Significado de Hércules

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana BezerraProfessora de História

O que é Hércules:

Hércules é o nome romano do semideus grego Héracles, uma das figuras mais populares da mitologia grega antiga. Hércules era filho de Zeus, deus dos deuses, e da mortal Alcmena.

Resumo da história de Hércules na Mitologia Grega

Zeus era casado com a deusa Hera, com que teve dois filhos: Hares e Hefesto. Hera representava a divindade do casamento, protetora das mulheres e dos nascimentos, e ficou conhecida nas histórias mitológicas por sua personalidade marcante e suas perseguições às amantes e filhos de Zeus, ao longo de seu relacionamento.

Zeus tinha por hábito andar entre os mortais e em uma de suas caminhadas, conheceu e se interessou por Alcmena, uma mortal casada com o rei de Tebas, chamado Anfitrião.

Ao descobrir que o rei estava em uma missão de guerra, Zeus se caracterizou como Anfitrião afim de seduzir e enganar Alcmena.

Após passarem apenas uma noite juntos, a mortal engravidou de Zeus, gerando o semideus Héracles, mais conhecido por Hércules.

Desde o seu nascimento, Zeus queria tornar seu filho semideus um completo imortal. Por este motivo, pediu que Hermes, o deus mensageiro, levasse o bebê até os seios de Hera para alimentá-lo do leite mágico da deusa enquanto ela dormia.

Hércules sugou o leite com tamanha força que mesmo após estar alimentado, os seios de Hera continuaram escorrendo as gotas mágicas que, segundo o mito, ao caírem no universo, formaram a Via Láctea.

heras e herculesPintura representando Hércules sendo alimentado pelo leite de Heras, esposa de Zeus.

Hera sentia um grande ódio de Hércules por ser fruto de uma traição de seu marido Zeus com uma mortal.

Certa noite a deusa enviou duas serpentes para matá-lo, mas Hércules, ainda bebê, estrangulou facilmente os dois animais, mostrando sua grande força bruta tal qual a do pai.

Veja mais sobre o significado de Mitologia Grega.

serpentePintura representando Hércules ainda bebê, matando as serpentes enviadas por Hera.

Hércules passou por uma infância conturbada devido ao descontrole da sua grande força bruta.

As histórias mitológicas apresentam Hércules como alguém de poucos amigos, mas com o coração bondoso. Sua adolescência foi marcada pelo treinamento militar e seu trabalho no campo.

Ao longo deste período, a Grécia vivia uma era de paz e prosperidade, sem conflitos ou guerras. Hércules já crescido, passou a conquistar o respeito e admiração do povo grego.

Ele conheceu e se apaixonou por uma mortal chamada Mégara, com quem se casou, teve filhos e viveu durante anos.

Conheça a história da Grécia Antiga.

O ódio de Hera por Hércules e suas consequências

Enquanto a vida de Hércules parecia estável e tranquila, Hera, ainda com sede de vingança, enfeitiçou o herói grego fazendo-o matar a sua esposa e seus filhos.

Ao se livrar do feitiço, Hércules, por se sentir culpado e procurando remissão, foi ao encontro do Oráculo de Delfos para que o mesmo lhe desse uma sentença de perdão pelo que havia cometido.

O oráculo ordenou que o filho de Zeus servisse ao seu primo Euristeu, rei de Micenas e Tirinto, durante doze anos.

Euristeu, que era simpatizante de Hera e também desejava a morte de Hércules, ordenou que seu primo semideus realizasse doze tarefas que poderiam custar-lhe a vida.

Os doze trabalhos de Hércules

Primeiro trabalho: Matar o leão de Neméia

Neste primeiro trabalho, o semideus tinha por missão matar o grande Leão de Neméia.

A fera tinha a pele espessa e impenetrável. Todas as armas que Hércules usou durante seus ataques foram destruídas sem ao menos causarem danos ao animal.

Para completar o trabalho, o filho de Zeus usou sua própria força bruta para estrangular e matar a fera. Ele ainda arrancou a pele do leão usando as próprias garras do animal.

Após cumprir a missão, Hércules usou a pele do leão como sua armadura nos trabalhos seguintes.

leaodeneemeiaPintura representando o primeiro trabalho de Hércules: a morte do Leão de Neméia.

Segundo trabalho: Matar Hidra de Lerna

Hidra de Lerna era um monstro com várias cabeças e com sangue venenoso, que vivia no Lago Lerna e tinha por propósito guardar a entrada do submundo.

Matar o animal era uma das tarefas mais difíceis, já que a cada cabeça cortada, duas cresciam no lugar.

Um sobrinho de Hércules aconselhou o semideus a queimar o topo das cabeças assim que elas fossem cortadas do corpo do monstro, numa tentativa de que não se regenerassem.

