Significado de Oxigenoterapia

Dra. Juliana Guimarães
Revisão por Dra. Juliana GuimarãesEnfermeira Doutorada em Saúde Pública

O que é Oxigenoterapia:

É um tratamento que consiste em fornecer oxigênio extra para melhorar a qualidade de vida e tratar pessoas que possuem distúrbios respiratórios e por isso não conseguem o oxigênio de forma natural.

O oxigênio é um gás que o corpo humano necessita para funcionar. Normalmente, o ar que respiramos é obtido de forma natural, porém, certos distúrbios respiratórios podem impedir que isso ocorra.

Durante o tratamento, o oxigênio é enviado para os pulmões de forma artificial através de aparelhos nasais, máscaras ou de tubos respiratórios.

Para quem é destinada a oxigenoterapia?

Como dito anteriormente, a oxigenoterapia é prescrita para pessoas que não conseguem oxigênio suficiente por conta própria.

Isso geralmente acontece devido a condições pulmonares que impedem os pulmões de absorver oxigênio, incluindo:

  • doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC);
  • pneumonia;
  • asma;
  • displasia bronco pulmonar;
  • pulmões subdesenvolvidos em recém-nascidos;
  • insuficiência cardíaca;
  • fibrose cística;
  • apneia do sono;
  • doença pulmonar;
  • trauma ao sistema respiratório.

Para determinar se uma pessoa se beneficiará da oxigenoterapia, os médicos testam a quantidade de oxigênio no sangue arterial.

Outra maneira de verificar é por meio da utilização de um oxímetro de pulso que mede indiretamente os níveis de oxigênio, sem exigir uma amostra de sangue. Baixos níveis significam que uma pessoa pode ser uma boa candidata ao uso de oxigênio suplementar.

oximetrooAparelho oxímetro.

Os níveis normais de oxigênio no sangue arterial estão entre 75 e 100 mmHg (milímetros de mercúrio). Um nível de oxigênio de 60 mmHg ou menor pode indicar a necessidade de oxigênio suplementar.

Algumas pessoas precisam de oxigenoterapia o tempo todo, enquanto outras precisam apenas ocasionalmente ou em certas situações.

Diferentes tipos de oxigenoterapia

Cânula nasal

Uma cânula nasal, conhecida também por cateter nasal, é um dispositivo de tubo de duas pontas ligado a uma fonte de oxigênio. Os "dentes" se assentam na entrada das narinas com o tubo ancorado sobre as orelhas para mantê-lo no lugar.

As cânulas nasais fornecem uma baixa taxa de fluxo de oxigênio misturado com ar ambiente e são apropriadas para aqueles com dificuldades respiratórias mínimas ou aquelas que requerem uso prolongado de oxigênio.

canulanasalCânula nasal.

Máscara facial simples

Para uma entrega de concentração de oxigênio maior de 40% a 60%, uma máscara facial simples, também conhecida como Máscara de Hudson, é a forma mais recomendada de oxigenoterapia.

A máscara se encaixa sobre o nariz e a boca com uma peça de metal em conformidade com a forma do nariz no topo e uma cinta elástica ao redor da cabeça para manter a máscara no lugar.

A fonte de oxigênio conecta-se às portas de máscara e exalação, permitindo a fuga de dióxido de carbono, bem como misturando oxigênio fornecido com ar ambiente.

Os dois tipos mais conhecidos de máscara facial simples são: Máscara de Hudson e Máscara de Venturi.

mascaraMáscara facial simples.

Máscaras de traqueostomia

Máscaras de respiração parcial e de não respiro são consideradas máscaras de reservatório.

Essas máscaras fornecem concentrações mais altas de oxigênio para pessoas com doenças respiratórias graves: 70 a 90% de uma máscara respiratória parcial.

Ambos os tipos de máscaras se assemelham a simples máscara facial, exceto as que possuem uma bolsa de reservatório anexada. As máscaras de reservatório têm válvulas unidirecionais para impedir a entrada de ar externo.

traqueiaMáscara de traqueostomia.

Veja também o significado de oxigênio.

Data de atualização: 08/07/2019.

Dra. Juliana Guimarães
Revisão por Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública e pós-Doutorada em Saúde Coletiva pela Universidade de Fortaleza. Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará. COREN 109692