Tipos de recursos naturais

Os recursos naturais são os bens que vêm da natureza e são usados pelo homem para várias finalidades diferentes. São exemplos: água, vento, luz solar, ar, florestas, vegetais, minerais, solo, entre outros.

O uso dos recursos naturais pode ser feito tanto para exploração econômica como para geração de outros bens que serão usados em benefício do homem, como é o caso dos recursos naturais que são transformados em energia ou do uso da água.

Os recursos naturais podem ser classificados em dois grandes grupos: renováveis e não renováveis. O que os define é a capacidade e a velocidade de renovação do recurso. Assim, a classificação é feita de acordo com este requisito.

Recursos renováveis

Os recursos renováveis são os bens que não se acabam pois sempre serão produzidos pela natureza, ou seja, por mais que sejam utilizados pelo homem, eles não se esgotam. Portanto, os recursos renováveis são caracterizados por possuírem uma alta capacidade de recuperação.

São exemplos de recursos renováveis: luz do sol (energia solar), vento e ar (energia eólica) e os mares e os rios (energia hidrelétrica).

Energia solarEnergia eólica (vento) e energia solar

Recursos potencialmente renováveis

Existem alguns recursos que pertencem a uma classificação intermediária chamada de potencialmente renovável. Estes recursos foram classificados desta forma pois eles possuem capacidade de regeneração, mas sua duração depende da forma e da quantidade que é extraído da natureza.

Água potável

Um exemplo de recurso potencialmente renovável é a água potável. A água, de forma geral, é um recurso inesgotável. Entretanto, somente 3% da água existente na Terra é potável e pode ser consumida pelo ser humano.

Assim, a água potável merece uma atenção especial com seu uso, pois ela pode deixar de existir caso seja usada de maneira indiscriminada e sem controle.

As reservas de água potável são repostas pelas chuvas, aproximadamente nas mesmas proporções, em qualquer período da história. Mas questões como aumento da população mundial e desperdício de água potável podem ser as causas de uma futura falta de água própria para o consumo humano.

Recursos não renováveis

Os recursos não renováveis são os que podem acabar ou diminuir muito, caso não sejam usados com moderação, de forma consciente. São alguns exemplos: água, vegetação, florestas, minerais, pedras preciosas, gás natural, energia nuclear e petróleo.

Um recurso não renovável, depois que é utilizado, não é devolvido a sua origem na natureza e não possui capacidade de manutenção. É justamente por este motivo que estes recursos são chamados de não renováveis, pois eles vão deixando de existir à medida que são usados.

Os recursos naturais podem não ser renováveis por duas razões:

  1. Podem existir na natureza em uma quantidade determinada: alguns tipos de recursos estão na natureza em um número fixo e não podem ser repostos, nem pela ação do homem e nem pela natureza. Nestes casos as reservas destes recursos inevitavelmente acabarão um dia, como o gás natural, a prata e o ouro.
  2. O tempo de regeneração é muito lento: nessa situação o recurso natural até pode ser reposto (pelo homem ou pela natureza), mas como a velocidade de regeneração é lenta, é muito provável que eles se esgotem se forem retirados da natureza em grandes quantidades. Para que estes recursos não deixem de existir é preciso que sejam utilizados à medida que forem novamente formados na natureza. O melhor exemplo desta situação é a água potável.

PetróleoPlataforma de exploração de petróleo

Como manter os recursos não renováveis?

Para evitar que este tipo de recurso se esgote é preciso que o seu uso seja feito de forma moderada e consciente. Além disso, existem formas de conservação e de reposição que se aplicam aos diferentes tipos de bens da natureza.

O ideal é que estes recursos que são retirados da natureza sejam renovados naturalmente ou pela ação do homem. Assim, tanto a retirada dos recursos quanto a sua renovação devem ser feitas de forma planejada e eficiente.

Desta forma os recursos serão continuamente preservados, garantindo a continuidade destes bens naturais. Por exemplo: quando se faz o desmatamento de uma determinada área florestal, deve haver a reposição e plantio de novas mudas de árvores. O mesmo deve acontecer com espécies vegetais.

Alguns destes recursos não renováveis, como é o caso dos minerais, possuem capacidade de regeneração e são repostos apenas pela natureza. Mas a velocidade com que isso ocorre é lenta, pois a criação destes recursos acontece através de um processo natural que tem seu próprio tempo. Assim, para que não se esgotem, é preciso que sejam retirados da natureza aos poucos e em pequenas quantidades.

Classificação dos recursos naturais

Além da classificação em recursos renováveis e não renováveis, os bens da natureza são agrupados de acordo com seu tipo. Eles são classificados em quatro grupos: biológicos, hídricos, minerais e energéticos.

Recursos biológicos

Os biológicos são os recursos vegetais, como plantas, solo, flores e árvores. Estes bens são usados para muitas finalidades, como na indústria de extração de madeira, agricultura, construção, medicamentos e alimentação.

Também estão incluídos neste grupo os animais, que são utilizados principalmente como fonte de alimentação e em atividades de agropecuária. O consumo de carne e de leite são exemplos do uso de recursos biológicos animais.

Todos estes recursos formam a biodiversidade de um ecossistema e a conservação deles garante o equilíbrio e a preservação saudável dos ecossistemas.

extração madeiraExtração de madeira para comercialização

Recursos hídricos

Os recursos hídricos são as águas de mares, rios, oceanos e lagos. Existem recursos hídricos superficiais, que estão nas camadas superiores da terra e recursos hídricos subterrâneos, que ficam em camadas mais profundas de difícil acesso.

Este tipo de recurso é usado para consumo e sobrevivência humana, sendo aplicados em consumo doméstico, no abastecimento de indústrias e na realização de atividades rurais, como é o caso da irrigação de plantações.

A força produzida pelas águas também é usada como fonte geradora de energia em usinas hidrelétricas, que usam a força da água para gerar energia que é fornecida para cidades, regiões de agropecuária e indústrias.

hidrelétricaUsina hidrelétrica

Recursos minerais

O conjunto de recursos minerais é formado por pedras preciosas, rochas e minerais. São bens produzidos pela natureza, extraídos pelo homem para utilização como matéria prima para diversos produtos ou como fonte energética.

São alguns exemplos: areia, argila, diamante, grafite, ouro, prata, carvão, entre outros. Estes recursos são usados na engenharia, no mercado de pedras preciosas, como fonte de energia, na indústria de produtos de saúde, entre outros.

A extração desse tipo de recurso deve ser feita de forma responsável e planejada, pois seu uso indiscriminado pode levar à escassez destes bens, aumento da poluição de ecossistemas e desequilíbrios ambientais.

carvãoAtividade de extração de carvão

Recursos energéticos

Já os recursos energéticos são todos os bens da natureza que podem ser usados como fonte de energia, sendo alguns renováveis e outros não renováveis.

O sol, o vento e as águas são exemplos de recursos renováveis usados para produzir energia. Petróleo e gás natural também são exemplos de fontes de energia, mas estes podem se esgotar conforme forem sendo usados.

Existe ainda a energia nuclear, que é produzida a partir de urânio. É uma forma de energia muito potente, que produz eletricidade através de um processo chamado de fissão nuclear.

nuclearUsina nuclear em atividade

Entretanto, a energia nuclear deve ser utilizada com muito cuidado, pois sua potência pode representar risco de acidentes de graves consequências em função do poder destrutivo da radioatividade.

Leia mais sobre Energia nuclear, Usina nuclear e Lixo nuclear.

Veja também os significados de Recursos naturais e Recursos minerais.

Data de atualização: 24/12/2018.