Hércules usou a estratégia e conseguiu eliminar as cabeças do animal. Ao sobrar apenas uma, o semideus enterrou o monstro embaixo de uma pedra gigante e embebedou suas flechas no sangue venenoso do monstro, afim de utilizar nas próximas missões.

hidradelernaImagem representando Hércules em sua segunda missão: eliminar o monstro Hidra de Lerna.

Terceiro trabalho: capturar a Corça de Cerinéia

A Corça de Cerinéia era um animal sagrado, que pertencia a deusa Ártemis. O animal possuía chifres de ouro e era tão rápida quanto uma flecha.

Por um ano, Hércules caçou o animal e encontrou sua chance de dominá-lo num dia em que o avistou bebendo água. Ao mirar, acertou as patas da corça, cumprindo seu quarto trabalho.

Euristeu tinha a intenção de gerar a ira de Ártemis contra Hércules, por ferir seu animal sagrado. Porém, o semideus devolveu a corça à natureza e conquistou o perdão da deusa.

Quarto trabalho: capturar o Javali de Erimanto

No quarto trabalho Hércules tinha por missão capturar o grande Javali que vivia no gigante Monte Erimanto.

Para realizar o feito, o semideus seguiu o conselho do centauro Quíron e fez o javali correr sob a neve espessa, assim o animal foi facilmente capturado e levado até o rei.

Quinto trabalho: limpar os Estábulos do rei Aúgias

Nesta missão, Hércules deveria limpar os grandes estábulos do rei Aúgias, que prometeu dar grande parte do seu rebanho ao semideus, caso ele conseguisse concluir a limpeza em apenas um dia.

O que parecia impossível até mesmo para o rei, foi realizado por Hércules com êxito. Com a sua força bruta, o semideus conseguiu redirecionar o fluxo dos rios Alfeu e Peneu para passarem por dentro dos estábulos. Assim, com a ajuda da correnteza dos rios, Hércules conseguiu concluir o trabalho em apenas um dia.

No entanto, o rei não cumpriu com o combinado de lhe entregar parte do rebanho. Então Hércules o matou por ter quebrado a sua promessa e entregou o reino ao filho herdeiro do rei, que havia sido banido pelo pai.

Sexto trabalho: matar as aves do Lago Estínfalo

Hércules precisou viajar até a floresta que cercava o sombrio Lago Estínfalo para matar as gigantes aves carnívoras, que se alimentavam de humanos.

As aves também possuíam excrementos venenosos e penas metálicas que cortavam rochas. Para realizar o trabalho, o semideus, armado com castanholas de bronze dadas por Atenas e Hefesto, destruiu as aves com suas flechas venenosas.

estinfaloPintura representando o sexto trabalho de Hércules: capturar e matar as aves do Lago Estínfalo.

Sétimo trabalho: capturar o Touro de Creta

Poseidon enviou um grande touro para que o rei Minos sacrificasse o animal em sua homenagem. Porém, o rei não matou o animal e acabou irritando Poseidon, que fez com que o touro ficasse descontrolado causando morte e destruição.

Hércules tinha como a sua sétima missão capturar o touro. Para isso, viajou até o reino e conseguiu facilmente dominar o animal selvagem com a sua força.

tourocretaEstátua em homenagem ao sétimo trabalho de Hércules.

Oitavo trabalho: roubar os cavalos de Diomedes

Em sua oitava missão, Hércules deveria roubar os cavalos de Diomedes, filho de Hares, rei de Trácia.

Para que este trabalho fosse cumprido, o semideus contou com a ajuda de alguns homens, entre eles seu amigo Abdero. Os cavalos de Diomedes eram criados para matar qualquer homem que cruzasse o seu caminho.

Hércules conseguiu capturar os cavalos e pediu para que Abdero escondesse os animais. Porém, Abdero foi devorado pelos cavalos ao guiá-los no caminho.

Hércules voltou, conduziu os animais para um lugar de paz onde pudessem ser domesticados, lamentando a morte de seu amigo.

Nono trabalho: obter o cinturão de Hipólita

Dessa vez Hércules tinha por missão obter o cinturão de Hipólita, a rainha das Amazonas. Esse cinturão era mágico e foi um presente do deus da guerra para rainha.

Porém, Hipólita entregou o seu presente espontaneamente para o semideus, pois ficou impressionada com a sua determinação para concluir os trabalhos delegados.

Hera, infeliz com as conquistas de Hércules, espalhou boatos entre as guerreiras Amazonas dizendo que Hipólita havia sido sequestrada por Hércules.

A guerreiras perseguiram o semideus, mas foram rapidamente destruídas e mortas por ele. Hércules, por sua vez, achou que Hipólita havia conspirado contra ele. Por isso, a matou, tomando posse do seu cinturão.

