Significado de Mercado de capitais

Talita Carvalho
Talita Carvalho
Licenciada em Economia

O que é Mercado de capitais:

O mercado de capitais é um sistema formado por um conjunto de instituições que distribuem ativos - também chamados de valores mobiliários.

Esses ativos são disponibilizados por empresas que precisam de capital (dinheiro) para realizar suas operações. Os investidores compram esses ativos como uma forma de investimento, pois receberão juros e dividendos.

Para as empresas, o mercado de capitais é uma alternativa aos empréstimos bancários, cujos juros são altos.

Para a população, é uma opção de investimento que, apesar de oferecer mais risco, oferece mais rentabilidade do que as opções de renda fixa - como é o caso da poupança.

A estrutura do mercado de capitais

O mercado de capitais não é uma estrutura física, onde você pode ir para comprar ativos mobiliários. Esse mercado é formado por várias instituições, sendo a principal delas, a Bolsa de Valores, que no Brasil é chamada de BM&FBovespa.

Além disso, compõem o mercado de capitais, as corretoras de valores mobiliários e demais instituições financeiras autorizadas, que fazem a intermediação entre as pessoas interessadas em investir e as instituições que oferecem ativos.

Os principais ativos negociados no mercado de capitais são as ações, as debêntures e os commercial papers.

  • Ações: as ações são uma fração da empresa. O investidor, ao adquirir essas frações, se torna sócio da organização e por elas recebe lucros e dividendos.
  • Debêntures: as debêntures são empréstimos realizados pelos investidores para uma empresa. Isto é, a empresa que precisa de capital emite títulos de dívida e o investidor se torna o credor dessa empresa, que irá receber, além do pagamento principal no prazo de validade, juros periódicos sobre o valor emprestado.
  • Commercial Papers: também conhecidos por notas promissórias, os commercial papers são títulos de dívida, assim como as debêntures. As empresas geralmente oferecem commercial papers quando precisam captar recursos de forma rápida e querem fugir dos juros bancários.

Como funciona o mercado de capitais?

Quando uma empresa precisa de dinheiro para realizar investimentos ou fazer pagamentos, existem três opções para obter recursos: empréstimos, reinvestimento dos lucros e capitalização no mercado de capitais.

Para evitar os altos juros bancários, as empresas podem optar por lançar ações e títulos de dívida no mercado de capitais.

Os investidores que estão no mercado de capitais compram esses títulos ou ações. De maneira simplificada, é como se os investidores emprestassem seu dinheiro para as empresas, e depois recebessem juros sobre o valor emprestado - é uma forma de investimento.

Divisão do mercado de capitais

Mercado primário

O mercado primário é onde as empresas que desejam captar recursos lançam seus títulos pela primeira vez. Na Bolsa de Valores, essa oferta se chama Oferta Pública Inicial, ou IPO (Inicial Public Offering).

As ações ofertadas em uma IPO têm um valor pré-determinado e os investidores fazem a compra com a expectativa que o ativo se valorize.

Mercado secundário

O mercado secundário é onde qualquer ativo que tenha sido adquirido no mercado primário pode ser vendido. O mercado secundário oferece liquidez aos ativos, uma vez que permite que um ativo seja vendido para outro investidor e retorne para o vendedor em forma de dinheiro.

Vamos supor que você comprou ações de uma empresa hoje e gastou R$ 1.000,00. Passados alguns dias, você deseja reaver este dinheiro e vai ao mercado secundário para vendê-las.

Como uma ação é um investimento de renda variável, você venderá ao valor determinado no dia da venda, que poderá ser maior ou menor que R$ 1.000,00.

No mercado secundário, os ativos não são negociados entre empresa e investidor, como acontece no mercado primário. Nesse caso, as compras e vendas são realizadas entre investidores.

Bolsa de Valores (BM&FBovespa)

Mercado de capitaisSala de operações da BM&FBovespa em São Paulo.

A bolsa de valores é um ambiente virtual onde é possível adquirir ativos mobiliários em ofertas iniciais, as IPOs, ou vender e comprar títulos que já foram adquiridos no mercado primário.

Ou seja, na bolsa de valores são realizadas tanto operações do mercado primário, quanto do mercado secundário.

No mercado primário, os investidores compram os ativos diretamente das organizações que os oferecem. E no mercado secundário, são realizadas as negociações de compra e venda de ativos entre os investidores.

Todas as operações são feitas pela internet com a utilização de uma ferramenta chamada Home Broker e são intermediadas no mercado por uma corretora de valores. Apesar de parecerem complexas, essas transações são realizadas em poucos segundos.

A bolsa de valores do Brasil, chamada BMF&Bovespa, é uma das maiores bolsas do mundo e a maior na América Latina. O objetivo da bolsa é proporcionar ao investidor um ambiente seguro e transparente para suas negociações.

Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

O mercado de capitais no Brasil é regulado e fiscalizado pela Comissão de Valores Mobiliários - CVM. Por se tratar de um mercado com grandes oscilações e riscos, além do elevado volume financeiro negociado, essa instituição atua no sentido de oferecer segurança aos investidores.

Veja também o significado de ROI.

Data de atualização: 11/06/2019.

Talita Carvalho
Talita Carvalho
Formada em Economia pela Universidade Federal do Paraná e mestranda em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental pela Universidade do Estado de Santa Catarina.