Célula Animal

A célula animal é chamada de célula eucariótica, porque possui um núcleo ligado à sua membrana.

A célula animal se diferencia das células procarióticas, como as das plantas, porque o seu DNA (material genético) se encontra dentro do núcleo. Já as células procarióticas não possuem um núcleo definido.

Além de ter um núcleo, as células animais também contêm outras organelas (estruturas) ligadas à membrana, que realizam funções específicas, necessárias para o bom funcionamento da célula.

As organelas da célula animal são:

  • Membrana Plasmática: seleciona o que entra e sai da célula;
  • Citoplasma: responsável por armazenar as substâncias químicas;
  • Ribossomo: produz proteína para a célula;
  • Lisossomo: faz a digestão celular;
  • Peroxissomo: faz a desintoxicação celular;
  • Mitocôndria: é responsável pela respiração celular;
  • Núcleo: responsável por guardar o material genético (DNA);
  • Nucléolo: responsável por organizar e produzir ribossomos;
  • Centríolo: ajuda na divisão celular e produção de cílios e flagelos;
  • Citoesqueleto: responsável pela sustentação da célula;
  • Retículo endoplasmático rugoso: sintetiza proteínas que vão ser exportadas;
  • Retículo endoplasmático liso: responsável por produzir lipídios, que compõem a membrana plasmática;
  • Complexo de Golgi: responsável por receber, modificar e enviar proteína para outras partes da célula.

A célula animal está presente em seres que são pluricelulares, ou seja, que possuem mais de duas células. Elas agem de forma integrada (em conjunto) para o funcionamento do corpo animal.

Um ser humano, por exemplo, possui cerca de 10 trilhões de células que em conjunto, desempenham diversas funções no organismo, como:

  • produção de energia para o organismo;
  • reprodução;
  • nutrição;
  • contração muscular;
  • transporte de gases.

A estrutura da célula animal

Uma célula é basicamente formada por organelas, ou seja, estruturas, que possuem funções específicas para o funcionamento geral da célula.

As organelas são as partes de cada célula, como apresentado na imagem abaixo, protegidas e separadas por uma membrana, um tipo de estrutura a fina que protege o lado interno e externo da célula.

partes da celula animalOrganelas da célula animal.

As funções das organelas da célula animal

Membrana Plasmática

Função: tem por função a permeabilidade seletiva, ou seja, seleciona as moléculas que entram e saem da célula animal.

O que é: é uma estrutura fina, com uma bicamada, que envolve e protege cada célula do ambiente externo. Essa bicamada é constituída de lipídios e proteínas.

Citoplasma

Função: armazena substâncias químicas que são importantes para o bom funcionamento da célula. Além disso, dentro do citoplasma há o citoesqueleto, uma espécie de cadeia de proteína que sustenta a célula.

O que é: é uma organela formada por água e nutrientes, que se encontra entre a membrana plasmática e o núcleo da célula.

Ribossomo

Função: sintetizar as proteínas, ou seja, funcionam como uma fábrica de proteína para a célula.

O que é: é uma organela que pode ser encontrada tanto na célula animal, quanto na célula vegetal.

Há dois tipos de ribossomos, aqueles encontrados livremente no citoplasma, ou os que estão ligados ao retículo endoplasmático.

Lisossomo

Função: digere substâncias que posteriormente serão utilizadas pela célula. Funciona como uma reciclagem de substâncias, que podem ser reutilizadas pela célula.

O que é: é a organela que possui diversas enzimas digestivas que digere algumas substâncias. Entre as enzimas presentes no lisossomo, podemos destacar a protease, a lipase e nuclease.

Peroxissomo

Função: é responsável pela desintoxicação da célula, através de reações oxidativas. Enquanto o lisossomo faz a digestão, o peroxissomo faz a desintoxicação.

O que é: o prefixo peroxi, advém do termo peróxido de hidrogênio, que é a água-oxigenada. No peroxissomo contém uma enzima chamada catalase, que é responsável por quebrar a água-oxigenada, um tipo de substância tóxica.

Mitocôndrias

Função: é responsável pela respiração celular. Utiliza o oxigênio do sistema respiratório e a glicose do sistema digestório para gerar energia para toda a célula

O que é: é uma das principais organelas, já que produz energia para que a célula se mantenha viva. Uma das características principais é que a mitocôndria possui dois tipos de membranas, uma interna e outra externa, diferente de outras organelas.

Núcleo

Função: é responsável por guardar e proteger o material genético, o DNA, um composto orgânico que transmite as informações hereditárias.

O que é: é considerada a maior organela da célula. O núcleo é coberto pelo envoltório nuclear e se comunica com o citoplasma através dos poros nucleares.

Nucléolo

Função: sua função é garantir a produção necessária de ribossomos para a célula.

O que é: é uma estrutura que se encontra dentro do núcleo. É feito de RNA ribossômico e proteínas, que são sintetizadas a partir de comandos do DNA que está no núcleo.

Centríolo

Funções: auxiliam na divisão celular e geram os cílios e os flagelos que locomovem a célula. Quando há a divisão celular, os centríolos têm uma grande capacidade de se duplicarem e se dirigirem para os polos da célula.

O que é: é uma organela que está no citoplasma e tem um formado cilíndrico.

Citoesqueleto

Função: é responsável pela sustentação da célula.

O que é: O citoesqueleto é o esqueleto da célula, ou seja, sua estrutura. Ele é formado redes de fibras proteicas. Suas 3 proteínas de formação são: microfilamentos, filamentos intermediários e microtúbulos.

Retículo Endoplasmático Rugoso (ou granuloso)

Função: é responsável por fazer a síntese de proteínas para a exportação.

O que é: é uma organela formada por estruturas membranosas em forma de labirinto, e está ligado ao ribossomo. O retículo endoplasmático rugoso, também é conhecido por granuloso porque possui um aspecto áspero devido à presença dos ribossomos.

Retículo Endoplasmático Liso

Função: é responsável pela produção de moléculas, lipídios que compõem a membrana plasmática, além de asteroides, como os hormônios sexuais, testosterona, progesterona e estrogênio. Além disso, podem ser responsáveis pela desintoxicação da célula.

O que é: é uma organela com grande estrutura membranosa em forma de labirinto e que, diferente do retículo endoplasmático rugoso, não tem presença de ribossomos, por isso tem aspecto liso.

Complexo Golgiense ou Complexo de Golgi

Função: A função do complexo de golgi é receber, modificar e enviar essas proteínas ribossomáticas para outras regiões da célula ou para fora dela.

Quando o retículo endoplasmático rugoso produz a proteína, ele a envia para o complexo golgiense liberá-las.

O que é: é uma organela constituída por um tipo de membrana dobra e vesículas. Essas vesículas são as responsáveis por exportar proteínas para fora da célula.

Diferenças entre a célula animal e vegetal

Mesmo sendo eucariontes como a célula animal, a célula vegetal possui 3 aspectos que a diferenciam da célula animal. São eles:

  • Parede celular: uma proteção externa da célula, formada por celulose, é uma membrana rígida, diferente da membrana plasmática contida na célula animal;
  • Plastos: É responsável pela fotossíntese e armazenamento de substâncias. Um grande exemplo é o cloroplasto, que possui clorofila em seu interior.

A clorofila é um pigmento responsável pela fotossíntese e pela cor verde da planta. A célula animal não possui plastos.

  • Grandes vacúolos: eles ocupam boa parte da célula vegetal e têm por função a digestão intracelular e o armazenamento de substâncias.

celula animal e vegetal

Veja também o significado de:

Data de atualização: 23/10/2020.