Significado de Empuxo

O que é Empuxo:

Empuxo é a força que um fluído exerce sobre um corpo submerso. Essa força tem direção vertical e sentido para cima e corresponde ao peso do volume de líquido que foi deslocado pelo objeto.

Empuxo

A existência dessa força explica a flutuação de corpos na água, como grandes icebergs ou navios e também pela sensação de que os objetos dentro da água parecem ser mais leves do que realmente são.

Esse fenômeno foi explicado pela primeira vez pelo físico grego Arquimedes (287 a.C - 212 a.C), que havia sido incumbido pelo rei de verificar se sua coroa era feita de ouro puro ou se possuía outros elementos misturados. Por essa razão, o empuxo é também chamado de Princípio de Arquimedes.

Veja o enunciado deste princípio:

Todo corpo mergulhado em um líquido sofre uma força chamada de empuxo que corresponde ao peso do volume de líquido deslocado.

Segundo algumas histórias, Arquimedes estava tomando um banho de banheira quando chegou a conclusão que a água exercia uma força sobre seu corpo. Ao fazer tal constatação, o físico saiu gritando pelas ruas "eureka, eureka!", que em grego significa "descobri".

Saiba mais sobre Eureka.

Como acontece o empuxo?

Quando um corpo é submerso, o fluido exerce pressão sobre ele. A pressão exercida na parte inferior será sempre maior que a pressão exercida na parte superior, pois quanto maior a profundidade, maior a pressão. Veja a imagem abaixo:

Empuxo

Assim temos que o empuxo é resultado da diferença de pressão entre a parte inferior e a parte superior do objeto e acontece de baixo para cima devido à maior pressão na parte inferior do objeto submerso.

Fórmula do empuxo

O valor do empuxo será igual ao peso do volume de líquido deslocado, isto é:

E = PDES

Considerando que o peso é igual ao produto da massa pela gravidade (P = m.g), temos:

E = mDES . g

Sendo a densidade a razão entre a massa e o volume (d = m/v), a fórmula do empuxo é:

E = dF . VDES . g

Onde:

  • E = empuxo
  • dF = densidade do fluído (Kg/m3)
  • VFD = volume do fluído deslocado (m3)
  • g = aceleração da gravidade (m/s2)

A partir dessa fórmula podemos concluir que o empuxo depende da densidade do fluído, do volume do fluído deslocado e da aceleração da gravidade.

Apesar de a pressão ser maior a medida que a profundidade aumenta, o empuxo não aumenta conforme o objeto se desloca mais para o fundo, isso porque a pressão na parte inferior e na parte superior do objeto aumentam na mesma medida.

Entenda também o que são medidas de volume.

Peso aparente

Quando um corpo está submerso em um fluído, existem duas forças atuando sobre ele: o peso e o empuxo. O peso é uma força exercida na vertical e de cima para baixo. O empuxo é a força exercida na vertical, de baixo para cima.

A atuação dessas duas forças faz com que o peso de um corpo submerso em um fluído pareça menor, ao que damos o nome de peso aparente. O peso aparente é calculado pela subtração do empuxo no peso real:

PA = P - E

Flutuação dos corpos

A densidade é a propriedade que permite aos corpos flutuar ou afundar, veja as possibilidades:

  • Densidade do corpo maior que a densidade do fluido: o corpo irá afundar.
  • Densidade do corpo menor que a densidade do fluido: o corpo irá flutuar.
  • Densidade do corpo igual à densidade do fluido: corpo fica imerso e em equilíbrio.

Observação: é importante notar que o empuxo depende da densidade do fluido, não da densidade do objeto.

Saiba mais sobre densidade.

Icebergs

A flutuação dos icebergs é um fenômeno interessante para entender as diferentes densidades. O gelo flutua na água devido à sua menor densidade que a água em estado líquido. Em estado líquido a densidade da água do mar é de 1,03 kg/l e do gelo é 0,92 kg/l.

Como a diferença entre as densidades é pequena, a maior parte do iceberg permanece submersa, apenas cerca de 10% de seu corpo fica para fora da água.

Veja também o significado das leis de Newton, força e iceberg.

Data de atualização: 31/10/2019.