Significado dos Astecas

O que são os Astecas:

Os astecas foram uma civilização pré-colombiana que habitou a região do atual México e Guatemala, durante os séculos XIV e XVI.

Considerado um povo guerreiro, os astecas conseguiram construir em apenas dois séculos um dos impérios mais impressionantes da história, contendo mais de 500 cidades e uma população de aproximadamente 15 milhões de pessoas.

O Império Asteca era comandado por um imperador, figura de extrema importância e que era responsável por liderar o exército. Por ser uma sociedade dedicada à guerra, a elite asteca era formada por chefes das forças militares.

Assim como a maioria das civilizações, a sociedade asteca era estratificada em diferentes grupos sociais: nobreza (formada pelo imperador e demais membros da elite política e militar); comerciantes (classe intermediária); camponeses (classe mais baixa); e escravos (formados predominantemente por prisioneiros de guerra).

O Império Asteca era comandado a partir da cidade de Tenochtitlán, que atualmente é conhecida como a Cidade do México, a capital mexicana.

A soberania asteca nesta região foi arruinada pela invasão e dominação espanhola durante o século XVI. Liderados por Diego Velásquez e Hernán Cortés, os espanhóis destruíram o império asteca.

Ver também: o significado dos Incas e dos Maias.

Calendário asteca

Assim como os maias, os astecas também desenvolveram um calendário próprio.

Conhecido como “Pedra do Sol”, o calendário asteca é famoso pela sua incrível precisão. Baseado no ano solar, o calendário é formado por 365 dias (assim como nos dias de hoje), sendo estes divididos em 19 meses (18 com 20 dias cada, e 1 com apenas 5 dias).

Cultura

O povo asteca desenvolveu um sistema de escrita próprio e bastante complexo, dividido em dois estilos: pictográfico, utilizado para representar objetos e figuras, e outro hieroglífico, formado por símbolos e sons.

A arte asteca é riquíssima, marcada pelo uso de ouro, prata, tecidos, tintas e outros materiais para produzir diferentes tipos de ornamentos. A arquitetura asteca também é bastante conhecida pela construção de enormes pirâmides e templos, que eram usados durante os rituais religiosos.

Economia

A base da economia asteca era a agricultura, onde predominava a produção do milho, pimenta, tomate, abóbora, cacau e outros tipos de grãos. Os astecas desenvolveram um sofisticado sistema de drenagem e ilhas de cultivo (chinampas), além de outras técnicas agrícolas que ajudavam a garantir uma melhor eficiência dos plantios.

Além da agronomia, o comércio também consistia na troca de mercadorias, como artesanatos, animais, serviços e alimentos.

Religião

A religião asteca é politeísta, ou seja, cultuavam vários deuses diferentes, que eram considerados personificações das forças da natureza, como o trovão, a chuva, o sol, a lua e etc.

Assim como nas demais civilizações pré-colombianas, os astecas também faziam sacrifícios humanos em rituais dedicados aos seus deuses. Normalmente, os guerreiros mais nobres e corajosos eram sacrificados, um ato tido como de extrema honra.

Incas, Maias e Astecas

São povos pré-colombianos que dominaram diferentes regiões do continente americano em períodos de tempo distintos.

Cada povo tinha a sua particularidade, cultura e tradição, mas todos se assemelham em um aspecto: entraram para a história como importantes e desenvolvidas civilizações.

Descubra quais as diferenças e semelhanças entre os Astecas, Maias e Incas.

Data de atualização: 28/08/2019.