Significado do Cubismo

O que é o Cubismo:

Cubismo é um movimento artístico vanguardista europeu, que surgiu na França no começo do século XX e se caracteriza pela utilização de formas geométricas para retratar a natureza.

O cubismo foi fundado em Paris, através do renomado artista espanhol Pablo Picasso (1881 - 1973) e do francês Georges Braque (1882 - 1963).

les demoiselles d avignon - cubismoLes Demoisellers d'Avignon (1907), Pablo Picasso

O quadro “Les demoisellers d’Avignon” (ou “As Senhoritas de Avignon”, em português), de 1907, autoria de Picasso, é considerado o marco inicial desse movimento inovador.

De modo geral, o cubismo é marcado pela representação de figuras da natureza a partir do uso de formas geométricas, promovendo a fragmentação e decomposição dos planos e perspectivas. O artista cubista deixa de ter o compromisso em utilizar a aparência real das coisas, como acontecia durante o Renascimento.

A arte cubista é considerada uma “arte mental”, onde cada aspecto da obra deve ser analisado e estudado de modo individual.

Cubos, cilindros e esferas são algumas das formas usuais no cubismo, que se distingue da arte abstrata pelo uso concreto de todas as formas.

Além de Picasso e Braque, outros artistas que ficaram imortalizados como ícones desta vanguarda são Juan Gris (1887 – 1927) e Fernand Léger (1881 – 1955).

Fases do cubismo

O movimento cubista ficou marcado por três fases: o cubismo cézanniano (1907 - 1909), cubismo analítico (1910 – 1912) e o cubismo sintético (1913 – 1914).

Cubismo cézanniano ou Cubismo pré-analítico (1907 - 1909)

Também conhecido por “cubismo pré-analítico”, esta é considerada a fase inicial do movimento cubista (1907 – 1909), onde a principal base era o trabalho de Cézanne, com forte influência da arte africana e devido ao uso de formas simplificadas.

As obras de Paul Cézanne (1839 - 1906) serviram de inspiração para a consolidação do cubismo. Embora ainda não tivessem todas as características que definem o movimento artístico, alguns conceitos adotados por Cézanne em seus trabalhos foram fundamentais para que Picasso e outros artistas construíssem o estilo cubista.

Exemplo de obra do cubismo cézanniano

AutorretratoAutorretrato (1907), Pablo Picasso

Cubismo analítico (1909 - 1912)

É tido como o “cubismo puro” e de difícil interpretação, onde as figuras são decompostas, através do uso de diversas formas geométricas.

Com forte influência na arte africana, as obras nesse período permeiam os tons monocromáticos, com predominância do verde, marrom e cinza. Além disso, também há a necessidade de expressar a natureza de modo simplificado, com linhas retas e uniformes.

Exemplo de obra do cubismo analítico

violino e candelabro - cubismoViolino e Castiçal (1910), Georges Braque

Cubismo sintético (1913 - 1914)

A grande característica desta fase foi a introdução da técnica de colagem para reconstruir as imagens que outrora eram decompostas. Por isso, esse período também é conhecido como "cubismo de colagem".

Ao contrário do cubismo analítico, nesta etapa as imagens passam a manter a sua fisionomia, mas de modo reduzido, apresentando apenas o que for essencial para o seu reconhecimento.

O principal precursor do cubismo sintético foi Juan Gris (1887 – 1927), que também passou a usar uma palheta de cores mais vivas e intensas em suas obras.

Exemplos de obras do cubismo sintético

Guitarra - CubismoGuitarra (1913), Pablo Picasso

Landscape at Ceret - Juan Gris - Cubismo SintéticoLandscape at Ceret (1913), Juan Gris

Características do cubismo

Entre algumas das principais características do cubismo, destaca-se:

  • Utilização de formas e volumes geométricos;
  • Decomposição das imagens em formas geométricas;
  • Reconstrução das imagens através do uso de colagens;
  • Renúncia do uso das perspectivas, principalmente as tridimensionais;
  • Cores fechadas (predominância do branco, preto, cinza, marrom e ocre);
  • Pintura escultórica.

Saiba mais sobre as principais características do Cubismo.

Cubismo no Brasil

No Brasil, as primeiras manifestações do cubismo surgiram após a Semana de Arte Moderna de 1922, mas o movimento não teve a mesma força que tinha na Europa.

Nenhum artista brasileiro utilizou a essência pura e bruta do cubismo europeu, no entanto, algumas das características deste movimento foram adotadas por Tarsila do Amaral (1886 – 1973), Anita Malfatti (1889 – 1964), Rego Monteiro (1899 – 1970) e Di Cavalcanti (1897 – 1976).

Mas, destaca-se a importância que o cubismo teve na concepção de outros movimentos artísticos no começo do século XX e que tiveram grande repercussão no Brasil, como o Concretismo.

São Paulo - Tarsíla do AmaralSão Paulo (1924), Tarsila do Amaral

Cubismo na literatura

A vanguarda cubista também atingiu outros ramos artísticos, como a literatura.

Neste caso, o cubismo literário focava-se na ideia da “destruição” da sintaxe. Os versos eram fragmentados e descontínuos, ou seja, não há uma linearidade na história narrada.

Um dos principais nomes deste movimento literário foi o poeta francês Guillaume Apollinaire (1880 – 1918).

Saiba mais sobre o significado da Arte Moderna.

Data de atualização: 19/02/2019.