Significado de Confucionismo

O que é Confucionismo:

O Confucionismo é um sistema ético, filosófico e religioso chinês, fundado por Confúcio. Foi a doutrina oficial da China por mais de dois mil anos, até o início do século XX.

Não há igrejas ou organização em forma de clérigos, portanto o confucionismo não se encaixa nas correntes religiosas como comumente são conhecidas no ocidente. Também não há adoração de divindades e não existe a noção de vida após a morte.

O princípio básico do confucionismo é conhecido como junchaio, o ensinamento dos sábios.

O Confucionismo, assim como o Taoísmo, acredita no Tao, no caminho superior que todos os indivíduos buscam em sua vida, em equilíbrio entre a vida mundana e a espiritual, entre o homem e a natureza.

Confúcio não é um profeta, Deus, ou sacerdote do confucionismo. A figura do pensador é como um guia espiritual, um filósofo que orienta a vida dos seus seguidores pelo caminho da harmonia.

Uma das formas de fazer este papel de guia é através de seus ensinamentos, muitas vezes disseminados entre os confucionistas e simpatizantes da filosofia por meio das frases que teriam sido proferidas por Confúcio. São axiomas ou frases motivacionais e elucidativas que orientam as escolhas do indivíduo.

O Confucionismo não tem um único livro sagrado, mas diversas obras textuais que orientam os seguidores da doutrina. Entre elas estão os Anacletos, ou em chinês Lun Yu, que reúne os ensinamentos de Confúcio, o Mengzi, livro escrito por Mêncius, o segundo sábio do confucionismo, e o Wu Ching, ou os cinco clássicos.

Cada uma das obras do Wu Ching fala de um aspecto da vida de acordo com o Confucionismo. O Shu Ching é sobre política, o Shih Ching poesia, o Li Ching o livro dos ritos com uma noção social dos grupos chineses, o Chun-Chiu com uma visão histórica, chamado de os anais das Primaveras e Outonos.

O I Ching é o mais conhecido no ocidente e é chamado de Livro das Mutações, ou ainda conhecido por ser o oráculo chinês. É neste texto que consta a ideia do Yin e Yang como as forças complementares que regem o universo.

De acordo com os ensinamentos de Confúcio, os indivíduos são formados por quatro dimensões, o eu, a comunidade, a natureza e o céu. E cinco virtudes essenciais devem compor o ser humano: amar o próximo, ser justo, comportar-se adequadamente, conscientizar-se da vontade do céu, cultivar a sabedoria e a sinceridade desinteressadas.

O confucionismo entende que o homem tem todas as ferramentas para melhorar a sua vida, por meio de suas virtudes, e não aponta a necessidade de um Deus ou ser superior para alcançar a paz interior.

Serve de base ética para o ocidente, ainda muito utilizado em ambientes corporativos no Japão e dos Tigres Asiáticos, por exemplo, para guiar negociações e o espírito do trabalho. Acredita no conhecimento e educação como forma de melhorar a sociedade, na medida em que se constrói um caráter sólido.

Rituais do Confucionismo

Enquanto religião, o confucionismo herda cultos tradicionais chineses desenvolvendo uma espécie de sincretismo religioso oriental. Como o conceito do Tao enquanto fonte da vida e caminho da harmonia, uma ideia do taoísmo. Assim como o culto aos ancestrais e a piedade filial, o que representa a obediência e reverência aos membros mais velhos da família que é muito forte político e socialmente na China até hoje.

Os rituais mais importantes do confucionismo são os relacionados à família, sendo o casamento e os funerais os maiores deles. O casamento pois constitui a formação de uma nova família, e o funeral em reverência aos ancestrais.

O Feng Shui, técnica oriental para construção e arrumação da casa de acordo com a energia vital da terra, o chi, é uma prática do confucionismo que se tornou popular no ocidente.

Origem do Confucionismo

O filósofo chinês conhecido por seu nome ocidental Confúcio, viveu de 552 a 479 a.C. A leitura dos ideogramas chineses sobre o seu nome podem ser grafados como Kung-fu-tzu ou Koung Fou Tseu, e ainda existem registros chamando-o de Mestre Kung.

Confúcio é originário de uma família pobre no período da China feudal, e teve que mudar-se muitas vezes por questões de sobrevivência. Neste caminho ele vai desenvolvendo habilidades como professor de diferentes áreas, e vai ganhando o respeito de sua comunidade como um sábio em que o povo possa confiar e pedir auxílio. Ao retornar para a região em que nasceu, reúne discípulos e começa a propagar sua doutrina.

A influência do Confucionismo na sociedade chinesa começa no século II e se estende até o começo do século XX, com a Proclamação da República. E fica ainda mais limitada com a chegada do Partido Comunista ao poder em 1949, por apresentarem ideologias que não se complementam.

Símbolos do Confucionismo

Símbolos do Confucionismo

O Confucionismo usa como símbolo o ideograma da água, como representação do caminho e da como a fonte da vida.

Outro símbolo utilizado vêm do Taoísmo, o yin e yang aplicado ao I Ching. É o Tai Chi, ou ainda o baguá como é chamado pelos seguidores da técnica do Feng Shui, em que cada lado da figura geométrica indica uma área da vida do indivíduo a ser transformada.

Saiba mais sobre outras religiões:

Data de atualização: 11/10/2016.