Significado de Guerra Santa

Compartilhar no Facebook

O que é Guerra Santa:

Guerra santa é um recurso extremista que as grandes religiões monoteístas têm usado ao longo da história para proteger o que consideram ameaça aos seus dogmas e a seus lugares sagrados.  Na origem das primeiras "guerras santas" já travadas na história estão o Islamismo e o Cristianismo.

A guerra santa é uma guerra originada por diferenças entre as religiões, e também como estratégia para espalhar a sua crença através do expansionismo fazendo uso da violência.

A guerra santa e o Islamismo

A guerra santa islâmica teve seu ponto de partida em 622, quando "Maomé", após ser ameaçado de morte, pelos opositores do islamismo, migrou de "Meca" para "Medina", uma cidade 300 km ao norte de Meca, juntamente com seus seguidores.

Em Medina, Maomé tornou-se chefe de uma nova comunidade religiosa, que em 629, junto com um exército de dez mil homens, peregrinou até Meca, que foi conquistada praticamente sem resistência.

Maomé expandiu o islamismo por vários territórios, baseado nos deveres religiosos do Jihad, que descreve o dever de realizar “guerras santas”. Após sua morte, os quatro primeiros califas, seus sucessores, conquistaram a Palestina, Pésia, Síria, Armênia, Mesopotâmia e Egito. Em menos de um século os árabes formaram um gigantesco império. Os árabes tornaram-se soldados de Alá. Nos territórios conquistados a conversão ao islamismo era lenta e muitas vezes não acontecia.

A guerra santa e o Cristianismo

Durante a Idade Média, as cruzadas foram expedições principalmente militares, organizadas pela Igreja, com o objetivo de reconquistar o Santo Sepulcro, em Jerusalém, do domínio muçulmano, e assumiram a forma de verdadeira “guerra santa”.

A Igreja católica passou a organizar as expedições militares, com o objetivo, inclusive, de projetar sua influência no território bizantino, dominado pela Igreja ortodoxa, que era a Igreja bizantina criada com o Cisma do Oriente, em 1054, e independente do papa de Roma.

Ao longo de quase duzentos anos, oito expedições foram organizadas e propiciaram muita violência contra os povos não cristãos. A mais bem sucedida foi a Primeira Cruzada, que cercou e conquistou Jerusalém e chegou a organizar vários reinos em moldes feudais, porém, no século XII, os turcos reconquistaram os reinos, inclusive Jerusalém.

A Terceira Cruzada foi organizada por reis e imperadores, com o objetivo de retomar Jerusalém dos turcos. Não tendo atingido seus objetivos, resultou no estabelecimento de acordos diplomáticos com os turcos que possibilitaram as peregrinações.

Ver também

O significado de Guerra Santa está na categoria: Geral