Significado de Fundo de pensão

O que é Fundo de pensão:

Fundo de pensão é uma opção de investimento em uma renda complementar à aposentadoria.

O trabalhador contribui para o fundo de pensão da sua empresa ou entidade de classe durante todo o seu período de atividade, para ser beneficiado por mais esta fonte de renda quando se aposentar.

Os fundos de pensão podem ser de empresas estatais ou privadas. Entre os fundos estatais estão o Previ, do Banco do Brasil, e o Petros, da Petrobrás. O fundo do HSBC e a Fundação Itaú-Unibanco são dois dos principais fundos de pensão privados do país.

O valor investido pelo trabalhador no fundo de pensão pode ser sacado quando este sai da empresa ou é demitido. Ou seja, ele recebe o dinheiro no caso de sair da empresa antes de se aposentar.

Os benefícios concedidos por um fundo de pensão são de três tipos:

  • Benefício definido: Os valores a serem recebidos na aposentadoria são definidos previamente e as contribuções ajustadas para resultar nesses valores futuramente.
  • Contribuição Definida: Apenas quando o trabalhador pedir o benefício ao fundo de pensão, quando se aposentar, que estabelece-se o valor da aposentadoria complementar. Esse valor tem base no saldo acumulado das contriuições e do quanto as operações renderam no período.
  • Contribuição Variável: Aplicável principalmente no caso de benefícios de riscos não previsíveis, como morte ou aposentadoria por invalidez. Mescla aspectos do benefício definido e da contribuição definida.

Sistema de previdência complementar

Além do benefício concedido pela Previdência Social, o INSS, o trabalhador brasileiro dispõe do sistema de previdência complementar, que garante uma outra fonte de renda durante a aposentadoria. Este sistema pode ser aberto ou fechado, em relação ao acesso de beneficiários.

As Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC), ou fundos de pensão, são administrados por meio de uma fundação de direito privado ou sociedade civil. Não tem fins lucrativos e tudo o que for rentabilizado volta para o próprio fundo.

Os benefícios só podem ser usufruidos por servidores das empresas patrocinadoras dos fundos, sejam estatais ou privadas, que também contribuem para este. Ainda existem fundos formados por associações de cunho profissional, classista ou setorial, chamados de instituidor. São instituidores entidades como a Unimed e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

O sistema aberto de previdência complementar é gerido por bancos e financeiras. Nestes, qualquer trabalhador pode contribuir ao longo do seu período de atividade, mas as taxas e a maior parte dos rendimentos convertem em lucros para a instituição financeira.

Veja também:Private Equity

Data de atualização: 28/11/2016.