Química do amor e suas principais substâncias

O que é Química do amor:

Química do amor são as reações que ocorrem nas pessoas, quando estas sentem afinidade por alguém. É uma sintonia entre a produção de determinadas substâncias pelo corpo e a interpretação social desses sinais.

Quando uma pessoa se sente atraída por outra, uma série de neurotransmissores e hormônios é disparada. Essa produção fora do comum explica a sensação causada de ter o corpo e a mente fora de controle.

Diz-se que "rolou uma química" quando as duas pessoas são afetadas por esta produção hormonal, os chamados feromônios, hormônios que, nos animais, se destina a estimular a escolha de um parceiro e o acasalamento.

Isso explica, como as reações do corpo podem ser despertas pela interação com algumas pessoas, desencadeando uma série de reações complexas, que podem ser interpretadas como paixão ou amor.

Ao amar, uma série de mecanismos do corpo humano são disparados, gerando sensações, sentimentos e criando um estado psíquico e físico. Essas principais substâncias são:

Feniletilamina

O "hormônio da paixão", é um neurotransmissor responsável por induzir a produção de noradrenalina e dopamina, trazendo bem-estar. A análise dos índices de feniletilamina no corpo indicam que ela pode ser ativada por uma troca de olhares, um sorriso, um toque ou aperto de mão.

Fórmula química: C8H11N

Dopamina

Neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar e de animação. A produção de dopamina pode ser desencadeada pela paixão e por relações amorosas.

Fórmula química: C8H11NO2

Noradrenalina

Hormônio responsável pelas reações da paixão no corpo: aumento dos batimentos cardíacos, do fluxo sanguíneo, dilatação das pupilas e o aumento da respiração.

Fórmula química: C8H11NO3

Ocitocina

O "hormônio do amor", é produzida em relações afetivas duradouras, responsável pela sensação de felicidade, bem-estar e a regulação de diversas funções do corpo.

Fórmula química: C43H66N12O12S2

Ver também: