Significado de Economia planificada

O que é uma Economia planificada:

Economia planificada é um modelo econômico em que o Estado controla a economia no país.

Também conhecida como “economia centralizada” ou "economia centralmente planejada", neste caso a grande parte das empresas existentes são estatais, ou seja, propriedades do Estado.

As leis e normas que regem a economia planificada são diferentes das aplicadas nos países predominantemente capitalistas. E, por norma, os países onde há a predominância deste modelo, existe a presença de um regime ditatorial.

Por exemplo, num sistema de economia central não existe a lei da “oferta e procura”, significando que quando há a falta de determinado produto, não há um aumento no seu valor de mercado. E o mesmo acontece ao contrário, os produtos que apresentam menor procura também não sofrem reajuste de preços. Mas, como toda a produção é planificada, dificilmente há escassez ou excesso de produtos.

Todas as estratégias e lógicas de mercado eram definidas através de planos estabelecidos pelo governo (plano quinquenal), sempre com o intuito de tentar solucionar as aparentes fragilidades da economia.

Outro objetivo proposto pela economia planificada é a contenção do desemprego, através da ampliação do setor de produção da nação. Mas, neste formato, todos os cidadãos teriam condições de sobreviver e manter os custos de uma vida em sociedade, mas dificilmente conseguiriam acumular capital (enriquecer).

Este sistema marcou por mais de 70 anos a estrutura econômica da extinta União Soviética. Atualmente continua a ser utilizado por poucos países, como a Coreia do Norte e Cuba, por exemplo.

O declínio do sistema da economia planificada começou com o fim da União Soviética (URSS). Outro fato que dificulta a manutenção deste modelo econômico atualmente é a sua alta burocratização, visto que todos os processos e ações comerciais precisariam passar pela autorização do Estado antes de serem efetuados.

Ver também o significado do Socialismo e do Comunismo.

Economia de mercado

Ao contrário da economia planificada, a economia de mercado está presente em todos os países considerados capitalistas.

Neste sistema, o Estado não tem muito controle sobre as transações comerciais e industriais, que ficam a cargo de empresas privadas.

Assim, surge uma enorme variedade de produtos e competitividade entre as empresas, que regulam as suas produções de acordo com as necessidades e demanda do público consumidor, assim como o valor dos produtos (lei da "oferta e procura").

Diferentemente das economias planificadas, o modelo de mercado permite a atividade de capitais, como a existência de bolsas de valores, compra e venda de ações.

Saiba mais sobre o significado do Capitalismo.

Data de atualização: 07/06/2016.