Significado das Mudanças climáticas

O que são as Mudanças climáticas:

Mudanças climáticas são alterações causadas no meio ambiente decorrentes do aquecimento global, que é a elevação da temperatura média do planeta Terra.

Com a rápida elevação das temperaturas devido à ação do homem, os fenômenos climáticos, a biodiversidade e os ecossistemas são afetados, causando desequilíbrios.

Se não forem adotadas medidas para conter o aquecimento global em nível planetário, as consequências para a vida na Terra podem ser catastróficas. O aumento das temperaturas pode afetar a produção de alimentos e o acesso à água e os desastres ambientais se tornarão mais frequentes.

Mudanças climáticas

Causa das mudanças climáticas: aquecimento global

O aquecimento global está na origem das mudanças climáticas e ele acontece devido à intensificação do efeito estufa. O efeito estufa é um fenômeno natural que permite que parte da energia solar permaneça na atmosfera, mantendo a temperatura do planeta adequada para a vida.

Como o próprio nome diz, esse fenômeno funciona como uma estufa, que retém parte dos raios solares que entram na atmosfera, aquecendo a superfície terrestre. Caso toda a energia fosse refletida de volta para fora da atmosfera, o planeta seria muito frio, impossibilitando a vida.

Esse efeito estufa é possível graças a uma camada de gases do efeito estufa que impedem a reflexão de todos os raios solares. Esses gases estão presentes naturalmente na atmosfera, mas sua concentração está sendo intensificada pela ação do homem, especialmente pela queima de combustíveis fósseis.

A emissão dos gases do efeito estufa se intensificou a partir da Revolução Industrial e o aumento da demanda de recursos para suprir a produção nessa nova escala. Ela se inicia com a queima do carvão vegetal, que é um combustível fóssil, assim como o petróleo.

Além da queima dos combustíveis fósseis, os gases do efeito estufa (GEE) são emitidos também pelas queimadas e pela decomposição do lixo. O desmatamento e a degradação das florestas é outra causa agravante do aquecimento global, já que as plantas são responsáveis pela absorção do CO2.

Dentre os gases do efeito estufa temos:

  • Gás carbônico (CO2)
  • Gás metano (CH4)
  • Ozônio (O3)
  • Óxido nitroso (N2O)

Saiba mais sobre efeito estufa e aquecimento global.

Consequências das mudanças climáticas

A posição mais aceita pela comunidade científica é que o aquecimento global é um fenômeno é natural, porém é intensificado pela ação do homem. Essa intensificação acontece de uma maneira muito rápida, o que causa graves desequilíbrios para o meio ambiente.

Segundo o IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), uma organização das Nações Unidas responsável por fazer pesquisas sobre as alterações climáticas, a temperatura do planeta variou 0,85º C entre 1880 a 2012 e o nível do mar se elevou em 19 cm entre 1901 a 2010.

Essa variação parece pequena, mas traz consequências graves para a sustentabilidade, já que naturalmente essa elevação da temperatura aconteceria muito mais lentamente.

E a projeção para o futuro é preocupante: se a emissão de gases do efeito estufa não for reduzida, dentro de 100 anos, a temperatura média global pode elevar-se em cerca de 4º C.

Como consequência da elevação das temperatura, os ecossistemas são desestabilizados e a natureza deixa de operar conforme os padrões estabelecidos. Veja alguns dos efeitos das mudanças climáticas:

  • Extinção de espécies;
  • Aumento da frequência de tempestades, furacões, tornados e chuvas intensas;
  • Inundações e desaparecimento de cidades costeiras e ilhas;
  • Ocorrência de secas prolongadas;
  • Alteração da biodiversidade;
  • Escassez de água e alimentos e como consequência a possibilidade de conflitos;
  • Derretimento das calotas polares;
  • Distribuição da vegetação de maneira irregular.

