Significado de Czarina

O que é Czarina:

Czarina (“tzaritsa” em russo) é o título que se dava à imperatriz da Rússia durante o regime czarista, em que o imperador (czar) exercia o poder absoluto.

O primeiro czar (do latim Caesar, que significa imperador) foi Ivã III, o Grande (1462-1505). O legado de Ivã III e seus sucessores foi um vasto território politicamente bem organizado e com primazia religiosa entre os povos ortodoxos.

Czarinas russas

As czarinas russas exerceram grande papel durante o Império Russo, entre elas, Elizaveta Petrovna, Catarina II e Alexandra Feodorovna.

Elizaveta Petrovna (1709-1762) foi imperatriz da Rússia entre 1741 a 1762, sucedeu Ivã VI. Realizou diversas reformas: aboliu a pena de morte, fundou a Universidade de Moscou e a Academia de Belas Artes de São Petersburgo. Os principais monumentos construídos em seu império foram o Palácio de Inverno e a Catedral Smolny, ambos em São Petersburgo. Elizaveta foi uma das mais queridas czarinas russas.

Catarina II (1729-1796) foi czarina entre 1762 e 1796. Ficou conhecida como Catarina, a Grande. Manteve-se como mandatária absoluta. Promulgou a Carta da Nobreza na qual abolia os impostos dos nobres e ampliava seus poderes, sendo chamada de “déspota esclarecida”. Mantinha correspondência com os filósofos notáveis da época como os franceses Voltaire e Diderot.

Alexandra Feodorovna (1872-1918) casou-se com o futuro czar Nicolau II da Rússia, na capela do Palácio de Inverno em São Petersburgo em 1894, no mesmo ano em que Nicolau seria assumiria o trono russo. O casal teve cinco filhos. A czarina era dedicada à família. No dia 17 de julho de 1918, durante a I Guerra Mundial, toda a família de Nicolau II foi executada pelos bolcheviques, no porão de sua residência na cidade de Ekaterinburgo, na região central da Rússia. O regime czarista foi derrotado, Alexandra Feodorovna foi a última czarina russa.

Data de atualização: 15/10/2019.