Décimo trabalho: obter o Gado de Gerião

Gerião de Eritéia era um gigante que possuía três cabeças e seis braços, todos unidos em um só corpo.

Hércules, tinha por missão roubar e levar o imenso rebanho de bois vermelhos de Gerião até Euristeu. Porém, o rebanho estava do outro lado do mundo.

Hércules levou dois anos para conseguir concluir esse trabalho, precisando enfrentar o sol escaldante e o monstruoso cão Ortro, irmão de Cérbero.

Quando finalmente capturou e levou o rebanho até seu primo Euristeu, viu todos os animais serem sacrificados em homenagem a deusa Hera.

Décimo primeiro trabalho: roubar as maçãs de outro do Jardim Hespérides

Foram anos procurando pelo Jardim Hespérides, onde nasciam as preciosas maçãs de ouro. Quando finalmente encontrou o lugar, Hércules descobriu que o Jardim era protegido por um poderoso dragão com cem cabeças. Sabendo que não conseguiria vencê-lo sozinho, Hércules pediu a ajuda de um titã chamado Atlas.

Atlas foi condenado a sustentar o peso da terra e do céu para sempre, após o fim da guerra entre titãs e deuses.

Hércules se ofereceu para segurar o peso enquanto Atlas pegasse as maçãs e enfrentasse o dragão. Mas após completar a missão, o titã não quis sustentar o peso de volta.

Hércules enganou Atlas fingindo concordar com ele e pediu que o titã sustentasse o céu para que ele colocasse um estofamento em seus ombros. Porém, no momento em que Atlas pegou o peso de volta, Hércules segurou as maçãs e fugiu.

Décimo segundo trabalho: capturar Cérbero

Cérbero era um monstruoso cão com três cabeças que guardava a entrada para o submundo. Essa entrada sagrada ficava em uma grande caverna na região da Lacônica que contava com muitos outros monstros além do cão.

Mesmo sendo o semideus mais forte de toda a Grécia Antiga, Hércules estava adentrando o mundo de Hades. Então, pediu humildemente a permissão de seu tio para levar o cão até o rei Euristeu para terminar os seus doze trabalhos delegados pelo seu primo.

Hades concordou, porém exigiu que Hércules não machucasse o cão e o trouxesse de volta após concluir o trabalho. O semideus conseguiu dominar Cérbero com a sua força e o levou até seu primo Euristeu.

Como prometido, após concluir a tarefa, Hércules levou o cão de volta para o submundo.

cerberoPintura representando o último trabalho de Hércules: capturar Cérbero.

O fim dos doze trabalhos e a morte de Hércules

Depois de servir por doze anos a seu primo, Hércules estava livre para viver a sua vida após ter sofrido a perda de sua família.

Certo dia, Hércules e a sua esposa Dejanira precisaram atravessar um rio cuja a ponte estava quebrada. Por isso, pediu a Nesso, um enorme centauro, que pudesse atravessá-la em segurança.

O que Hércules não sabia era que o centauro possuía uma rivalidade com ele, e assim que Dejanira montou em seu dorso, o centauro fugiu com a esposa do semideus.

Ao perceber a trapassa, Hércules acertou Nesso com uma flecha envenenada. Antes de morrer, o centauro entregou a Dejanira uma túnica com o seu sangue envenenado e mandou-a oferecer ao seu marido quando lhe fosse conveniente

Alguns anos depois, Hércules se apaixonou por Íole, uma princesa, abandonando Dejanira. Para se vingar, a esposa traída ofereceu a túnica envenenada do centauro, como presente de núpcias para o casal.

Ao vesti-la, Hércules sentiu a túnica grudando em sua pele de maneira tão extrema, que ao tentar se livrar da roupa, pedaços de sua carne saíram.

Desorientado com tamanha dor, o semideus construiu uma pira e atirou-se às chamas, morrendo em seguida.

mortedeherculesPintura representando a morte de Hércules.

Filmes e animações sobre a vida de Hércules

Por ser um dos heróis mais famosos da mitologia grega, a história de Hércules foi adaptada para o cinema e em animações.

Em 1997, a Walt Disney adaptou a história para uma animação que ficou conhecida por mostrar o dia a dia de Hércules entre o povo grego em sua adolescência, e seus feitos para conquistar uma vida entre os deuses no Monte Olimpo.

Já em 2014, foi lançado o filme “Hércules”, que conta a história da perda de sua família e dos doze trabalhos realizados para seu primo Euristeu. O filme foi dirigido pelo estadunidense Brett Ratner.

Veja também o significado de Zeus e Mitologia.

Data de atualização: 16/09/2019.

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.