Saneamento ambiental

Saneamento ambiental é o conjunto de investimentos públicos em políticas de controle ambiental que busca resolver problemas existentes na infraestrutura das cidades, contribuindo para uma melhor qualidade de vida da população.

As políticas de saneamento ambiental podem ser consideradas políticas sociais porque visam melhores condições de vida para os cidadãos e sua saúde. Além disso, essas medidas também refletem em melhoras nas condições ambientais.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), saneamento é “o controle de todos os fatores ambientais que podem exercer efeitos nocivos sobre o bem-estar, físico, mental e social dos indivíduos”. São alguns exemplos:

  • poluição do ar (emissão de gases),
  • poluição do solo (lixo urbano),
  • poluição das águas (dejetos lançados nos rios, represas etc.),
  • poluição sonora e visual,
  • ocupação desordenada do solo (margens de rios, morros etc.),
  • existência de esgoto a céu aberto,
  • enchentes.

Importância do saneamento ambiental

As medidas de saneamento ambiental são importantes para garantir que a população tenha a maior qualidade de vida possível. Como são políticas bastante amplas, os benefícios podem ser muitos, como a diminuição da propagação de doenças, especialmente as contagiosas.

Em países em que as condições de saneamento são mais insuficientes, as medidas de saneamento são vistas como políticas elementares de saúde. É por essa razão que o saneamento ambiental é diretamente ligado à saúde pública das sociedades.

O saneamento ambiental também é importante para:

  • melhora geral das condições locais de higiene,
  • garantir melhor encaminhamento aos diferentes tipos de lixo gerados,
  • diminuição da poluição,
  • melhora na qualidade da água oferecida à população,
  • melhora da qualidade do ar,
  • preservação do meio ambiente e dos ecossistemas,
  • prevenção de catástrofes ambientais como as enchentes,
  • adoção de medidas mais sustentáveis.

Leia também os significados de saúde pública e políticas públicas.

Diferença entre saneamento básico e saneamento ambiental

Os dois tipos de saneamento têm conceitos relacionados, mas a grande diferença entre eles é que o saneamento ambiental é um planejamento mais extenso, que compreende medidas que envolvem diversos aspectos ambientais e de saúde. Já o saneamento básico é mais direcionado à garantia do fornecimento de serviços básicos à população.

O saneamento básico compreende um conjunto de medidas que têm importância fundamental na conservação do meio ambiente e na qualidade de vida dos habitantes.

São alguns exemplos: o abastecimento de água, implantação de rede de esgotos, limpeza pública, coleta seletiva de lixo e outros serviços que determinam as condições ambientais dos centros urbanos.

O saneamento ambiental, como vimos, é o conjunto de políticas públicas adotadas para solucionar problemas de infraestrutura que causem danos à população e à sociedade, em termos ambientais e de saúde, principalmente.

Conheça mais sobre o significado de saneamento básico.

Gestão ambiental e saneamento ambiental

Gestão Ambiental é o trabalho de gerenciamento, administração e condução das atividades econômicas e sociais das empresas visando o desenvolvimento sustentável e o uso racional de matérias-primas e dos recursos naturais.

O desenvolvimento de um trabalho de gestão voltado ao meio ambiente é fundamental para garantir efetivas medidas de saneamento ambiental.

Na gestão ambiental existe uma busca constante por melhoria das atividades econômicas, serviços, produtos e do meio ambiente de trabalho, para estimular a redução do desperdício de materiais, energia, água etc. e consequente a redução de custos, levando em conta a sustentabilidade.

Conheça mais sobre o significado de desenvolvimento sustentável e veja alguns exemplos de sustentabilidade.

Curso de Saneamento ambiental

O curso superior de Técnico de Saneamento Ambiental forma profissionais habilitados para atuação nas áreas de Saneamento, Meio Ambiente e Saúde coletiva. Sua preparação é voltada para buscar, de forma sustentável, a melhoria na qualidade de vida da população.

O tecnólogo em saneamento ambiental está capacitado para diversas funções, como:

  • elaborar sistemas urbanos de abastecimento de água, tratamento de esgoto e resíduos sólidos,
  • operar redes de monitoramento do ar, água e solo,
  • atuar em empresas públicas ou privadas de saneamento ambiental e gestão do meio ambiente e da saúde,
  • trabalhar em laboratórios de controle da qualidade ambiental e de estudos de impacto ambiental.

Data de atualização: 21/01/2020.