Narrador onisciente

O que é o narrador onisciente?

O narrador onisciente é um tipo de narrador que possui todas as informações sobre a história que está sendo contada. A narrativa é apresentada sempre na 3ª pessoa.

Em alguns casos, o narrador onisciente pode conhecer não somente os fatos referentes à trama como o íntimo dos personagens, seu passado e seus pensamentos.

O tipo de narrador é chamado também de foco narrativo, por definir a perspectiva (foco) em que o texto é narrado. Quando o foco narrativo é o narrador onisciente, chamado também de narrador onipresente, pode ser apresentado de modos distintos:

Narrador onisciente neutro

O narrador onisciente neutro não expõe sua opinião sobre os personagens, não faz comentários a partir de sua perspectiva. Seu papel é de apenas descrever a trama a partir de uma visão total, objetiva e imparcial do que acontece.

Exemplo de narrador onisciente neutro

Quando certa manhã Gregor Samsa acordou de sonhos intranquilos, encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso. Estava deitado sobre suas costas duras como couraça e, ao levantar um pouco a cabeça, viu seu ventre abaulado, marrom, dividido por nervuras arqueadas, no topo de qual a coberta, prestes a deslizar de vez, ainda mal se sustinha. Suas numerosas pernas, lastimavelmente finas em comparação com o volume do resto do corpo, tremulavam desamparadas diante dos seus olhos.
— O que aconteceu comigo? — pensou.
Não era um sonho. Seu quarto, um autêntico quarto humano, só que um pouco pequeno demais, permanecia calmo entre as quatro paredes bem conhecidas.

(Franz Kafka, A Metamorfose)

Narrador onisciente intruso

Ao contrário do narrador neutro, o narrador onisciente intruso expõe suas opiniões sobre os personagens. Esse tipo de narrador leva o leitor a ter uma interpretação específica dos personagens a partir de seu ponto de vista.

Em alguns casos, o narrador onisciente intruso refere-se diretamente ao leitor ou faz críticas até mesmo a quem escreveu a obra. Esse artifício é utilizado para separar o autor da figura do narrador.

Apesar de a narração se realizada em terceira pessoa, o narrador onisciente intruso pode utilizar o recurso à 1ª pessoa para desenvolver seus comentários sobre a trama.

Exemplo de narrador onisciente intruso

Muito além, nos confins inexplorados da região mais brega da Borda Ocidental desta Galáxia, há um pequeno sol amarelo e esquecido.

Girando em torno deste sol, a uma distância de cerca de 148 milhões de quilômetros, há um planetinha verde-azulado absolutamente insignificante, cujas formas de vida, descendentes de primatas, são tão extraordinariamente primitivas que ainda acham que relógios digitais são uma grande ideia.

(Douglas Adams, O Guia do Mochileiro das Galáxias - Volume 1)

Saiba mais:

Data de atualização: 17/06/2021.