Esquerda e direita na política

A esquerda e a direita são duas ideologias políticas diferentes. De forma geral, podemos dizer que a esquerda tem princípios mais revolucionários e a direita, princípios mais conservadores.

Os termos "direita" e "esquerda" surgiram como designações políticas nas assembleias francesas do século XVIII, durante o segundo período da Revolução Francesa (1789-1799).

Na assembleia para criação da nova Constituição, os partidários do rei não quiseram ficar do lado esquerdo, perto daqueles que eram mais pobres e a favor da revolução. Optaram, assim, por sentar do lado direito. Desde então, a esquerda ficou associada à ideia de luta pelos direitos do povo e dos trabalhadores enquanto a direita ficou associada aos mais tradicionais e conservadores que querem manter o poder da elite.

Diferenças entre a esquerda e a direita

As principais diferenças entre a esquerda e a direita baseiam-se no que cada uma dessas ideologias defende:

  • Esquerda: defende os direitos dos trabalhadores e das minorias, o bem-estar coletivo e a igualdade entre os indivíduos.
  • Direita: é a favor de uma visão mais tradicional e conservadora que defende o poder da elite e o bem-estar individual.

Os indivíduos que defendem o governo em vigor, por exemplo, são considerados “de direita”, e os que se opõem ao regime, são considerados “de esquerda”.

A esquerda e a direita na política brasileira

O marco da divisão de ideologias no Brasil ocorreu durante a ditadura militar.

Nesse período, aqueles que apoiaram o golpe dos militares foram considerados “direitistas” ou “de direita” pois eram a favor do regime vigente. Os que se opuseram ao regime foram considerados “esquerdistas” ou “de esquerda”.

Atualmente, os principais partidos de esquerda e direita no Brasil são:

  • Partidos de esquerda: PSB, PSOL, PT e PCdoB
  • Partidos de direita: PP, DEM, PR e PSC

Veja mais sobre esquerda e direita.

Espectro político: diversidade de ideias políticas

Para muitos estudiosos, os conceitos de direita e de esquerda são considerados muito limitados para definirem a diversidade política, pois já não são conceitos únicos e absolutos.

Desde a queda do muro de Berlim, há uma diversidade muito maior de ideias políticas. É possível, inclusive, acontecer de alguns indivíduos concordarem em parte com as ideias esquerdistas e em parte com as ideias direitistas.

Essa diversidade está subdividida em um espectro político, cujos polos são a extrema-esquerda e a extrema-direita:

Extrema-esquerda > Esquerda > Centro-esquerda > Centro > Centro-direita > Direita > Extrema-direita

Diagrama de Nolan: identificação de visões políticas

O Diagrama de Nolan, também conhecido como Gráfico de Nolan, é um diagrama político popularizado pelo ativista político norte-americano David Fraser Nolan.

Diagrama Nolan

Diagrama de Nolan

Esse diagrama foi elaborado para ser usado em um teste cujo objetivo é o de definir o posicionamento político de quem está realizando o teste.

Saiba mais sobre o Diagrama de Nolan.

Fascismo: de direita ou de esquerda?

O fascismo é um regime político autoritário que surgiu na Itália. É um conceito que opõe-se ao movimento democrático que surgiu com a Revolução Francesa e às ideias do comunismo e do socialismo.

Suas primeiras expressões ocorreram na época da Segunda Guerra Mundial e combinaram alguns elementos da direita com elementos da esquerda.

Não existe um consenso entre os historiadores no que diz respeito à categorização do fascismo em relação ao espectro político.

Apesar de ser comumente categorizado como de extrema-direita devido à sua oposição ao socialismo, o fascismo também é muitas vezes considerado de esquerda por se opor ao liberalismo e defender interesses coletivos em detrimento dos interesses individuais.

Saiba mais sobre fascismo e antifa (antifascismo).

Data de atualização: 09/04/2018. Esquerda e direita na política está nas categorias: Geral, Filosofia