Significado de Toyotismo

O que é Toyotismo:

Toyotismo é um modelo de produção industrial que visa o princípio da acumulação flexível, evitando principalmente os desperdícios ao longo do processo.

Também conhecido por Sistema Toyota de Produção, o Toyotismo foi inicialmente implantado nas fábricas de automóveis da Toyota Motors, por iniciativa dos seus idealizadores: Eiji Toyoda e Taiichi Ohno, os principais responsáveis pela criação deste método de produção.

fundadores do Toyotismo

Taiichi Ohno à esquerda e Eiji Toyoda à direita.

Criado após o término da Segunda Guerra Mundial, o Toyotismo surgiu no Japão para se adaptar à realidade desse país, que possuía um mercado muito menor do que o americano e o europeu, que trabalhavam com base no Fordismo.

Tendo como filosofia a “completa eliminação de todos os desperdícios”, o conceito de Toyotismo se baseia na produção por necessidade, ou seja, produz determinado produto de acordo com a demanda do mercado.

O Toyotismo se popularizou e se espalhou por várias regiões do mundo a partir da década de 1970, impulsionado principalmente pelo surgimento do neoliberalismo, quando o sistema capitalista começava a buscar novas formas de produção.

Quando abordado em concursos públicos, o Toyotismo pode integrar as provas de sociologia ou de história.

Saiba mais sobre o significado do Neoliberalismo.

Características do Toyotismo

  • Ganhou força graças à necessidade dos ideais neoliberais que surgiam no mundo;
  • Sistema flexível de mecanização, ou seja, não há desperdícios ou muitos produtos armazenados em estoques;
  • Funcionários qualificados e multifuncionais, treinados para atuarem em várias etapas diferentes do processo de produção;
  • Utilização do controle visual para acompanhar e controlar todas as etapas de produção (método Kanban);
  • Qualidade total; todas as etapas do processo de produção deviam passar por um rigoroso sistema de controle de qualidade;
  • Just in Time – sistema que auxilia a diminuição dos desperdícios, pois os produtos são produzidos no tempo necessário e com a quantidade necessária para atender o mercado;
  • Implantação de pesquisas de mercado para adaptar os produtos às exigências do público consumidor;

Saiba mais sobre as principais Características do Toyotismo.

Vantagens e desvantagens do Toyotismo

Veja abaixo as principais vantagens e desvantagens do Toyotismo.

VantagensDesvantagens
Menos mão de obra necessária em função do avanço da tecnologia.Diminuição dos postos de trabalho e consequente aumento do desemprego.
Produção adequada à demanda, evitando o desperdício.Nem sempre há produtos estocados.
Mão de obra qualificada; produtos com qualidade superior.Demora na produção, o que pode fazer com que o produto demore a chegar ao consumidor.

Toyotismo, Fordismo, Taylorismo e Volvismo

O Toyotismo, o Fordismo, o Taylorismo e o Volvismo são quatro diferentes formas de produção industrial utilizadas no capitalismo.

O Taylorismo é uma forma de produção industrial que utiliza várias técnicas para otimização da mão de obra, maximizando o potencial de cada trabalhador.

O Taylorismo e o Fordismo trabalham com a produção em massa, diferentemente do Toyotismo, que opta por ter uma produção diversificada e em pequenos lotes.

O Toyotismo consiste em um modo de produção industrial que contrapõe o Taylorismo e o Fordismo em muitos aspectos, sendo o principal deles a flexibilização da produção.

O Volvismo, por sua vez, é uma forma de produção que consiste em um alto grau de informatização e automação.

Uma grande diferença entre os modelos Toyotista e Volvista e os modelos Fordista e Taylorista está na responsabilidade e no treinamento da mão de obra.

Os funcionários que trabalham sob os métodos Toyotista e Volvista devem estar a par de todas as etapas do processo de produção.

Já os funcionários que trabalham sob o modelo Fordista e sob o modelo Taylorista ficam limitados a apenas uma função exclusiva, tendo que desempenhá-la de modo repetitivo.

No Volvismo, os trabalhadores não sentem tanto interesse pelo trabalho nas indústrias e muitos recusam ser apenas operadores de máquinas.

No modelo Volvista, a atuação dos funcionários nas decisões de montagem da fábrica é ativa. São eles que definem, por exemplo, o ritmo das máquinas.

Isso faz com que tenham um nível de comprometimento bastante mais elevado com a empresa.

No que diz respeito a qualificações, no sistema Fordista não há a necessidade de contratar profissionais qualificados.

Por outro lado, a mão de obra extremamente qualificada é uma condição essencial para os sistemas Toyotista e Volvista.

Saiba mais sobre o significado do Fordismo e Taylorismo.

Data de atualização: 17/04/2019.