Significado de Fissão nuclear

O que é Fissão nuclear:

Fissão nuclear é um processo da Física que consiste na divisão do núcleo de um átomo considerado instável em dois núcleos menores, através do bombardeamento de partículas como nêutrons.

Este processo é uma reação química exotérmica e ocorre quando há grande liberação de energia. Ele é considerado uma forma de transmutação nuclear, pois os fragmentos gerados não são do mesmo elemento que o isótopo que os gerou.

Os primeiros estudos sobre o processo de fissão nuclear foram descobertos em 1939, por Otto Hahn (1879-1968) e Fritz Strassmann (1902-1980).

Este processo tem origem quando o núcleo pesado é atingido por um nêutron e após a colisão, ele libera uma imensa quantidade de energia.

Durante a colisão, são liberados novos nêutrons que irão colidir com novos núcleos, provocando sucessivas fissões de núcleos, estabelecendo assim uma reação que é denominada reação em cadeia, conforme o esquema abaixo:

fissão nucelar

O processo de fissão nuclear também é importante para a produção de energia nuclear. Os reatores nucleares conseguem controlar a violência do processo de fissão, desacelerando a ação dos nêutrons para que não ocorra uma explosão. E desta forma é gerada a energia nuclear, que é considerada limpa, eficiente e não emite gases.

Saiba mais sobre a Energia Nuclear.

Um fator importante para determinar o processo de fissão nuclear é a análise da estabilidade do núcleo. Para realizá-la, é preciso calcular a razão entre o número de prótons e o número de nêutrons.

A falta de nêutrons pode tornar a distância entre prótons muito curta, que a repulsão se torna inevitável, causando a fissão do núcleo. Entretanto, a força nuclear é de curto alcance e o excesso de nêutrons pode causar uma superfície de repulsão eletromagnética insustentável, que também pode causar a fissão do núcleo.

Fissão Nuclear e Fusão Nuclear

Muitas vezes, os processos de fissão e fusão nuclear são realizados em conjunto, o que pode ocasionar alguma confusão nos seus reais objetivos.

Enquanto a fissão nuclear consiste na divisão de um átomo em dois ou mais fragmentos, por meio do bombardeamento de nêutrons, liberando uma grande quantidade de energia, a fusão nuclear consegue liberar também grandes quantidades de energia, só que pelo processo de união ou de colisão de dois átomos. Esta união é feita propositalmente.

Exemplos de fissão nuclear

O exemplo de fissão nuclear mais conhecido é a reação que ocorre com o urânio. Quando um nêutron com energia suficiente atinge o núcleo do urânio, ele libera nêutrons que poderão provocar a cisão de outros núcleos, conforme a imagem abaixo:

fissão do urânio

Esta reação também é conhecida por liberar grande quantidade de energia.

Entretanto, a fissão nuclear também é utilizada em outros processos, como a radioatividade, que resulta do processo de fissão e é utilizada na medicina para tratamento de tumores e outras doenças, por exemplo.

Veja mais sobre a Radioatividade.

Porém, sua maior utilização está na produção de bombas atômicas, que são originadas do processo de fusão e de fissão nucleares. Elas tem um alto pode de destruição.

Veja mais sobre o significado de Bomba Atômica.

O significado de Fissão nuclear está na categoria: Ciência