inconsciente do autor.

Veja a subjetividade no poema "Acrobata da dor" de Cruz e Souza:

 Da gargalhada atroz, sanguinolenta,
Agita os guizos e convulsionado
Salta, gavroche, salta, clown, varado
Pelo estertor dessa agonia lenta...

3. Oposição ao realismo e naturalismo

Pela presença de misticismo e de subjetividade a literatura simbolista acabou sendo uma forma de negação de outros movimentos artísticos, principalmente do realismo e do naturalismo.

Essa oposição aparece na literatura simbolista como um certo desprezo do raciocínio mais lógico, do uso da razão em excesso, e de descrições muito fiéis da realidade, como acontecia na literatura realista.

Isso demonstra a necessidade dos autores simbolistas de fugir da realidade que era tão presente em outros movimentos artísticos.

4. Uso de aliteração e assonância

A aliteração e a assonância são duas figuras de linguagem ligadas aos sons, à fonética das palavras. A aliteração é caracterizada pela repetição de letras consoantes e a assonância pela repetição de letras vogais.

O uso dessas figuras de linguagem faz com que o som produzido durante a leitura se torne mais importante do que a escrita. Em muitos casos a importância da sonoridade das palavras é mais importante do que o seu significado. Essa característica reforça o caráter mais subjetivo e poético da literatura simbolista.

Veja um exemplo no trecho do poema "Sonata" do escritor Cruz e Souza:

Do imenso Mar maravilhoso, amargos, 
Marulhosos murmurem compungentes 
Cânticos virgens de emoções latentes, 
Do sol nos mornos, mórbidos letargos.

5. Presença de musicalidade

A musicalidade é constante na literatura simbolista. O uso de recursos da língua portuguesa para dar à escrita uma certa musicalidade é uma característica muito marcante desse período. Para conseguir esse efeito os autores usavam os próprios recursos da língua, como o uso de rimas e a repetição de letras e palavras com sonoridade parecida.

O uso da musicalidade era um recurso usado pelos autores simbolistas para dar ao texto e ao leitor sensações mais subjetivas do que a simples escrita era capaz de transmitir. A musicalidade era usada para aproximar os textos simbolistas da poesia.

6. Sinestesia

A sinestesia é uma figura de linguagem que usa expressões que transmitem sensações sensoriais: olfato, paladar, visão, tato e audição. Os autores misturavam todas as sensações na sua literatura.

Podem ser encontrados nos textos simbolistas expressões sobre o cheiro, o gosto ou a cor de um sentimento, por exemplo.

Os autores usavam a sinestesia para dar aos leitores mais sensações do que as palavras transmitiam, através da mistura da representação de sensações ou sentimentos.

Veja o exemplo na poesia "Soneto do aroma" de Alphonsus de Guimaraens:

Nasce a manhã, a luz tem cheiro... Ei-la que assoma 
Pelo ar sutil... Tem cheiro a luz, a manhã nasce... 
Oh sonora audição colorida do aroma!  

Veja também o significado de simbolismo.

Data de atualização: 24/04/2018. Características do Simbolismo está na categoria: Geral