Significado de Construtivismo

O que é o Construtivismo:

Construtivismo é um movimento artístico-político que surgiu na Rússia no começo do século XX, que tinha como princípio a ideia da arte como parte do cotidiano das pessoas, eliminando a “alma de superioridade” que possuía em outrora.

Com base no Cubismo e no Suprematismo, aliado aos ideais da Revolução Socialista, o Construtivismo visa combater a arte de elite, democratizando a arte de modo radical para as massas. É considerada pelos seus seguidores como uma "formadora social", com o intuito de organizar e instruir a vida das pessoas, e não apenas decorar.

Os construtivistas russos encaravam a arte, em especial a pintura e a escultura, como produtos de construção de “novas realidades”, e não como representações destas. De acordo com este conceito, a arte servia como um mecanismo para a revolução, ideia esta defendida principalmente por Vladimir Tatlin, um dos principais representantes do construtivismo russo.

O cinema também possuía um papel muito importante dentro do discurso artístico-político do construtivismo russo, pelo menos para parte dos intelectuais vanguardistas da época. Sergei Eisenstein é um dos nomes mais icônicos do cinema neste movimento, e retratava em seus filmes temáticas que fossem reais e aproximadas ao mundo real e destinado às massas, como nos filmes “O Encouraçado Potemkim” e “A Greve”, por exemplo.

Alguns dos principais artistas construtivistas são: Naum Gabo, Sergein Eisenstein, Vladimir Tatlin, Alexandr Rodchenko, Ivan Leonidov, Konstantin Melnikov, entre outros.

O movimento construtivista russo teve o seu declínio durante o Congresso dos Escritores, em 1934, quando passou a ser substituído pelo Realismo Socialista, a única forma de arte que era admitida na URSS durante o Stalinismo.

Mesmo após o seu fim, vários resquícios do construtivismo russo perpetuaram para outras vanguardas europeias, influenciando, inclusive, o design contemporâneo.

Ver também: significado da Arte Moderna.

Características da arte construtivista

De modo geral, entre as características marcantes nas obras do construtivismo russo, destaca-se: uso de elementos geométricos, cores primárias, tipografias e a fotomontagem.

Entre outras particularidades que ajudavam a dar forma ao estilo construtivista russo estava a sua tendência pelo design e arquitetura, a procura e uso de técnicas de engenharia nas obras, a utilização de materiais inéditos, entre outros fatores que estão relacionados, em especial, com a inovação arquitetônica.

Construtivismo na educação

No âmbito filosófico e pedagógico, o construtivismo consiste numa teoria da aprendizagem em que o indivíduo (como aluno) participa ativamente do próprio aprendizado, através de experiências epistemológicas e interações constantes com o meio em que está inserido.

Desenvolvida a partir dos estudos do epistemólogo suíço Jean Piaget (no começo da década de 1920) e das pesquisas do professor de literatura bielorrusso Lev Vygotsky, esta teoria sugere uma maior flexibilização no ensino, fazendo com que o aluno possa aprender com os erros e acertos, estimulando as suas capacidades a partir da constante interação com o mundo ao seu redor.

O construtivismo ainda defende o uso da autoavaliação e reflexão nas disciplinas, eliminando o modelo rígido e padronizado das avaliações dos alunos.

Ver também: o significado de Metodologia.

O significado de Construtivismo está nas categorias: Filosofia, Arte