10 Mandamentos de Deus (e seus significados)

O que são os dez mandamentos de Deus:

Na Bíblia, existem os Dez Mandamentos, ou Decálogo, que consistem em dez regras dadas por Deus ao Seu povo, para que tivessem uma vida mais feliz e próspera. O Senhor deu esses mandamentos a Moisés, que os escreveu em tábuas de pedra. Os Dez Mandamentos se encontram em Êxodo 20.

A palavra mandamento tem origem no verbo "mandar", que significa ordem ou regra. Um mandamento é uma voz de comando, preceito ou mandado.

Os Dez Mandamentos de Deus

  1. Não terás outros deuses além de mim.
  2. Não farás para ti nenhum ídolo, ne­nhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor, o teu Deus, sou Deus zelo­so, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e obedecem aos meus man­damentos.
  3. Não tomarás em vão o nome do Senhor, o teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão.
  4. Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo. Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é o sábado dedicado ao Senhor, o teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teus filhos ou filhas, nem teus servos ou servas, nem teus animais, nem os estrangeiros que morarem em tuas cidades. Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou.
  5. Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.
  6. Não matarás.
  7. Não adulterarás.
  8. Não furtarás.
  9. Não darás falso testemunho contra o teu próximo.
  10. Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença.

Significado de cada um dos 10 Mandamentos

1. Não terás outros deuses além de mim

O maior de todos os mandamentos diz que Deus é único e deve ser amado acima de tudo. Ou seja, não se deve pôr o Senhor em segundo lugar. Devemos viver conforme a sua lei e jamais buscar fora dela (seja em superstições ou outras crenças) as respostas para as questões da existência.

2. Não farás para ti nenhum ídolo

Não farás para ti nenhum ídolo, ne­nhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor, o teu Deus, sou Deus zelo­so, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam.
Êxodo 20:4-5

Este mandamento diz que nada substitui Deus. Por isso, não se deve adorar ídolos no lugar do Senhor.

A Igreja Católica e as denominações protestantes possuem diferentes interpretações para este mandamento. Os protestantes levam a regra ao pé da letra e não fazem uso de imagens. Já os católicos afirmam que a veneração das imagens (ícones) não pode ser confundida com a adoração ao Criador. Isso porque a veneração de imagens de santos, por exemplo, seria um caminho de acesso a Deus, não a sua substituição.

3. Não tomarás em vão o nome do Senhor

Não tomarás em vão o nome do Senhor, o teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão.
Êxodo 20:7

Este mandamento chama a atenção para o respeito a Deus e às coisas sagradas. Abusar e brincar com o nome do Senhor são atitudes consideradas desrespeitosas.

4. Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo

Este preceito diz que é preciso guardar um dia na semana para o descanso e para o culto a Deus. Para os judeus, o dia de inatividade semanal é o Shabat ("descanso"). Em geral, o Cristianismo considera o domingo como o Dia do Senhor, por ser o dia da ressurreição de Cristo. Para os cristãos, o mandamento tem a ver com a importância do descanso.

5. Honra teu pai e tua mãe.

Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.
Êxodo 20:12

Devemos honrar pai e mãe, pois são eles que nos dão a vida e nos transmitem o conhecimento de Deus. Os pais, de certa forma, simbolizam a presença divina na vida do indivíduo.

6. Não matarás

Este mandamento, presente em Êxodo 20:13, trata de um valor fundamental: a vida. Portanto, está implícita a ideia de que a vida humana é sagrada, pois foi criada pelo Senhor.

Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: 'Não matarás', e 'quem matar estará sujeito a julgamento'.
Mas eu digo a vocês que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: 'Racá', será levado ao tribunal. E qualquer que disser: 'Louco!', corre o risco de ir para o fogo do inferno.
Mateus 5: 21,22

7. Não adulterarás

Este mandamento, que está em Êxodo 20:14, fala da proibição do adultério (relação extraconjugal) e da proteção do casamento, o sacramento que dá origem à família. Para os cristãos, o adultério é uma ofensa grave, já que fere a aliança sagrada feita diante de Deus.

Em Mateus 5:27,28, vê-se que o pecado pode existir em pensamento, mesmo antes da realização do adultério:

Você ouviram o que foi dito: 'Não adulterarás.'
Mas eu digo: Qualquer que olhar para uma mulher e desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.
Mateus 5:27,28

8. Não furtarás

Este mandamento, em Êxodo 20:15, diz expressamente que é errado apossar-se dos bens alheios. Isso inclui qualquer tipo de furto, roubo, fraude, extorsão, sequestro ou ato de corrupção.

Em Marcos 10:19, são retomados alguns dos mandamentos, dentre os quais aquele que condena o furto:

Você conhece os mandamentos: 'Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não enganarás ninguém, honra teu pai e tua mãe'.
Marcos 10:19

9. Não darás falso testemunho contra o teu próximo

Este mandamento reprova a acusação de alguma pessoa por aquilo que ela não fez. Portanto, pode-se dizer que ele trata da calúnia, da mentira, da fofoca e da difamação. Faltar à verdade configura uma violação moral grave diante de Deus.

10. Não cobiçarás

Este mandamento, em Êxodo 20:17, trata do pecado da inveja ou cobiça – a insatisfação com aquilo que se tem e o desejo de ter o que não é seu. Há uma passagem sobre isso em Deuteronômio 5:21:

Não cobiçarás a mulher do teu próximo. Não desejarás a casa do teu próximo, nem sua propriedade, nem seu servo ou serva, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença.
Deuteronômio 5:21

O mandamento mais importante

A Bíblia revela um episódio no qual Jesus é interrogado a respeito do mandamento mais importante de todos. Cristo respondeu que o mais importante é: "Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento" (Mateus 22:37). O segundo mais importante é: "Ame o seu próximo como a si mesmo" (Mateus 22:39).

Estes dois mandamentos são conhecidos como a regra de ouro, porque, quem conseguir cumpri-los, certamente também cumprirá os dez mandamentos expressos no Antigo Testamento.

O segundo, que fala do amor ao próximo também é muitas vezes descrito como o novo mandamento, graças à passagem bíblica em João 13:34:

Um novo mandamento dou a vocês: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros.
João 13:34

Veja também: