Compostagem

O que é a compostagem?

Compostagem é um método de reciclagem de resíduos sólidos orgânicos, sendo estes reaproveitados para a produção de adubos e fertilizantes. O produto da compostagem, chamado de húmus, é um eficiente fertilizante natural.

O processo da compostagem costuma ser feito de modo natural, através da decomposição dos resíduos orgânicos por microrganismos, como bactérias e fungos, por exemplo. Os resíduos usados podem ser de origem animal ou vegetal.

A técnica da compostagem é aplicada como uma alternativa que se enquadra no conceito de desenvolvimento sustentável do meio ambiente, conforme prevê a legislação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Além das usinas de compostagem, que servem para a reciclagem de grandes quantidades de lixo orgânico (como restos de comida ou resíduos de jardinagem), as pessoas interessadas também podem fazer facilmente a compostagem doméstica, com o uso de baldes ou caixas.

Como fazer a compostagem?

Para fazer a compostagem doméstica, é preciso ter uma composteira, que pode ser comprada ou feita em casa com poucos materiais. É preciso saber que a compostagem pode ser feita com ou sem minhocas. Em geral, o uso de minhocas acelera a compostagem, mas o processo ocorre igualmente se decidir fazer sem elas.

A composteira deve ter três recipientes. Nos dois primeiros devem ser colocadas folhas secas, terra e os resíduos orgânicos. Se decidir usar minhocas, elas devem ser colocadas nestas mesmas caixas.

O resultado da compostagem, o húmus, vai ficar armazenado na última caixa e deve ser recolhido pela torneira instalada nesse recipiente.

Veja uma composteira doméstica na imagem abaixo:

ComposteiraA composteira pode ser comprada ou feita em casa, reaproveitando caixas ou baldes.

O que é o húmus?

O húmus é o produto final do processo de compostagem, um substrato líquido resultante da fermentação dos resíduos orgânicos usados na compostagem.

O uso do húmus na rega de plantas e no solo é bastante benéfico, pois ele age como um fertilizante natural. Tem capacidade de aumentar a quantidade de nutrientes na terra, auxiliar no controle de temperatura do solo, além de ajudar a combater pragas que podem ser prejudiciais ao desenvolvimento saudável das plantas.

Quais tipos de resíduos podem ser usados?

De forma geral, resíduos orgânicos podem ser usados no processo, mas é preciso ficar atento às quantidades usadas porque o uso excessivo de alguns pode prejudicar a qualidade da compostagem.

Podem ser colocados livremente na composteira restos de vegetais e frutas, casca de ovos, chás, borra de café, folhas secas, serragem e grama. Deve-se evitar o excesso de resíduos de frutas cítricas ou de alimentos cozidos.

Carnes e laticínios não devem ser depositados na composteira. Também é preciso evitar alimentos úmidos ou outros resíduos que possam causar mofo ou bolor na composteira.

Conheça mais detalhes sobre o húmus.

Fases do processo de compostagem

O processo de compostagem costuma ser dividido em três principais fases: mesofílica, termofílica e maturação.

Fase mesofílica

É o início da proliferação dos fungos e bactérias que serão responsáveis por metabolizar as moléculas mais simples da matéria orgânica. Nessa fase, a temperatura nas composteiras é de aproximadamente 40°C. A duração desta etapa é de 15 dias.

Fase termofílica

Esta é a fase mais longa, dura em média dois meses. O material orgânico é submetido aos microrganismos termófilos, que são capazes de sobreviver a temperaturas de até 70°C. As moléculas mais complexas são degradadas nesta etapa, além da eliminação da maioria dos agentes patológicos.

Fase de maturação

Também dura em média dois meses e é caracterizada pela queda da atividade microbiana, assim como a diminuição da temperatura nas composteiras. Durante esta etapa o composto é transformado em húmus livre de metais pesados, tóxicos e patogênicos.

Benefícios da compostagem

Alguns dos principais benefícios desta técnica de reaproveitamento incluem:

  • evitar o esgotamento dos aterros sanitários;
  • consiste em um processo natural, sem uso de produtos químicos ou tóxicos;
  • promove a reciclagem de nutrientes para o solo;
  • auxilia na redução da poluição do solo, da água e do ar;
  • auxilia a controlar a população de animais transmissores de doenças,
  • evita o desperdício, transformando os resíduos em novas matérias que são úteis para outras áreas.

Saiba mais sobre reciclagem e aterro sanitário.

Importância da compostagem para o meio ambiente

Além de todos os benefícios listados acima, a compostagem também é muito importante pra ajudar na preservação do meio ambiente.

O lixo orgânico que é depositado nos lixões gera gás metano durante o processo de decomposição e esse gás colabora para o agravamento do efeito estufa, que provoca o aumento da temperatura na Terra.

Leia também o significado de lixo orgânico e conheça outras formas de ajudar a preservar o meio ambiente.

Data de atualização: 24/01/2020.