Difusão

O que é a difusão celular?

Na biologia, a difusão é o transporte passivo dos solutos das moléculas (como oxigênio, glicose e outros), através da membrana plasmática.

Nesse processo de difusão celular, uma substância tende a se mover de uma área mais concentrada (hipertônica) para uma menos concentrada (hipotônica). Todo esse processo é passivo, porque não há gasto de energia, e tem por objetivo igualar as concentrações, dependendo unicamente do seu gradiente de concentração.

difusao 1

A difusão celular é necessária no corpo humano para a absorção de nutrientes digeridos, para as trocas gasosas, a movimentação de hormônios, além de participar de quase todos os processos do desenvolvimento embrionário.

Para que todo esse processo de igualar a concentração aconteça, podem ocorrer dois tipos de difusão:

  • a difusão simples, aquela em que o soluto não precisa de facilitadores para passar pela membrana e,
  • a difusão facilitada, quando o soluto passa pela membrana com o auxílio de uma proteína.

O que é a difusão simples?

É o processo no qual o soluto se move diretamente através da membrana plasmática, do meio mais concentrado para o menos concentrado, sem a ajuda de proteínas transportadoras.

Exemplo de difusão simples

O exemplo mais comum de difusão simples é a respiração. Ela envolve a difusão de gases (o oxigênio e o dióxido de carbono) dentro e fora do sangue.

Nos pulmões, o dióxido de carbono difunde do sangue para o ar nos alvéolos pulmonares e os glóbulos vermelhos ligam o oxigênio, que difunde do ar para o sangue, como mostra a imagem abaixo.

O oxigênio e outros nutrientes no sangue são transportados para os tecidos onde são trocados gases e nutrientes.

O dióxido de carbono e os resíduos se difundem das células dos tecidos para o sangue, enquanto o oxigênio, a glicose e outros nutrientes no sangue se difundem nos tecidos do corpo. difusão simples

O que é a difusão facilitada?

Na difusão facilitada, o soluto se movimenta do meio mais concentrado para o meio menos concentrado com a ajuda de proteínas facilitadoras.

Essas enzimas são denominadas de permease (ou canal iônico) ou carreadoras, aquelas que transformam sua camada para conseguir carregar o soluto para o meio menos concentrado.

Alguns exemplos de enzimas carreadoras são os carboidratos, aminoácidos, vitaminas e alguns íons, como o sódio e o potássio.

Através do uso de proteínas do canal iônico e proteínas transportadoras incorporadas na membrana celular, essas substâncias podem ser transportadas para as células, por exemplo. Quando a transação é Uma vez concluída a transação, as proteínas retornam à sua posição original.

Exemplo de difusão facilitada

Um dos exemplos mais comuns de difusão facilitada é o transporte da glicose do meio extracelular (fora da célula), para o meio intracelular (dentro da célula).

Como a quantidade de glicose é encontrada em maior número no sangue, ou seja, fora das células, a difusão tem por objetivo igualar as concentrações no meio intracelular, se utilizando de proteínas para fazer esse transporte.

difusão facilitada

Qual a diferença entre difusão simples e difusão facilitada?

A principal diferença entre a difusão simples e a facilitada é a forma como as moléculas são transportadas através da membrana.

DIFUSÃO SIMPLES DIFUSÃO FACILITADA
Transporta o soluto diretamente através da bicamada fosfolipídica da membrana Transporta o soluto com a ajuda de alguma proteína facilitadora
Ocorre com as partículas pequenas e não polares Ocorre com partículas grandes e polares

Essa diferença acontece porque a membrana plasmática é formada por uma bicamada fosfolipídica. Então, quando uma certa substância consegue passar por essa bicamada sem a ajuda de um facilitador, ela é considerada lipossolúvel, chamada também de hidrofóbica.

Porém, existem muitas substâncias que são hidrossolúveis, também conhecidas como hidrofílicas ou lipofílicas. Nesse caso, as moléculas são solúveis em água, ou seja, são moléculas polares e, portanto, necessitam de um transportador apolar (a proteína) para passar pela membrana.

Essa proteína facilitadora tem uma estrutura interna polar, que permite a passagem das substâncias polares e uma estrutura externa apolar, que permite passar com o soluto pela membrana, sem se dissolver. Esse é o caso da difusão facilitadora.

Difusão e a Osmose

Na osmose, a direção do fluxo de água é determinada pela concentração de soluto. Diferente da difusão simples e facilitada, a água aqui difunde-se de uma solução hipotônica (baixa concentração de soluto) para uma solução hipertônica (alta concentração de soluto).

Veja mais sobre o significado de Osmose.

Data de atualização: 17/04/2020.