Características do Realismo

Realismo foi um movimento artístico surgido na França no século XIX, no período da Revolução Industrial, que teve grande influência na produção artística desse período. Mais tarde o movimento alcançou outros países da Europa e o Brasil.

O realismo teve manifestações artísticas em várias áreas, como arquitetura, teatro e escultura. Mas foi na pintura e na literatura que o movimento teve mais expressão.

Conheça as características mais marcantes do realismo:

1. Retratava os problemas e as desigualdades sociais

les glaneuses

Essa é uma das características mais marcantes desse movimento artístico. A obra produzida nesse período retratava a realidade da vida em sociedade. As transformações sociais e políticas que aconteceram no períodos e as desigualdades sociais que surgiram a partir disso foram os temas mais presentes no realismo.

A preocupação com a retratação da realidade foi resultado do momento histórico do movimento, que surgiu durante o período da industrialização, na Revolução Industrial.

Uma das grandes consequências desse período foi a clara divisão que passou a existir entre a classe burguesa e a classe dos trabalhadores (proletariado). A partir da industrialização os trabalhadores passaram a deixar o trabalho no campo para buscar trabalho nas fábricas nas grandes cidades.

Ao mesmo tempo que a burguesia passou a viver melhor com o aumento da produção, os trabalhadores viviam em más condições de vida e com baixos salários nas cidades. 

Gustave Courbet (1819-1877), Jean-François Millet (1814-1875) e Théodore Rousseau (1812-1867) foram alguns dos pintores que retrataram a realidade social em suas obras.

2. Era uma forma de oposição ao romantismo

O realismo, como o próprio nome indica, demonstrava os aspectos mais reais dos acontecimentos e das pessoas. Por ter surgido depois do período do romantismo deixou clara a diferença que existia entre esses dois movimentos artísticos.

Ao contrário do romantismo, que tinha características mais subjetivas, o realismo era mais muito mais objetivo e voltado a exibir a realidade da maneira mais verdadeira possível. Não existiam as idealizações que são tão marcantes no romantismo. Os heróis românticos e sonhadores, que eram idealizados e exaltados no período do romantismo, deram lugar ao protagonismo das pessoas mais comuns e reais.

As diferenças em relação ao romantismo eram bem claras, tanto na pintura como nas obras de literatura. O maior comprometimento era demonstrar a realidade da vida em sociedade e a humanidade dos personagens retratados.

Saiba mais sobre o Romantismo e as Características do Romantismo.

3. Criticava a Igreja Católica e a burguesia

Outra característica muito presente no realismo é a crítica direcionada principalmente à burguesia e à Igreja Católica.

Como o realismo foi um movimento mais atento à realidade e à análise crítica da sociedade, o comportamento da burguesia também foi muito criticado na obra produzida durante o período. A principal crítica era ao enriquecimento burguês que era resultado da exploração do proletariado.

Da mesma maneira, a doutrina e alguns posicionamentos da Igreja Católica passaram a ser um assunto muito presente na obra do período. 

4. Análise mais psicológica do comportamento humano

Arrufos

No realismo, principalmente na literatura, começaram as ser exibidas as características psicológicas dos personagens, que dava a eles uma personalidade mais real. Eram demonstrados os aspectos mais reais, como os defeitos, qualidades, dúvidas e fraquezas que eram comuns a qualquer ser humano.

Os problemas nas relações entre as pessoas, os conflitos morais e pessoais também foram muito presentes na literatura realista.

Essa característica é marcada principalmente pela presença de um narrador, muitas vezes na terceira pessoa, que apresenta as características e os conflitos emocionais vividos pelos personagens. Além disso, o uso quase excessivo de detalhes na descrição dos personagens e das situações dava um aspecto mais real aos comportamentos descritos.

São consideradas as primeiras obras literárias representantes do realismo: Madame Bovary (do francês Gustave Flaubert) e Memórias Póstumas de Brás Cubas (de Machado de Assis).

5. Visão científica dos acontecimentos

O realismo corresponde a um período em que existiram grandes avanços no campo da ciência e da tecnologia e isso refletiu muito na arte que foi produzida na época. A teoria evolucionista criada por Charles Darwin e o surgimento de máquinas a vapor são exemplos.

Dessa maneira, a visão mais crítica da sociedade, a partir dos avanços registrados na época passou a ser uma presença constante no realismo. A visão da evolução da ciência e das pesquisas influenciou na observação mais crítica dos acontecimentos sociais e políticos para a sociedade.

Além disso, o realismo retratou a influência dos avanços tecnológicos na sociedade, como a diminuição e a piora das condições de trabalho a partir da entrada das máquinas nas linhas de produção, que foi uma forte consequência da Revolução Industrial.

Saiba mais sobre o realismo.

Data de atualização: 27/04/2018. Características do Realismo está na categoria: Arte