Workaholic: significado e o que é ser um workaholic

Workaholic vem do inglês e significa alguém que trabalha muito e que não consegue se desligar do trabalho. Os workaholics são identificados como viciados em trabalho; trabalhador compulsivo ou dependente do trabalho.

O mundo corporativo é feito, muitas vezes, de indivíduos motivados pela alta competitividade ou ainda alguma necessidade pessoal de provar algo a alguém, ou a si mesmo, que acabam se tornando viciados no trabalho para atingir seus objetivos.

Um workaholic geralmente não consegue se desligar do trabalho, mesmo fora dele, e muitas vezes deixa de lado sua vida pessoal, seu parceiro, filhos, pais, amigos e família, e seus amigos acabam sendo apenas os que convivem no ambiente de trabalho.

Um dos maiores receios de um workaholic é o medo de fracassar, esse medo faz com que ele se condicione e continue sempre dando o melhor de si na busca por resultados.

Atualmente os workaholics estão perdendo espaço em muitas empresas, cada vez mais preocupadas com a saúde do seu funcionário, e em ajudá-los a equilibrarem sua vida profissional com a pessoal.

Ver também o significado da Síndrome de Burnout.

Workaholic e worklover

Os termos workaholic e worklover expressam duas formas diferentes de comportamento no âmbito do trabalho. A diferença entre os dois é que o workaholic é viciado pelo trabalho, mas nem sempre gosta do que faz. O worklover, que significa "o que ama o trabalho" em inglês, gosta do seu trabalho, mas não o vê como um vício.

Um worklover sabe encontrar o equilíbrio entre o trabalho e o lazer, e não descuida os aspetos sociais, mentais e familiares da sua vida. Enquanto o workaholic trabalha muitas horas para tentar demonstrar o seu valor, o worklover sabe que trabalhar muitas horas não é um sinal de competência.

Um worklover sabe que tem que parar para descansar e tem que fazer coisas não relacionadas com o seu trabalho, para recuperar energias e ser mais produtivo quando regressar ao contexto laboral.

Data de atualização: 26/03/2021.