Significado de Escassez

O que é Escassez:

Escassez é o substantivo feminino que indica a qualidade de algo que é escasso. É sinônimo de falta, carência ou insuficiência.

O adjetivo escasso tem a sua origem no latim excarpsus, palavra usada para indicar algo em pouca quantidade.

A escassez de recursos naturais remete para uma situação ou condição em que há pouca disponibilidade de um determinado recurso. Normalmente, o conceito de escassez está relacionado com recursos naturais não renováveis, como minérios, por exemplo.

Algumas vezes, a palavra escassez é usada para indicar uma situação de pobreza. Ex: Ela estava passando grandes dificuldades, por causa da escassez.

Escassez na economia

No âmbito da economia, a escassez remete para um bem que é limitado. Assim, frequentemente um consumidor não pode usufruir de todos os bens que deseja, tendo muitas vezes que escolher umas coisas em detrimento de outras.

Quando a demanda de um determinado bem é maior do que a sua oferta no mercado, é comum dizer que estamos perante a escassez desse bem. Assim, é possível referir que escassez é o contrário de excedente.

Dizer que um produto é escasso não é necessariamente a mesma coisa que dizer que ele é raro, mas significa que ele está disponível em quantidades limitadas e o seu acesso não é livre.

Em vários casos, um produto é escasso quando o seu preço é inferior ao que é estabelecido pela oferta e demanda. Por esse motivo, muitas vezes as empresas aumentam o seu preço, com o objetivo de equilibrar a sua situação no mercado.

Escassez de água

Tendo em conta a importância da água na vida do ser humano, é razoável dizer que a escassez de água doce é um dos problemas mais sérios da atualidade. Isto porque a tendência em muitos locais é que a demanda seja maior que a oferta ou que a água não tenha uma norma de qualidade aceitável.

De toda a água no nosso planeta, apenas 2,5% é água doce e aproximadamente 40% das pessoas não têm acesso à quantidade que realmente precisam.

O Brasil é abundante em água, contendo por volta de 12% da água doce nos seus rios. Apesar disso, se não for feito um planejamento adequado, a situação tem tendência a piorar, graças à urbanização não planejada e fora do controle, a poluição causada por empresas e a exploração inadequada dos recursos hídricos.

Data de atualização: 01/08/2014.