Significado de Cravo

O que é Cravo:

CravoO cravo é a flor do craveiro, cujo nome científico é Dianthus caryophyllus, que pertence ao gênero Dianthus e à família Caryophyllaceae. Esta planta pode atingir até um metro de altura e existem por volta de 300 espécies de craveiros, sendo que muitas espécies surgiram graças à manipulação genética. Esta flor é de fácil cultivo e tem um suave aroma, que muitas vezes é usado para fazer perfumes.

O cravo é uma flor originária do sul da Europa e pode ser cor de rosa, roxa, vermelha, branca ou amarela. Relativamente ao cultivo, os cravos precisam de terra rica em argila, misturada com um pouco de estrume, adubo vegetal e areia. É comum ver um cravo na lapela dos noivos e dos padrinhos nos casamentos tradicionais.

Na Grécia Antiga, coroas de cravos eram usadas em cerimônias. Na altura do Renascimento, os cravos era um sinônimo de fidelidade matrimonial. As diferentes cores dos cravos podem ter significados diferentes:

  • Cravos brancos: associados ao amor puro, talento, boa sorte, inocência.
  • Cravos vermelhos: significa respeito, amor e paixão. É oferecido como demonstração de admiração.
  • Cravos cor de rosa: remete para felicidade e gratidão. Quando é oferecido a alguém, significa que você sempre lembra dessa pessoa.
  • Cravos roxos: significa solidão, inconstância, ausência de capricho.
  • Cravos amarelos: apesar de significarem rejeição e desdém, quando integrados em um arranjo de muitas cores vivas, significa alegria e vivacidade.

Esta flor, cultivada desde os tempos da Antiguidade, tem grande valor simbólico e histórico. Em Portugal, o cravo-vermelho é o símbolo da Revolução dos Cravos, que aconteceu em 25 de Abril de 1974, uma data celebrada todos os anos e conhecida como Dia da Liberdade. De acordo com Anna Jarvis, fundadora do Dia das Mães nos Estados Unidos, um cravo rosa é o símbolo das mães em vida e o cravo branco o símbolo das mães que já partiram.

Cravo e Canela

Gabriela, Cravo e Canela é um dos mais famosos romances brasileiros da autoria do escritor brasileiro Jorge Amado. Publicado em 1958, o drama se desenrola em Ihéus, onde os bares e bordéis oferecem uma vida noturna extravagante.

Cravo-da-índia

O cravo-da-índia, também conhecido como cravinho (Syzygium aromaticum) é uma árvore originária da Indonésia, mais propriamente das ilhas Molucas. O cravo-da-índia é cultivado também em ilhas como Madagascar e Granada.

Foi uma das especiarias mais procuradas na era dos Descobrimentos. Com a chegada dos portugueses aos mares da Índia, o cravo se tornou em uma das mercadorias economicamente mais rentáveis daquela altura.

Desde os tempos da antiguidade, o botão da flor do cravo da índia, depois de seco, é usado na culinária e no fabrico de medicamentos. O seu óleo, por possuir propriedades antissépticas, é usado em odontologia.

Instrumento musical

O cravo é também um instrumento de cordas e teclado em forma de asa de pássaro (por isso o seu nome alemão, Flügel), cujas cordas são pinçadas por meio de pontas de penas. O cravo foi utilizado como instrumento solista, especialmente entre os séculos XVI e XVIII. A partir de 1750 foi substituído pelo forte-piano.

Cravos e espinhas

No contexto da medicina, um cravo é uma concentração de gordura que obstrui os poros da pele e que se torna preto na superfície devido ao pó. Em geral é causado por um excesso de secreção sebácea. Quando ocorre uma infecção, um cravo se transforma em espinha.

O significado de Cravo está na categoria: Geral e pertence ao dossiê: Flores