Significado de Efluentes domésticos

O que são Efluentes domésticos:

Efluentes domésticos ou esgoto sanitário são os dejetos provenientes das diversas modalidades do uso da água em qualquer edificação que tenha banheiro, cozinha, lavanderia etc.

A volumosa quantidade de água que é utilizada para uso doméstico alimenta descargas, chuveiros e banheiras, lava louças e roupas, é usada no preparo de comidas e bebidas etc. Somando-se a esse consumo atende as necessidades comunitárias dos hospitais, escolas, comércio etc. Assim, grande parte dessa água escoa pelos ralos e retorna à natureza em forma de efluentes domésticos.

Os efluentes domésticos são compostos em grande parte de água e junto a ela mistura-se materiais sólidos suspensos ou sólidos dissolvidos, matéria orgânica e organismos patogênicos como bactérias, helmintos e protozoários, como também nutrientes como o nitrogênio e o fósforo.

O destino final dos efluentes domésticos são os rios, lagoas e mares, porém, se não tratados provocam poluição e mortandade dos peixes. O nitrogênio e o fósforo presentes nesses dejetos, quando em alta concentração, causam a proliferação de algas, prejudicando a respiração dos peixes, que morrem por asfixia, provocando sérios desequilíbrios ambientais.

Nas cidades, os efluentes domésticos são um dos grandes responsáveis pela destruição do ecossistema natural. O volume de água que é utilizado para vários fins, diariamente, por uma grande metrópole ou mesmo pelas cidades médias e pequenas espalhadas por todo o planeta é retirado da natureza e depois devolvido ao meio ambiente parcial ou totalmente poluído, carregado de substâncias químicas e orgânicas acima da capacidade de absorção dos rios, lagoas e mares.

Tratamento dos efluentes domésticos

A coleta e tratamento dos efluentes domésticos é uma das importantes ferramentas do saneamento básico, da preservação do meio ambiente e da saúde da população.

A coleta e tratamento dos efluentes domésticos requer a implantação de um sistema que permita que essa água retorne limpa à natureza, porém, toneladas de efluentes domésticos são lançadas nas águas dos rios, lagos e mares, que se transformam em esgoto a céu aberto.

Para ser própria ao consumo, a água deve apresentar a cada litro menos de mil coliformes fecais e menos de dez micro-organismos patogênicos, aqueles que causam doenças, como a cólera, esquistossomose, febre tifoide, hepatite e leptospirose. Estima-se que, no mundo todo, 1,1 bilhão de pessoas não tenham acesso à água potável e 2,6 bilhões careçam de esgoto tratado.

Ver também

Data de atualização: 07/11/2014.