O que é Expressionismo:

Igor Alves
Revisão por Igor Alves
Professor de Língua Portuguesa

O Expressionismo foi um movimento artístico de vanguarda em oposição ao impressionismo francês.

A ideia do expressionismo era da arte enquanto ação, na concepção da imagem pelo artista de forma emocional, visceral, por vezes violenta, em que as cores e as formas não correspondem à realidade direta.

Foi um movimento artístico surgido na Alemanha no início do século XX que integra o conjunto das chamadas "vanguardas modernistas europeias".

Desenvolveu-se inicialmente na pintura, mas logo se espraia para outras formas de arte, como a literatura, teatro, arquitetura, fotografia, escultura e cinema.

A vanguarda surgiu em oposição ao naturalismo positivista. Seus artistas atuavam em contraposição à ideia de impressão de mundo promovida pelos pintores impressionistas, como Claude Monet, da natureza etérea ilustrada pelo artista.

VVG
"Noite estrelada", de Vincent Van Gogh, considerado precursor do Expressionismo.

O conceito foi utilizado pela primeira vez por Herwath Walden em sua revista “Der Sturm” ("A Tempestade"), em 1912. Teve espaço principalmente na Alemanha, por isso também pode ser chamado de Expressionismo Alemão.

As obras apresentavam um viés de crítica social, com cenas do cotidiano retratadas sem nenhum comedimento por parte do artista, dramatizadas, com muitas séries temáticas sobre miséria, solidão, sexo e morte.

Van Gogh e Edvard Munch, artistas que já se utilizavam de distorções da realidade com forte carga emocional, são considerados precursores do Expressionismo.

grito
"O grito", de Edvard Munch, precursor do Expressionismo.

Características do Expressionismo

  • Arte enquanto ação
  • Rejeição à impressão de mundo
  • Expressão emocional e subjetiva do autor
  • Distorção e simplificação das formas
  • Uso de cores fortes
  • Intensidade nas pinceladas sobre a tela

Saiba mais sobre as Características do Expressionismo.

Principais Artistas do Expressionismo

Os artistas do Expressionismo são divididos em dois grupos:

Die Brücke (A Ponte)

Influenciados por Van Gogh, Gauguin, Matisse, o grupo era formado por Ernst Ludwig Kirchner, Erich Heckel, Karl Schmidt-Rottluff, Fritz Bleyl, Emil Nolde, Max Pechstein e Otto Mueller.

ELK
"Toilette - Mulher diante do espelho", de Ernst Ludwig Kirchner

Der Blaue Reiter (O Cavaleiro Azul)

Influenciados por Kandinsky, utilizavam de tons mais sutis e suas temáticas eram em torno da espiritualidade. Integravam o grupo os artistas Max Beckmann, Käthe Kollwitz, Ernst Barlach e Wilhelm Lehmbruck.

max expre
"Tentação de Santo Antônio", de Max Beckmann.

Expressionismo Abstrato

Vertente do Expressionismo, o expressionismo abstrato surgiu em Nova York na metade do século XX, logo após a Segunda Guerra Mundial.

O período pós-guerra fez dos Estados Unidos um novo centro artístico, e esta união de criativos fez surgir movimentos como o Expressionismo Abstrato. Arshile Gorky, um pintor da Armênia que emigrou para Nova York, foi pioneiro no estilo. Seguido por nomes como Jackson Pollock, Willem de Kooning e Isamu Noguchi.

O expressionismo abstrato era motivado pela negação das técnicas tradicionais. Assumiam uma postura crítica em relação à sociedade, dialogando com as vanguardas nas áreas da psicologia, antropologia, literatura, música e cinema.

pollock
"Névoa Lavanda", de Jason Pollock.
Crédito: Umang Katarey

Expressionismo no Brasil

O principal nome do expressionismo no Brasil foi Anita Malfatti, que introduziu nos círculos artísticos brasileiros as vanguardas artísticas europeias. Ainda podem ser citados os pintores Lasar Segall, Oswaldo Goeldi, Flávio de Carvalho e Iberê Camargo.

anitta
"Festejo na roça", de Anita Malfatti.

Veja Também:

Igor Alves
Revisão por Igor Alves
Licenciado em Letras - Habilitação em Português pela Universidade federal do Pará (UFPA)