7 Formas de ajudar a preservar o meio ambiente

Juliana Diana
Revisão por Juliana DianaProfessora de Biologia e Doutora em Gestão do Conhecimento

A preservação do meio ambiente depende do envolvimento de toda a sociedade. Deve ser uma preocupação dos governos e dos cidadãos.

Os governos devem criar políticas públicas de preservação e de proteção ambiental, além de investir na educação da população para a conscientização da importância do cuidado com o meio ambiente.

Da mesma maneira, todos os cidadãos devem estar conscientes de suas atitudes, sabendo que é necessário cuidar de pequenos atos que, somados, podem fazer muita diferença. Conheça agora algumas medidas simples que podem ser adotadas para ajudar na preservação do meio ambiente.

1. Economizar água

A água é um recurso natural que pode acabar caso não seja economizado, principalmente a água potável, que corresponde a apenas 3% de toda água existente na Terra.

A adoção de medidas simples pode ser muito eficaz para reduzir o gasto de água e preservar este recurso fundamental para a sobrevivência dos seres vivos e para a preservação do meio ambiente.

Para diminuir o consumo de água podem ser adotadas medidas como: tomar banhos mais curtos e não deixar a torneira aberta ao escovar os dentes e lavar a louça. Também é possível fazer a recolha e o reaproveitamento da água da chuva e da água utilizada em máquinas de lavar roupas.

ÁguaMedidas simples podem ser muito eficientes para economizar água.

2. Não jogar lixo na rua

Jogar lixo na rua é uma prática que causa muitos danos ao meio ambiente.

Além de sujar as cidades, o lixo que é jogado nas ruas pode ficar acumulado em bueiros e esgotos. Como consequência disso, quando há chuva o risco de enchentes pode aumentar, já que é por estas saídas que a água da chuva deve ser escoada.

O lixo deixado nas ruas também pode ser levado até rios, córregos, oceanos e nascentes de água, causando a morte de peixes e de outros animais, além da poluição das águas. Além disso, ele pode causar a proliferação de ratos e de outros animais que podem transmitir doenças aos seres humanos, como a leptospirose e a hantavirose.

Para evitar este problema, procure depositar o lixo nos lugares que realizam o descarte no local correto para evitar maiores danos ao meio ambiente.

3. Diminuir o uso do carro

O fluxo de automóveis contribui muito para a poluição do ar em razão dos gases poluentes que são liberados pela queima de combustível, principalmente o gás carbônico.

A emissão desses gases poluentes deve ser reduzida ao máximo, pois eles têm muita influência sobre o aumento do aquecimento global e do efeito estufa.

Encontrar formas de diminuir o uso de carros é uma maneira eficiente de ajudar a reduzir a poluição atmosférica. Algumas alternativas são: usar mais os serviços de transporte público, fazer trajetos a pé ou de bicicleta e participar de sistemas de rodízio de caronas.

Veja também os significados de Aquecimento global e Efeito estufa.

4. Usar menos plástico

O uso excessivo de plástico é um dos grandes problemas que precisam ser controlados para diminuir os impactos no meio ambiente, pois este material tem um processo de decomposição muito lento. O plástico deixado na natureza leva entre 200 e 400 anos para se decompor, conforme o tipo de material utilizado na sua composição.

Além disso, o plástico que chega até os oceanos, mares ou rios é responsável pela mortalidade de milhares de animais marinhos, o que aumenta ainda mais o desequilíbrio desse ecossistema.

Para diminuir o uso do plástico pode-se evitar comprar produtos que sejam vendidos em embalagens e sacolas desse material e não utilizar canudos, talheres e pratos feitos de plástico.

Também é possível adotar o hábito de usar sacolas feitas de tecido ou de outros materiais recicláveis de longa duração, que podem ser reutilizadas inúmeras vezes.

PlásticoOs plásticos que chegam aos mares e oceanos são poluentes e causam a morte de animais marinhos.

5. Comprar menos e consertar mais

Outra forma de ajudar a preservar o meio ambiente é evitar fazer compras desnecessárias, especialmente de produtos eletrônicos. Os itens que não são mais úteis para o uso ou que são considerados ultrapassados, se forem descartados, aumentam ainda mais o lixo produzido. Além do plástico, substâncias químicas e tóxicas presentes nesses produtos podem prejudicar o meio ambiente.

Quanto mais se compra, mais lixo é produzido e mais as empresas e indústrias produzem. Assim, o consumo exagerado é responsável não só pelo aumento do volume de lixo no planeta, mas também pelo aumento da poluição que é produzida e liberada pelas fábricas.

Para evitar o despejo de mais lixo no meio ambiente uma dica importante é: antes de comprar um produto, verificar se existe a possibilidade de consertar o item que já possui.

Para saber mais sobre o consumo e a vida útil de produtos, leia o artigo: Obsolescência programada.

6. Separar o lixo

Separar o lixo é uma das formas mais simples e eficientes para ajudar na preservação do meio ambiente. A forma mais fácil de fazer isso é separar o lixo orgânico (restos de alimentos) do lixo que pode ser reciclado.

Para ajudar mais um pouco, ainda é possível fazer a separação dos diferentes tipos de lixo reciclável: vidro, papel e cartão, embalagens, plásticos, etc. Fazer a separação do lixo reciclável é uma forma de ajudar no trabalho de coleta seletiva. O lixo é separado, acondicionado e encaminhado para empresas que transformam esse material em novos produtos.

O lixo reciclado, além de ajudar na preservação do meio ambiente, também auxilia na geração de empregos para pessoas que trabalham na transformação destes descartes em matérias-primas para a fabricação de novos produtos.

O lixo orgânico também pode ser reaproveitado em um processo chamado de compostagem, que transforma estes resíduos orgânicos, a partir de sua decomposição natural, em adubos ou fertilizantes.

Leia mais sobre Reciclagem, Coleta seletiva e Compostagem.

7. Diminuir o consumo de energia elétrica

Diminuir o gasto de energia elétrica também contribui para a preservação do meio ambiente, além de ajudar a economizar nas contas mensais.

Também é possível trocar o uso de energia elétrica por outras fontes de energia renováveis que são mais sustentáveis. Um exemplo é a energia solar, também chamada de energia limpa, que pode ser utilizada em casas, escolas e prédios públicos. Para isso é preciso fazer a instalação de painéis solares que recolhem a energia solar e a transformam em energia elétrica.

Existem ainda outras alternativas ao uso da energia elétrica, como a energia eólica (dos ventos) e a hidrelétrica (das águas).

SolarOs painéis solares são uma alternativa sustentável para economizar a energia elétrica.

Leia mais sobre o Meio ambiente e Sustentabilidade e conheça alguns exemplos de sustentabilidade.

Data de atualização: 06/05/2019.

Juliana Diana
Revisão por Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Doutora em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2019.