Significado de Aquecimento global

O que é Aquecimento global:

Aquecimento global é o aumento da temperatura do planeta, causado pelo acúmulo, em grande quantidade, de gases poluentes na atmosfera, acarretando uma maior retenção da irradiação do calor solar da superfície terrestre.

Este aumento na temperatura se dá através dos gases lançados na atmosfera, principalmente o gás carbônico ou dióxido de carbono, o metano, os clorofluorcarbonos (CFCs) e o óxido de nitrato.

Eles são lançados por diversos meios, sendo os responsáveis por formar uma camada que funciona como um cobertor em torno do planeta impedindo que a radiação solar, refletida pela superfície da Terra, em forma de calor, se dissipe no espaço.

Causas do aquecimento global

Apesar de alguns cientistas acreditarem que o aquecimento global acontece graças a causas naturais, a grande maioria afirma que é resultado do acúmulo de gases poluentes na atmosfera, provocando o efeito estufa.

Uma das principais causas do aquecimento global é a emissão dos gases que potencializam o efeito estufa, onde as estimativas sugerem que as emissões desses gases aumentaram cerca de 70%, só no período de 1970 a 2004.

Entretanto, existem outras atividades que emitem gases poluentes como o uso de combustíveis fósseis, as queimadas e o desmatamento e as atividades industriais.

Outro fator que também causa o aquecimento global é a destruição da camada de ozônio.

Aquecimento global e o efeito estufa

O efeito estufa é um fenômeno natural, que garante as condições de temperatura e clima necessários para a existência de vida na Terra. Ele é o resultado do desequilíbrio na composição atmosférica resultante da elevada concentração de gases poluentes .

Ele é o principal causador do aquecimento global, devido este desequilíbrio na composição atmosférica, que como consequência retém o calor irradiado na superfície terrestre, através das partículas de gases e de água em suspensão na atmosfera.

Apesar de ser o principal causador do aquecimento global, o efeito estufa garante a manutenção do equilíbrio térmico do planeta e a sobrevivência das espécies vegetais e animais.

Saiba mais sobre o Efeito Estufa.

Consequências do aquecimento global

Os gases poluentes emitidos formam uma espécie de “cobertor” em torno do planeta, impedindo que a radiação solar se reflita pela superfície em forma de calor e se dissipe para o espaço.

Este efeito provoca diversas alterações no planeta, com consequências muito graves para o meio ambiente e os seres vivos.

A mudança na composição da fauna e da flora é uma das principais consequências em todo o planeta. Com ela, podem ocorrer também a extinção de espécies de plantas e de animais, a desertificação de áreas naturais, uma maior frequência das secas, entre outras.

Outra grande consequência são as constantes mudanças climáticas, que pode afetar inclusive na produção de alimentos, o que pode causar a migração de pessoas e a submersão de cidades localizadas em áreas litorâneas.

O aquecimento global, segundo os pesquisadores, também é o responsável pelo derretimento das calotas polares. O Ártico e a Antártica são o termômetro das alterações ocorridas no clima.

Os polos, devido a suas baixas temperaturas, ajudam a manter o clima global ameno, alimentando as correntes marítimas, resfriando as massas de ar e devolvendo ao espaço a maior parte da energia solar que recebem, graças a suas vastas superfícies brancas. As alterações nos ambientes polares podem quebrar o equilíbrio do planeta, acentuando manifestações climáticas extensas, como tempestades, ondas de calor e secas.

Camada de ozônio

A camada de ozônio, gás existente na estratosfera, numa faixa de 10 a 70 km de altitude com maior concentração a mais ou menos 25 km, tem papel fundamental na regulação da vida na terra, ao filtrar a maior parte dos perigosos raios ultravioletas emitidos pelo sol.

Sabe-se que os raios ultravioletas podem provocar doenças na pele e perturbações na visão, além de provocarem a diminuição da velocidade da fotossíntese dos vegetais são perigosos para os animais e para o plâncton marinho.

Em 1979, pela primeira vez, verificou-se que a concentração de ozônio estava se tornando rarefeita sobre a Antártida. Em 1983, pesquisadores descobriram um buraco na camada de ozônio, de grandes proporções, e que a principal causa era a reação química do gás CFCs com o ozônio.   

Em 1986, cento e vinte países assinaram um acordo de redução do uso do CFC, usado como fluido de refrigeração, como solvente, nas embalagens de aerossóis e nas espumas plástica, acordo que ficou conhecido como “Protocolo de Montreal”.

Todos os artigos que continham esse gás deveriam ter sua produção e utilização interrompida até 1996 e substituída por outro, inofensivo ao ozônio. Um relatório publicado pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) e pelo programa do meio ambiente das Nações Unidas, mostra que com estas medidas preventivas a camada de ozônio deve se recuperar até o ano 2050, se os países poluidores respeitarem o Protocolo de Montreal. 

Saiba mais sobre Camada de Ozônio.

O significado de Aquecimento global está na categoria: Ciência