Significado do Utilitarismo

O que é o Utilitarismo:

Utilitarismo é uma teoria filosófica que busca entender os fundamentos da ética e da moral a partir das consequências das ações.

Neste caso, o utilitarismo consiste na ideia de que uma ação só pode ser considerada moralmente correta se as suas consequências promoverem o bem-estar coletivo. Caso o resultado da ação seja negativo para a maioria, esta é classificada como condenável moralmente.

A partir deste raciocínio, o utilitarismo se apresenta oposto ao egoísmo, pois as consequências das ações devem estar focadas na felicidade de um conjunto e não de interesses particulares e individuais.

A teoria utilitarista foi defendida, como uma doutrina ética, principalmente pelos filósofos e economistas ingleses John Stuart Mill e Jeremy Bentham, durante os séculos XVIII e XIX. No entanto, o pensamento utilitarista já era explorado desde a Grécia antiga, principalmente através filosofo grego Epicuro.

Pelo fato de estar baseado nas consequências, o utilitarismo não leva em consideração os motivos do agente (se é bom ou mau), visto que as ações de um agente que são tidas como negativas podem desencadear consequências positivas e vice-versa.

Existem alguns debates sobre a obrigatoriedade de o utilitarismo abranger apenas consequências que estejam diretamente ligadas aos seres humanos ou a todos os seres sencientes, ou seja, que tenham a capacidade de sentir dor e prazer, como alguns animais, por exemplo.

Os princípios do pensamento utilitarista são aplicados em diversas áreas da vida em sociedade, como no sistema político, na justiça, na economia, nas leis e etc.

Os principais princípios básicos do utilitarismo são:

  • Princípio do bem-estar: o objetivo da ação moral deve ser o bem-estar em todos os níveis (intelectual, físico e moral).
  • Consequencialismo: a moralidade das ações é julgada mediante as consequências por elas geradas.
  • Princípio da agregação: leva em consideração a maioria dos indivíduos, descartando ou “sacrificando” as “minorias” que não se beneficiaram da mesma forma que a maioria. Este teor “sacrificial” costuma ser bastante questionado pelos opositores ao utilitarismo.
  • Princípio de otimização: a maximização do bem-estar é interpretada como um dever.
  • Imparcialidade e universalismo: não existe distinção entre o sofrimento ou felicidade dos indivíduos, sendo todos iguais perante o utilitarismo.

Existem diversas teorias e linhas de pensamento que criticam os princípios do utilitarismo. O conceito do “Imperativo Categórico” desenvolvido pelo filosofo alemão Immanuel Kant, por exemplo, questiona a capacidade do utilitarismo de não estar ligado a uma atitude egoísta, pois todas as ações e consequências geradas estariam dependentes de inclinações pessoais.

Ver também a diferença entre Ética e Moral.

O significado do Utilitarismo está na categoria: Filosofia