Significado de Ocidental

O que é Ocidental:

Ocidental pode ser um adjetivo ou um substantivo de dois gêneros na língua portuguesa, utilizado para definir algo situado no ocidente ou as pessoas que são naturais dos países do Ocidente (povos ocidentais).

O lado ocidental é a região oeste do polo da Terra. É considerado um dos pontos de orientação pelo Sol, representado pelo lado do horizonte onde o Sol de põe ao fim do dia.

Chama-se também ocidental o astro que se põe depois do Sol.

Dentro do ramo da joalheria, chama-se ocidental uma esmeralda ou pérola de menor valor, se opondo a "pedra oriental", que se qualifica como uma "jóia de primeira água".

Mundo Ocidental

O Mundo Ocidental, também conhecido por Civilização Ocidental ou simplesmente Ocidente, teve seu conceito formado na Europa, ainda durante a existência da civilização greco-romana.

O mundo ocidental, como é conhecido na contemporaneidade, é constituído basicamente por países com ligações com a cultura europeia, através do processo de colonização que sofreram pelos países que formam este continente.

Em geral, a civilização ocidental, desde aspectos políticos até culturais, é formada pelas nações da União Europeia, da América do Norte e Latina, da África do Sul, Austrália e Nova Zelândia, principalmente.

Durante a Guerra Fria, o conceito maniqueísta de mundo ocidental e oriental ficou bem definido, com a constituição do bloco soviético em meados do século XX.

Cultura ocidental

O conceito de Cultura Ocidental - ou Cultura Europeia, como também é conhecida - é um conjunto de normais sociais, tradições, crenças, sistemas políticos e demais legados culturais, sociais e tecnológicos que se originaram direta ou indiretamente na Europa.

Ou seja, a cultura ocidental está presente em todos os países que sofreram influências, através de colonizações, por exemplo, de países do continente europeu.

Várias civilizações se formaram com base na cultura ocidental. Exemplo: Celta, Germânica, Helênica, Latina e etc.

Ocidental e Oriental

Ocidental e Oriental são definições das divisões criadas durante a crise do Império Romano, quando em 286, para evitar os constantes conflitos, o imperador Diocleciano reorganizou a estrutura de poder. O império foi dividido em duas partes: o Oriente sob seu comando e o Ocidente, confiado a Maximiano.

Até o final do século IV, o Império Romano permaneceu unificado. Em 395, o imperador Teodósio dividiu o Império Romano em duas partes: Império Romano do Ocidente, com capital em Milão, e o Império Romano do Oriente com capital em Constantinopla, que se transformou em Império Bizantino.

Ver também:

Data de atualização: 22/12/2014.