Significado de Cultura de massa

O que é Cultura de massa:

Cultura de massa é o produto da chamada Indústria Cultural, consistindo em todos os tipos de expressões culturais que são produzidos para atingir a maioria da população, com o objetivo essencialmente comercial, ou seja, de gerar produtos para o consumo.

Seguindo a lógica do capitalismo industrial e financeiro, a cultura de massa busca padronizar e homogeneizar os produtos, para que possam ser consumidos pela maioria das pessoas. Assim, tudo o que pertence a cultura de massa deve seguir um padrão pré-definido para o consumo imediato.

Músicas, filmes, gêneros de dança, séries de televisão, revistas, desenhos animados, moda, gastronomia e etc. A lista de elementos que a Indústria Cultural se apropria e transforma em cultura de massa é gigantesca.

Os meios de comunicação de massas (rádio, televisão, jornais, revistas e, principalmente, a internet) são os principais aliados da Indústria Cultural para a disseminação da cultura de massa, ajudando no processo de homogeneização cultural e na alienação dos consumidores.

Vale ressaltar que o termo "massa" não está relacionado, neste caso, com classes sociais, mas unicamente com o grupo formado pela maioria das pessoas de uma sociedade.

Indústria Cultural e Cultura de Massa

Atualmente, ambas as expressões podem ser utilizadas como sinônimos, uma vez que a cultura de massa, assim como a indústria cultural, tem o objetivo específico de atingir a maioria das pessoas, ignorando qualquer tipo de distinção que possa haver na sociedade. 

Os responsáveis pela criação do termo e conceito da Indústria Cultural foram os filósofos alemães Theodor Adorno (1903 - 1969) e Max Horkheimer (1895 - 1973), fundadores da Escola de Frankfurt. Na definição dos filósofos, a Indústria Cultura representava os grandes grupos midiáticos que controlavam os meios de comunicação de massa e, assim, ditavam o padrão de consumo, de notícias e de outros serviços que "alimentam" e alienam as pessoas.

Saiba mais sobre a Indústria Cultural.

Cultura de massa, Cultura popular e Cultura erudita

Inicialmente, a expressão "cultura de massa" era utilizada no século XIX para distinguir a educação que era recebida pelo povo daquela que era obtida pelas elites (cultura erudita).

No entanto, com o crescente advento da industrialização e modernização tecnológica, principalmente dos veículos de comunicação, a cultura de massa passou a ter o significado que é conhecido atualmente. 

A cultura erudita envolve todo o tipo de produção que exige uma maior elaboração técnica, a partir de estudos e análises críticas sobre o conteúdo. Este tipo de cultura costuma ser direcionada para as elites sociais e ecônomicas, sendo consumida principalmente por intelectuais.

Saiba mais sobre o significado de Erudito.

Já a cultura popular, ao contrário da erudita, é aquela que nasce a partir do povo de modo natural, e é caracterizada por manifestações que expressam a identidade cultural de uma comunidade específica. 

Saiba mais sobre a Cultura popular.

A cultura de massa pode utilizar de elementos que sejam particulares tanto da cultura popular como da erudita, mas banalizando e ignorando os seus conteúdos de origem. Isto pelo fato da Indústria Cultural valorizar apenas aquilo que é do gosto das massas e que tem potencial lucrativo, marginalizando outras manifestações culturais legítimas. 

Saiba também qual a diferença entre Cultura popular e Cultura erudita.

Muita gente confunde, mas a cultura popular e a cultura de massa são totalmente distintas. A primeira é fruto do povo, da identidade cultural de uma sociedade. Já a segunda é produto da Indústria Cultural e não tem a intenção de carregar ou transmitir valores simbólicos, mas visa apenas o lucro que poderá obter a partir do consumo da maior quantidade possível de pessoas.

O significado de Cultura de massa está na categoria: Geral