Significado de Desenvolvimento cognitivo

O que é Desenvolvimento cognitivo:

Desenvolvimento cognitivo é uma área de estudo que busca entender como se dá o processo de aprendizagem de uma criança, ou seja, como se desenvolve seu pensamento e sua capacidade de compreensão dos fenômenos.

Uma das maiores referências sobre o tema é Jean Piaget, educador francês. Sua teoria divide o desenvolvimento cognitivo em fases conforme a idade da criança. Em cada estágio de seu desenvolvimento, as habilidades são adquiridas de maneira cumulativa.

A segunda maior referência sobre o desenvolvimento cognitivo é o russo Lev Vygotsky. Segundo ele, as crianças aprendem a partir do que internalizam do meio ambiente e em suas relações sociais.

O que é cognição?

Cognição refere-se aos processos mentais pelos quais adquirimos conhecimento. Podem ocorrer por percepção, memória, linguagem, pensamento e etc. O cérebro, ao perceber os estímulos do meio ambiente, capta as informações, que após serem interpretadas produzem uma resposta.

A percepção do meio externo se dá pelos cinco sentidos e a cognição é a forma como o cérebro recebe, interpreta e grava as informações.

A cognição, no entanto, não é apenas o acúmulo dos conhecimentos, pois a cada novo processo mental realizado, a maneira como o indivíduo se relaciona com o mundo muda.

Saiba mais sobre cognição e aprendizagem.

Desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget

Jean Piaget é um dos maiores estudiosos do desenvolvimento cognitivo das crianças. Em busca de entender como funciona a aprendizagem, Piaget elaborou uma teoria do desenvolvimento geral da criança, que é dividida em quatro fases, conforme as faixas etárias.

Segundo essa teoria, o desenvolvimento de uma criança acontece em saltos qualitativos. Ao longo do tempo, ela vai acumulando conhecimentos e capacidades e, em um determinado momento, muda de forma qualitativa a sua maneira de pensar.

Fases do desenvolvimento cognitivo

Veja a seguir como é o desenvolvimento cognitivo de uma criança, conforme as fases definidas por Piaget:

1. Estágio Sensório-Motor: esse período vai dos 0 aos 2 anos e vem antes do desenvolvimento da linguagem. Essa fase é da reflexão, quando os bebês desenvolvem suas capacidades sensoriais e motoras, isto é, sua capacidade de percepção do meio ambiente através de seus sentidos e sua reflexão.

2. Estágio Pré-Operatório: esse estágio vai aproximadamente dos 2 aos 7 anos de idade e se inicia com o desenvolvimento da linguagem. Nessa fase, a comunicação da criança é considerada egocêntrica - ela fala o que está na sua mente - e nem sempre há coerência nas falas.

Essa é uma fase de enorme evolução cognitiva, com desenvolvimento linguístico e conceitual.

3. Estágio Operatório Concreto: essa etapa ocorre aproximadamente entre os 7 e 12 anos, a depender do desenvolvimento da criança. Nesse período, a criança começa a expandir sua capacidade de raciocinar de maneira lógica, porém ainda tem dificuldade em entender abstrações, ela está focada nas ações concretas que realiza.

4. Etapa das Operações Formais: inicia-se aos 12 anos e é a fase em que a criança começa a se desenvolver para tornar-se um adolescente e então um adulto. Nesse estágio, a criança já é capaz de administrar pensamentos abstratos, formular hipóteses e compreender as relações de causa e efeito.

Desenvolvimento cognitivo segundo Lev Vygotsky

Outro educador e estudioso do desenvolvimento cognitivo foi o russo Lev Vyjotsky, que ficou famoso no final dos anos 70 e continua a influenciar muitos estudos até hoje. Dois termos explicam sua teoria sobre o desenvolvimento cognitivo: internalização e zona proximal de desenvolvimento.

Internalização

Para Vygotsky, a aprendizagem de uma criança está relacionada aos estímulos que recebe do ambiente externo. Segundo ele, a criança internaliza tudo o que as pessoas fazem e dizem e torna aquilo conhecimento, ou seja, o aprendizado ocorre a partir de suas interações com o meio ambiente.

Zona Proximal de Desenvolvimento

Esse conceito é uma das contribuições de maior destaque do Vygotsky. Segundo o pesquisador, além de entender o desempenho das capacidades e conhecimentos adquiridos pelas crianças, é importante compreender quais são suas capacidades latentes, isto é, o que mais pode ser desenvolvido.

Para isso, Vygotsky afirmava que era preciso repensar a forma como as crianças eram avaliadas e sugeria uma interação dinâmica entre o avaliador e a criança. Para ele, as respostas incorretas eram importantes e quando aconteciam, o avaliador não deveria deixá-las sem resposta, mas ajudá-las a chegar na resposta correta.

Diferença entre as teorias de Jean Piaget e Lev Vygotsky

A principal diferença entre as duas teorias mais famosas sobre o desenvolvimento cognitivo é que para Piaget a aprendizagem é um processo que ocorre de dentro para fora, enquanto que para Lev Vygotsky, esse processo se dá de fora pra dentro.

Piaget considerava que o ambiente externo era capaz de contribuir ou prejudicar o desenvolvimento cognitivo de uma criança, porém sua teoria dava especial destaque aos aspectos biológicos.

Vygotsky, por sua vez, criou uma teoria que se difere bastante da de Piaget. Segundo ele, a aprendizagem acontece como um processo de fora para dentro, isto é, ele destaca o papel do ambiente externo sobre o desenvolvimento cognitivo de uma criança.

Nesse caso, as influências sociais são mais importantes que as características biológicas.

Veja também o significado de cognição, infância e desenvolvimento infantil.

Data de atualização: 01/07/2019.