Significado de Stonehenge

O que é o Stonehenge:

Stonehenge é um monumento pré-histórico localizado no condado de Wiltshire, cerca de 130 km a oeste de Londres, na Inglaterra.

O Stonehenge consiste em um anel de pedras gigantes que chegam a 9 metros de altura, 2 metros de largura e pesam cerca de 25 toneladas.

Acredita-se que a construção do Stonehenge tenha se iniciado ainda no período neolítico, por volta de 3000 anos antes de Cristo, e que o monumento tenha sofrido diversas modificações ao longo dos mil anos que se seguiram.

Stonehenge

O monumento é composto por dois tipos de pedras: as sarsen, que formam o círculo externo do monumento e as pedras azuis (bluestones), que formam o círculo interno.

O Stonehenge é de propriedade da Coroa e é considerado um ícone da cultura britânica. Em 1986 o monumento foi incluído na lista de patrimônio mundial da UNESCO e hoje em dia é um dos pontos turísticos mais famosos do mundo.

Qual a história do Stonehenge?

A história do Stonehenge é cercada de mistérios e não se sabe ao certo qual era sua finalidade ou mesmo quem o construiu. Por muito tempo acreditou-se que o monumento teria sido construído por sacerdotes celtas conhecidos como druidas. Contudo, procedimentos de datação por carbono revelaram que o Stonehenge já existia muito antes do povo celta habitar a região.

Teorias indicam que a área onde o Stonehenge está localizado já contava com uma ou duas pedras sarsen, e era utilizada para cerimônias e rituais muito antes do monumento ser construído.

Somente por volta de 3000 anos antes de Cristo o Stonehenge começou a ser construído. A forma como as pedras foram transportadas para o local permanece um mistério e é fruto de diversas teorias. Isso porque as bluestones, que compõem o círculo interno e pesam cerca de 4 toneladas, só existem na região de Preseli Hills, cerca de 200 milhas de distância.

Considerando a tecnologia da época, não se sabe como o povo neolítico conseguiu mover as rochas até o local do monumento. Inúmeras teorias buscam explicar o feito. Algumas envolvem a utilização de rampas, troncos de árvores e jangadas. No entanto, muitos cientistas acreditam que as pedras foram movidas, na verdade, por geleiras durante a Era do Gelo.

Para que servia o Stonehenge?

A finalidade do Stonehenge também é objeto de muitas especulações. Diversas evidências arqueológicas demonstram que o local foi utilizado como cemitério durante parte de sua história, mas muitos estudiosos acreditam que o monumento também possuía outras funções.

Uma das teorias mais aceitas sobre a finalidade do Stonehenge é a de que se tratava de uma espécie de calendário no qual cada ponto do círculo de pedras correspondia a um evento astronômico, como solstícios ou eclipses. Essa teoria é reforçada pelo fato de que nos solstícios de verão e de inverno o sol se põe exatamente sobre determinadas pedras do monumento.

Alguns cientistas consideram que o Stonehenge teria servido como um lugar de cura. Essa teoria se baseia no fato de que, por muito tempo, acreditou-se que as bluestones (pedras azuis), que formam o círculo interior do monumento, tinham propriedades de cura. Além disso, constatou-se que grande parte do material humano encontrado no local possuía indícios de doenças ou fraturas nos ossos. Assim, o Stonehenge pode ter sido usado como um local de cura, o que justificaria o fluxo de pessoas para a região ao longo da história.

Hoje em dia o Stonehenge é utilizado em alguns rituais neopagãos.

Curiosidades sobre o Stonehenge

O Stonehenge sempre foi cercado de diversas curiosidades. Entre as principais estão:

  • O local já foi visitado por Charles Darwin;
  • Sua construção já foi atribuída ao mago Merlin;
  • Uma lenda popular na Inglaterra considera que o monumento foi construído por Satanás;
  • O Stonehenge já sofreu diversas restaurações ao longo dos anos, mas os responsáveis garantem que a formação original das pedras foi respeitada;
  • O Stonehenge não é o único monumento formado por um anel de pedras, mas é o mais bem projetado. Os círculos de pedra em Avebury e Círculo de Brodgar são monumentos similares e maiores do que o Stonehenge, mas não contam pedras polidas ou com posicionamento estratégico.

Veja também: Paganismo.

Data de atualização: 31/12/2018.