Significado de Nexo

O que é Nexo:

Nexo significa união, ligação, vínculo. É um substantivo masculino que nomeia aquilo que tem junção, adesão, conexão.

Ter nexo é ter coerência, ter uma ligação harmoniosa entre ideias, situações e acontecimentos. É ter racionalidade, ou seja , é fazer uso da razão.

Falar com nexo é falar de forma bem ordenada, é falar com sentido, com conexão e lógica, É ter consonância no que deseja expressar.

A ausência de nexo ou lógica pode representar um paradoxo, ou seja, uma opinião contrária ao comum. Por exemplo: “Quanto mais damos mais recebemos”. “O melhor improviso é aquele que é melhor preparado”.

Sem nexo ou nexo zero são expressões usadas para indicar que alguma coisa não tem sentido, que está sendo apresentada sem lógica, sem coerência.

Nexo causal

Nexo casual é uma expressão usada na área jurídica, onde se vincula a causa ao resultado. É a relação existente entre a conduta do agente e o resultado por ela produzido. Examinar o nexo da causalidade é descobrir quais as condutas positivas ou negativas deram causa ao resultado previsto em lei. Não havendo o "conditio sine qua non", não há nexo de causa.

Nexo Técnico Epidemiológico

O Nexo Técnico Epidemiológico (NET) é uma metodologia que consiste em identificar os acidentes ou doenças que estão relacionadas com a prática de determinada atividade desenvolvida pelo trabalhador. O uso da metodologia NET permite caracterizar se a enfermidade contraída pelo trabalhador está diretamente relacionada com o acidente de trabalho.

A partir do cruzamento de informações, ao ser detectado uma correlação estatística entre a doença ou a lesão sofrida pelo trabalhador e o setor de atividade econômica em que ele está enquadrado, a metodologia aponta automaticamente que o trabalhador será enquadrado no benefício acidentário e não no benefício previdenciário normal.

Ao adotar o Nexo Técnico Epidemiológico a empresa poderá provar que os acidentes e as doenças de trabalho não foram causadas pela atividade exercida pelo trabalhador, portanto, a obrigação da prova passa a ser do empregador e não mais do empregado. Até a entrada em vigor da metodologia, ao sofrer um acidente ou contrair doença o trabalhador ou o INSS, eram os responsáveis por comprovar que as doenças haviam sido causadas pela atividade então desempenhadas.

Data de atualização: 05/09/2014.