Significado de Amoral

O que é Amoral:

Amoral é um adjetivo de dois gêneros que classifica alguém sem noção de moral, ou seja, não é contra nem a favor dos princípios da moralidade.

Amoral é aquilo que está fora da moral, ou seja, é aquilo que é neutro no que se refere à ética. Em um sentido prático, um indivíduo amoral vive sem as condições subjetivas exigidas para que os seus atos ou juízos sejam morais.

O estado ou qualidade de uma pessoa sem obrigações morais ou princípios éticos é designado como amoralidade.

Diferença entre amoral e imoral

Estas duas palavras estão relacionadas com o termo moral, cuja origem é o termo em latim moralis, que revela um comportamento aceitável em uma sociedade.

A diferença entre imoral e amoral é que o indivíduo amoral não tem conhecimento das normas morais, e por isso o seu comportamento não é moldado de acordo com a moralidade. Por outro lado, aquele que é imoral tem conhecimento das regras da moral, mas mesmo assim pratica atos que são repudiados pela maioria da sociedade. (por exemplo: um trabalhador que aceita um suborno para quebrar uma regra).

Vejamos o seguinte exemplo: um bebê se perde dos pais durante uma excursão e vive mais de dez anos na selva, sendo criada no meio de chimpanzés. Um dia, o adolescente é encontrado por um grupo de biólogos que o levam para a cidade. Quando ele regressa, consegue fugir de uma instituição, e anda pelas ruas sem roupa, roubando para comer e fazendo as suas necessidades em qualquer lugar. Para uma pessoa que foi criada naquela sociedade, este comportamento pode ser considerado imoral, mas na realidade a criança é amoral, porque não conhece as regras da moralidade e não sabia que o que estava fazendo era considerado errado naquele contexto.

Amoralismo

O amoralismo é uma doutrina que, no sentido teórico, indica a negação das obrigações propostas pelas leis morais. Isto significa que segundo o amoralismo, a vida não deve ser vivida de acordo com as normas da moral.

Vários autores apresentaram argumentos a favor do amoralismo. Nietzsche defendeu o amoralismo indicando que os padrões morais em vigor não eram válidos e precisavam ser substituídos. Já Hegel indicou que a história e o mundo não podem ser aferidos através de modelos morais.

Existem também vários pensadores que são contra o amoralismo, afirmando que as suas premissas podem culminar no imoralismo.

Data de atualização: 02/04/2015.