Lei de Pareto

O que é a Lei de Pareto?

A Lei de Pareto (ou Princípio de Pareto) afirma que 80% dos resultados são derivados de 20% das causas. O princípio surgiu por uma observação econômica, mas pode ser aplicado para as mais diversas áreas ou assuntos.

Em resumo, a Lei de Pareto explica que a menor parte dos recursos é responsável pela maior partes dos resultados.

O surgimento do Princípio aconteceu pela observação feita pelo economista Vilfredo Pareto, que percebeu que a proporção 80/20 era encontrada em inúmeras situações. Na época, Pareto visualizou que aproximadamente 20% das famílias italianas detinham cerca de 80% da riqueza do país.

A partir da obtenção desse dado, ele passou a estudar a proporção e pôde concluir que a medida era encontrada em diversas situações.

Princípio de Pareto ou regra 80/20

A aplicação da Lei de Pareto é conhecida como regra 80/20, tem como um dos benefícios principais a melhora dos resultados obtidos. Quanto mais a lei for aplicada, mais resultados positivos podem ser esperados, com menos esforço/investimento de tempo.

Na prática, o princípio 80/20 oferece a ideia de que 80% dos resultados obtidos são resultado de 20% dos esforços empreendidos. A partir dessa percepção, é possível avaliar como otimizar a aplicação do tempo, reduzindo o esforço e melhorando os resultados alcançados.

A Lei de Pareto não objetiva aumentar o volume de trabalho executado. Ela é focada na realocação de esforços e tarefas para atingir melhores resultados, ao mesmo tempo que reduz os esforços aplicados.

Lei de Pareto e melhoria de produtividade

Atualmente, uma das aplicações mais utilizadas da lei é na busca do aumento de produtividade, tanto empresarial como pessoal.

Especialistas de administração e economistas afirmam que o uso do Princípio de Pareto pode proporcionar melhores resultados para empresas.

Exemplo: uma empresa, após avaliar seus procedimentos, conclui que boa parte do trabalho feito pelos funcionários é burocrático, o que diminui o tempo do objetivo principal do empreendimento (fazer vendas). Nesse caso, é possível avaliar que a maior parte do esforço (como os 80%) resultam em poucos resultados (20%).

A partir dessa constatação, a empresa pode revisar métodos e tomar medidas práticas para a aplicação da Lei de Pareto, convertendo o menor esforço necessário no máximo de vendas possíveis. O objetivo da avaliação é verificar quais procedimentos são imprescindíveis e quais podem ser mudados ou abandonados.

Para garantir que a lei seja eficiente, é preciso determinar qual o principal objetivo da aplicação do princípio, para que as medidas aplicadas sejam específicas e consigam garantir a melhora de resultados.

Lei de Preto

A Lei de Pareto, além de ser aplicada na economia, também pode ser usada para:

  • aumentar a produtividade de uma empresa;
  • organizar sistemas de gestão;
  • melhorar a organização da rotina pessoal;
  • ampliar o cumprimento de metas;
  • organizar pessoais e finanças familiares.

Diagrama de Pareto

O Diagrama de Pareto é uma ferramenta usada na aplicação da Lei de Pareto. Com o diagrama é mais fácil observar as ações e os resultados obtidos. Seu uso facilita a observação de quais pontos podem ser alterados a fim de garantir melhores resultados.

Nas empresas, por exemplo, é uma ferramenta útil para determinar as causas de perdas, prejuízos ou reclamações de clientes.

Conheça mais sobre o Diagrama de Pareto.

Quem criou a Lei de Pareto?

O responsável por perceber a repetida ocorrência do padrão 80/20 foi Vilfredo Pareto (1848-1923), um economista italiano. Por ser economista, ao verificar a existência desse princípio na concentração de riqueza na Itália, Pareto a aplicou na matemática.

A consolidação do conceito criado por ele tornou a lei bastante conhecida e hoje ela é abrangente e utilizada em muitas áreas do conhecimento.

Data de atualização: 13/02/2020.