Dados sobre os impactos da ação do homem no planeta

O modo de produção atual tem causado grande impacto sobre a natureza, veja alguns dados do que acontece no mundo a cada hora:

  • A população mundial aumenta em 9.000 pessoas;
  • 4.000.000 toneladas de dióxido de carbono (CO2) são emitidos;
  • 3 espécies são extintas;
  • 1.700.000 kg de nitrogênio reativo são emitidos;
  • 1.200 hectares de florestas são derrubadas.

Veja também o significado de dióxido de carbono.

O que está sendo feito para conter as mudanças climáticas?

Desde o início da década de 1990, diversas iniciativas a nível internacional buscam reduzir a emissão dos gases de efeito estufa a fim de frear o aquecimento global, veja alguns exemplos:

Rio 92 ou Cúpula da Terra

A Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento aconteceu em 1992 no Rio de Janeiro e teve como objetivo a criação de estratégias que aliassem o desenvolvimento econômico dos países com o uso sustentável dos recursos naturais.

A partir dessa conferência, quase todos os países do mundo assinaram o tratado Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, que determinava a redução da emissão dos gases de efeito estufa, porém não determinava limites nem obrigações aos países, o que seria estabelecido posteriormente no Protocolo de Kyoto.

Saiba mais sobre o efeito estufa.

Protocolo de Kyoto

O Protocolo de Kyoto, que entrou em vigor em 2005, estabelece metas e obrigações de redução da emissão dos gases de efeito estufa pelos países signatários. As metas são diferenciadas para países em desenvolvimento e países desenvolvidos, que são ao que mais contribuíram com o aquecimento global ao longo das últimas décadas.

Segundo o protocolo, a redução da emissão desses gases deveria ser alcançada com reformas nos setores de transporte e energia, com o incentivo a utilização de fontes energéticas renováveis e proteção de florestas, por exemplo.

Saiba mais sobre energia renovável.

Acordo de Paris

O acordo de Paris é uma continuação do que se estabeleceu na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima. Negociado em Paris, durante a COP21, esse acordo foi aprovado em 2015, com quase 200 países signatários.

Este tratado tem como objetivo assegurar que a temperatura média do planeta não ultrapasse 2º em relação ao níveis pré-industriais e prosseguir no esforço de redução para que essa variação seja de apenas 1,5º C.

Para o Acordo de Paris, cada país definiu suas metas de contribuição para a redução do aquecimento global. Veja quais foram as metas estabelecidas pelo Brasil:

  • Redução de 37% das emissões de gases do efeito estufa entre 2005 e 2025;
  • Aumento de 18% de utilização de bioenergia sustentável até 2030;
  • Restauração e reflorestamento de 12 milhões de hectares de florestas;
  • Alcançar a cota de 45% de energias renováveis em sua matriz energética.

Ações para evitar as mudanças climáticas

As consequências para a vida no planeta podem ser desastrosas se ações não forem tomadas no sentido de reduzir as mudanças climáticas provocadas pelo aumento da temperatura global.

Os tratados internacionais são importantes, mas para que surtam efeito, devem ser criadas políticas públicas nos países.

Políticas que incentivem tecnologias de baixo carbono, geração de energia elétrica por fontes renováveis e aumento da eficiência energética são alguns exemplos. Além disso, é preciso criar estímulos à utilização de transportes coletivos ou de veículos que não emitam gases do efeito estufa.

Os indivíduos também podem contribuir para evitar a intensificação desse fenômeno, veja algumas dicas:

  • Economizar na utilização da água e da energia elétrica;
  • Reduzir a utilização de concreto no solo das casa para facilitar a absorção da água;
  • Não desperdiçar alimento e comprar somente o que for necessário;
  • Separar o lixo e realizar a compostagem do resto dos alimentos orgânicos;
  • Apoiar produtores locais;
  • Consumir menor quantidade de carne bovina, cuja produção tem grande impacto no aquecimento global;
  • Utilizar transporte coletivo e bicicleta;
  • Evitar comprar produtos de empresas que não respeitam as regras ambientais.

Mudanças climáticas

Veja também o significado de poluição atmosférica e preservação do meio ambiente.

Data de atualização: 13/11/2019.