Significado de Oligarquia

O que é Oligarquia:

Oligarquia é um sistema político no qual o poder está concentrado em um pequeno grupo pertencente a uma mesma família, um mesmo partido político ou grupo econômico.

Os oligarcas são as pessoas que pertencem a este pequeno grupo, que controlam as políticas sociais e econômicas em benefício de interesses próprios. A palavra oligarquia tem origem no grego “oligarkhía”, que significa literalmente “governo de poucos”.

A oligarquia também se refere aos grupos sociais que monopolizam o mercado econômico, político e cultural de um país, mesmo sendo a democracia o sistema político vigente. Pode ser, por exemplo, quando os militantes de um mesmo partido político ocupam os mais altos cargos do governo.

Também são vistos como formas de oligarquia alguns grupos não institucionalizados, como: partidos políticos, classes sociais, associações e famílias.

De acordo com Aristóteles e a sua divisão de formas de Estado, a oligarquia é contemplada como uma depravação da aristocracia, onde o poder é exercido para o benefício de um grupo ou classe e não da população em geral.

Uma das expressões mais conhecidas deste sistema político foi a oligarquia espartana, também conhecida como oligarquia militar. Esparta era regida por dois reis (diarquia) e foi controlada por um pequeno grupo de famílias mais importantes.

A presença da oligarquia no Brasil durante a República Velha

Com o fim do regime monárquico e Proclamação da República em 1889, o Brasil passou a ser governado por uma oligarquia. Até o ano de 1930, o governo representava uma elite de grandes proprietários rurais de agricultura e pecuárias. Eram conhecidos como coronéis e dominavam a produção de café (em São Paulo) e de leite (em Minas Gerais), nos dois estados mais ricos e com o maior eleitorado do país. Nesse sistema, também conhecido como política do café com leite devido a alternância de poder entre MG e SP, o poder estava concentrado em famílias ricas formando uma oligarquia cafeeira e controlando as eleições.

Nesse período, a região Sudeste do Brasil foi extremamente favorecida com esse sistema, enquanto as restantes regiões receberam pouco ou nenhum investimento. Por esse motivo, surgiram as oligarquias dissidentes, nas regiões do Sul e Nordeste, que lutavam e conspiravam contra as forças políticas paulistas e mineiras.

Entenda também o que foi o Coronelismo.