Significado de Inversão térmica

O que é Inversão térmica:

Inversão térmica é um fenômeno meteorológico típico dos centros urbanos industriais, que ocorre quando uma camada de ar frio, posicionada sobre uma cidade industrial, é repentinamente encoberta por uma camada de ar quente, que a aprisiona.

A inversão térmica costuma acontecer no final da madrugada e no início da manhã, particularmente em dias frios de outono ou de inverno.

Quando duas massas de ar de temperaturas diferentes (uma quente e outra fria) colidem e o ar quente é obrigado a passar sobre o ar frio, ocorre a inversão da situação normal. O ar frio junto à superfície da cidade não é capaz de subir, por ser mais denso, e o ar quente acima dele não pode descer, pois é menos denso.

Causa da inversão térmica

As grandes cidades são justamente os ambientes mais favoráveis para a ocorrência da inversão térmica, pelo fato de apresentarem grande área construída, desmatada e impermeabilizada, que absorvem enorme quantidade de calor durante o dia.

Quando as radiações solares aquecem o solo, o calor retido irradia-se aquecendo, por sua vez, as camadas mais baixas da atmosfera. À noite, no entanto, perdem calor rapidamente. É justamente aí que está a causa da inversão térmica: com a concentração do ar frio nas camadas mais baixas da atmosfera, e do ar quente formando uma capa, não permite que a os gases e a fuligem lançadas pelas fábricas e pelos automóveis, sejam levados pelos ventos.

Quando os ventos conseguem deslocar horizontalmente a camada de ar frio, restabelecendo, portanto, a circulação vertical entre as camadas de ar quente e frio, a inversão térmica se dissipa.

Consequências da inversão térmica

Durante os períodos mais frios, os níveis de poluição do ar nas grandes cidades industriais tendem a serem mais críticos. Nessa época, a escassez de ventos e a baixa umidade atmosférica favorecem a ocorrência da inversão térmica, tornando a qualidade do ar inadequada que acaba intoxicando as pessoas.

Quanto mais próxima do solo ocorrer a inversão térmica, pior, pois os poluentes ficam concentrados mais próximos da superfície. Segundo os especialistas, quando a inversão ocorre a 100 metros de altura torna-se muito perigosa. Os principais efeitos desse fenômeno na saúde da população são as doenças das vias respiratórias, como pneumonia, bronquite, asma, enfisemas, dores de cabeça, coceira na garganta, irritação nos olhos e o agravamento de doenças cardíacas.

Ver também

Data de atualização: 17/11/2014.