O que é metafísica?

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Professor de Filosofia, Mestre em Ciências da Educação

Metafísica é uma palavra com origem no grego e que significa "o que está para além da física". É uma área da filosofia que busca o conhecimento da essência das coisas.

O fundamento comum de tudo o que existe, a alma, Deus, a finalidade da existência e o ser enquanto ser, por exemplo, são objetos de estudo da metafísica.

Algumas das perguntas comumente associadas à filosofia como "o que somos?", "de onde viemos?", "para aonde vamos?", são perguntas da metafísica.

O termo metafísica foi consagrado por Andrônico de Rodes a partir da classificação e ordenação dos livros aristotélicos. Os que eram referidos à ciência dos primeiros princípios e primeiras causas não possuíam classificação e, assim, foram colocados depois ("para além") dos escritos de física.

A metafísica são os estudos da natureza que estão para além de tudo o que é físico, daquilo que não é material. Por esse motivo, hoje em dia, muitas vezes a metafísica é um termo utilizado para se referir ao esoterismo. Já os adjetivos metafísico e metafísica são utilizados pelo senso comum como sinônimo de algo inacessível, que não pode ser compreendido.

A metafísica na Filosofia

Ao longo da história, a metafísica assume diversos significados distintos. A ideia surge na filosofia de Platão, se referindo ao seu "mundo das ideias", à verdade, que daria origem a tudo o que conhecemos.

Para Aristóteles, a metafísica é, simultaneamente, ontologia e teologia, enquanto se ocupa do ser supremo na hierarquia dos seres. Esse ser supremo seria a causa de tudo aquilo que existe, o primeiro motor imóvel que pôs o universo em movimento.

A tradição escolástica, na Idade Média, identificou a metafísica com a teologia, ainda que tenha distinguido-as pelos métodos usados. Para explicar Deus, a metafísica recorre à razão enquanto a teologia se baseia na revelação divina.

Na Idade Moderna, ocorre uma separação entre a concepção aristotélica e a platônica. A metafísica como ontologia se converte em teoria do conhecimento e teoria da ciência (epistemologia); como ciência do transcendental, se converte em teoria da religião e das concepções do mundo.

Immanuel Kant, já no século XVIII, que se interrogou sobre a possibilidade da metafísica como ciência. Sua obra A Fundamentação da Metafísica dos Costumes aborda a moralidade humana como um problema da razão.

No século XIX, a metafísica é identificada à pura especulação perante o caráter positivo das ciências. A partir de Heidegger e Jaspers, os pensadores interessados na problemática do ser se esforçaram por elaborar uma noção de metafísica factível e atual.

Veja também:

Data de atualização: 12/05/2021.


Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestre em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).