Significado de Talibã

O que é o Talibã:

Talibã é um grupo nacionalista revolucionário afegão, que ficou conhecido por seu posicionamento extremista e radical em favor das leis religiosas do islamismo.

Os seus atos violentos e que violam totalmente os direitos humanos (principalmente das mulheres), fizeram com que o talibã fosse classificado como uma organização terrorista pela União Europeia, Estados Unidos e Rússia, assim como pela maioria dos países do Ocidente.

Etimologicamente, a palavra talibã significa “estudante” em urdu, língua falada no Paquistão. Inicialmente, este grupo surgiu entre membros de escolas religiosas nas regiões fronteiriças entre o Paquistão e o Afeganistão.

O desenvolvimento do talibã começou a partir de 1994 nas tribos da etnia pachtun (patós), que habitam principalmente as regiões leste e sul do Afeganistão e no Paquistão.

No entanto, apenas em 1996 que o Talibã conseguiu força suficiente para assumir o governo do Afeganistão.

O governo talibã no Afeganistão terminou em 2001, com a invasão de tropas ocidentais na região em retaliação ao terrorismo.

O principal líder talibã foi Mohammed Omar, um influente jihadista que foi morto em 2013 após liderar o grupo por aproximadamente duas décadas.

Saiba mais sobre o significado do Jihad.

O regime do talibã também é conhecido pelas suas leis severas contra as pessoas que infligem a Sharia (leis religiosas islâmicas). As mulheres são as mais atingidas pelas restrições impostas pelo grupo.

Várias foram as proibições às mulheres afegãs durante o regime talibã, como o direito ao trabalho fora de casa, de serem fotografadas, de saírem ao público sem a companhia de um homem da família e etc.

Além de todas as humilhações que sofriam, as mulheres talibãs ainda deviam usar a burca, um vestuário que cobre completamente o seu corpo.

Mesmo tendo sido oficialmente banido do Afeganistão, o talibã ainda resiste no país.

Ver também: o significado de burca.

Talibã e Estado Islâmico

Uma das principais diferenças entre o talibã e o Estado Islâmico são as zonas em que cada um desses grupos atuam.

Assim como a al-Qaeda (grupo terrorista que ficou conhecido por ser liderado por Osama bin Laden), o Estado Islâmico direciona os seus ataques para os países ocidentais.

Já o talibã, mesmo abominando os costumes e modo de vida do ocidente, concentrava os seus ataques e restrições apenas nas regiões do Afeganistão, Paquistão e outros países do Oriente Médio.

Os terroristas do Estado Islâmico também são considerados muito mais radicais e sanguinários, em relação ao grupo talibã.

Outra diferença entre ambos os grupos é a origem dos seus membros. O talibã é formado majoritariamente por afegãos, enquanto o Estado Islâmico reúne árabes muçulmanos extremistas diversos, principalmente os sunitas.

Para saber mais sobre terrorismo, veja o significado de Estado Islâmico.

Data de atualização: 04/02/2016.