Significado de Favela

O que é Favela:

Favela é o conjunto de habitações populares precariamente construídas e desprovidas de infraestrutura (rede de esgoto, de abastecimento de água, de energia, de posto de saúde, de coleta de lixo, de escolas, de transporte coletivo etc.).

As favelas estão localizadas em áreas ocupadas irregularmente nas encostas dos morros, nas margens de córregos, rios, canais, mangues etc. As casas são construídas em madeira ou alvenaria, muitas com mais de um andar, sem espaçamento entre uma e outra, criando uma área densamente povoada.

As favelas constituem a expressão viva das desigualdades sociais, da marginalização e exclusão social de parte da população das grandes cidades do mundo subdesenvolvido ou em desenvolvimento. No Brasil esse aglomerado de construções é denominado favela, no Peru – barriadas, no Chile – callampas, na Venezuela – barrios, entre outros.

Hoje as favelas se tornaram parte da paisagem de várias cidades brasileiras. A favela da Rocinha, localizada no morro Dois Irmãos, na Zona Sul do Rio de Janeiro é conhecida como a maior favela do Brasil, contando com aproximadamente 70.000 habitantes.

A partir de 1980 as favelas vêm passando por uma política de urbanização e a integração desses espaços à cidade fez surgir o termo "comunidade", como forma de amenizar o estigma da palavra favela.

Origem das favelas

As primeiras favelas começaram a surgir na paisagem urbana do Rio de Janeiro em 1897, quando foi permitido aos soldados que retornaram da Guerra dos Canudos construir seus barracos em áreas que não tinham importância imobiliária, como é o caso das encostas dos morros. A instalação de favelas se acentuou a partir da década de 1950, período em que o país passou por transformações econômicas, principalmente pela industrialização das grandes cidades e pelo crescimento vegetativo da população.

Até o final dos anos 70, o Brasil sofreu um intenso êxodo rural, ou seja, a saída de pessoas do campo em direção às cidades em busca de trabalho. Como a economia não era capaz de absorver toda a mão de obra disponível ocorreu o empobrecimento da grande parte da população e uma deterioração acentuada da vida urbana. Onde trabalhar e onde morar tornaram-se dramas para grande parte da população.

Sem receber investimentos públicos em obras de infraestrutura urbana as cidades passaram a crescer em direção à periferia, onde eram construídas enormes favelas e loteamentos clandestinos, além de cortiços, sobretudo ao redor dos bairros industriais, contribuindo para a explosão urbana, o subemprego, o desemprego e a economia informal.

Data de atualização: 19/09/2014.